terça-feira, 16 de abril de 2019

E A BÍBLIA TINHA RAZÃO...



Quando eu era garoto, lembro de ver na cabeceira do criado mudo de minha mãe, por algum tempo, um livro cuja capa ilustra esse post: “E a Bíblia tinha razão”.
Esse título marcou minhas memórias porque naquela época, poucos eram os cristãos em qualquer lugar. Ainda mais em minha escola. Muitos falavam que a Bíblia era uma fábula, que não tinha nada a ver (sim, naquela época já falavam algo parecido), e nesse cenário, ler um título tão contundente em um livro de minha mãe me ajudou. 
Ainda mais porque tanto minha mãe como meu pai estudavam mesmo a Bíblia.
Aquela capa de livro fortaleceu minha fé quando eu tinha por volta de 13/14 anos, mas sei que até hoje há pessoas que zombam da Bíblia. Em especial quando tratam de relatos que não encontram respaldo na “ciência” e, para muitos, se não é científico, não é verdade. Como se a Palavra de Deus precisasse realmente ser comprovada pela ciência para ser considerada a verdade.
Não mesmo!
Mas sim, O Senhor em Sua Palavra deixa claro a Seu respeito que sempre será necessário crer, pois a salvação vem pela fé, e não por raciocínios elaborados ou eruditos! Ou confirmações científicas. E "Sem fé é impossível agradar a Deus" (Hebreus 11:6) 
Paulo o Apóstolo afirma que o mundo não vai conhecer a Deus pela própria sabedoria humana, mas pela pregação da Verdade, que para os que a rejeitam é loucura!

I Coríntios 1:21
Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não o conheceu por sua própria sabedoria, aprouve a Deus salvar os que creem pela loucura da pregação.

Mas porque estou dizendo isso?
Porque ao longo dos últimos anos, O Senhor Deus em Sua bondade, tem dado aos que buscam respostas com sinceridade, algumas comprovações científicas de Sua Sabedoria eterna, através de descobertas recentes da ciência... Sim! Como Deus é bom!
E veja que vou tratar de algumas poucas verdades bíblicas que pareciam loucura há alguns anos. Que hoje já são comprovados pela ciência! Pela misericórdia de Deus. Há muitas mais, mas não será possível cobrir aqui. E, creio, essas são suficientes para meu argumento aqui.
Quer me acompanhar?

Em Gênesis 25:22-23 encontramos um relato interessante e bem conhecido. Os dois irmãos gêmeos, Jacó e Esaú, lutando no ventre de sua mãe, Rebeca. Imagino que para muitos essa briga de dois bebês não nascidos pareceria uma “figura de linguagem” ou uma “licença poética”, e jamais uma verdade científica!
Mas eis que hoje eu me inspirei a escrever este post, depois de ver essa matéria. Achei muito interessante encontrar um vídeo de um ultrassom em que podemos assistir e comprovar o que Rebeca apenas podia sentir. Acontecimento secreto que foi revelado por Deus. E apenas em tempos recentes podemos saber que essa linguagem bíblica era literal, mas só podemos ter certeza disso em nossos dias. Veja a matéria aqui! Porque a Bíblia tinha razão!

Um outro assunto que sempre levou pessoas a zombar da Palavra de Deus é a história do profeta Jonas que foi engolido por uma baleia... Uma baleia? NÃO! A Bíblia diz literalmente que Jonas foi engolido por um grande peixe, e vomitado na praia três dias depois.

Jonas 1:17
Deparou o SENHOR um grande peixe, para que tragasse a Jonas; e esteve Jonas três dias e três noites no ventre do peixe.

Vamos lembrar que esse é um fato que trata de uma intervenção direta de Deus para corrigir seu profeta. Assim, O Senhor poderia ter feito o que quisesse por ser Deus. E se fosse uma espécie desconhecida de peixes gigantes, que habitam apenas nas regiões abissais das quais sabemos pouca coisa ainda hoje? Ou ainda uma espécie gigante já extinta, que não podemos mais pescar, fotografar, ou medir suas dimensões como é possível em nossos dias?
Não temos acesso. Não saberemos nem qual foi o peixe, por que a Bíblia não  diz.
Mas ainda assim muitos daqueles “especialistas” que não conhecem a Bíblia, mas sempre querem desqualificar o texto, explicam que não seria possível Jonas ter sido engolido por uma baleia. Afinal as dimensões das maiores, o formato do estômago, o processo digestivo, e blá blá blá... 
Erram redondamente porque ignoram que estão errados na origem do raciocínio. Não se tratava de uma baleia! Mas, pior! Desconhecem o fato de que mesmo uma baleia cachalote já engoliu um homem inteiro e vivo há algumas décadas. E que esse homem foi encontrado vivo no ventre do peixe, quando este foi capturado. 
Sim, um “Jonas” contemporâneo que viveu para contar sua história. Não sabia?
E por essa incrível história de um homem ser engolido e achado vivo, creio que Deus está dando uma informação “bem humorada” aos incrédulos “sábios” contemporâneos... Leia a matéria aqui, e confira que A Bíblia tinha razão!

E a tal da marca da besta?

Apocalipse 13:16-17
A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome.

Há algumas poucas décadas para muitos pareceria apenas uma “alegoria profética” achar que alguém sem determinada marca na mão ou na testa não poderia comprar ou vender. Mas hoje sei que você já sabe que isso é absolutamente possível. Em breve todos os documentos, cartões de débito e crédito e todas as informações de alguém em um único microchip ou algo parecido para essa aplicação. Claro e fácil. Veja aqui uma matéria que ilustra essa ideia... Mais uma vez a Bíblia tinha razão!

Aqui, uma mais impressionante, que somente foi possível comprovar nesse século 21!

Apocalipse 6:12-14
Vi quando o Cordeiro abriu o sexto selo, e sobreveio grande terremoto... Então, todos os montes e ilhas foram movidos do seu lugar.

Bem, esse é mais um texto bíblico que há algumas poucas décadas muitos tinham convicção que era uma alegoria. Afinal, montes e ilhas movidos de seus lugares?
Impossível...
Mas em nossos dias, pela tecnologia de GPS, com altíssima precisão de medidas e referências de localizações exatas, possível apenas pelo uso dos satélites, sabemos que sim, era literal. No terremoto do Chile a cidade de Concepcion moveu-se 10 metros! Sim, Deus revelou a João 2.000 anos atrás algo que apenas agora os cientistas sabem ser verdade. E assim, mais uma vez, a Bíblia tinha razão.

Concluo com um relato sobre algo que era absolutamente impossível até alguns anos atrás. E que para alguns, até mesmo lendo a matéria, não acreditam porque não compreendem.
Mas eu aproveito a própria NASA para dizer que sim, o tempo pode ser encurtado. Sim, os dias estão mais curtos. Isso foi medido apenas a partir do terremoto do Japão! Pela NASA!
Comprovando assim o que disse O Senhor Jesus, conforme relato em Sua Palavra.

Mateus 24:21-22
... porque nesse tempo haverá grande tribulação, como desde o princípio do mundo até agora não tem havido e nem haverá jamais. Não tivessem aqueles dias sido abreviados, ninguém seria salvo; mas, por causa dos escolhidos, tais dias serão abreviados.

Sim, um terremoto “leve”, de "apenas" 8.9 graus como o do Japão causou esse efeito nos dias. Leia a matéria aqui, e verá que os outros mega terremotos que tivemos recentemente também causaram efeitos semelhantes. Se isso aconteceu em nossos dias quando as misericórdias do Senhor ainda estão estendidas, o que você acha que vai acontecer quando aquele terremoto de Apocalipse 6, que lemos acima, acontecer? Este terremoto deverá ser algo perto de 12 graus escala Richter segundo alguns especialistas...
Bem, sabemos agora pela NASA que nossos dias já estão um pouco mais curtos. E assim, de uma maneira impressionante, e para muitos incompreensível, a Bíblia tinha razão!

Tratando destes fatos conhecidos e facilmente comprováveis por todos, vou tratar de mais uma coisa que a Bíblia diz, mas que não poderá ser comprovada por mim agora.
Para essa, será necessário você mesmo experimentar para saber se a Bíblia tem ou não razão.

Esse texto:
Lucas 16:22-24
Aconteceu morrer o mendigo e ser levado pelos anjos para o seio de Abraão; morreu também o rico e foi sepultado. No inferno, estando em tormentos, levantou os olhos e viu ao longe a Abraão e Lázaro no seu seio. Então, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim! E manda a Lázaro que molhe em água a ponta do dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama.

E esse outro:
Hebreus 9:27-28
E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo, assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação.
Sim, a Bíblia diz que os que morrem sem Jesus Cristo, são julgados por suas boas obras, que por melhores que sejam humanamente falando, serão insuficientes para quem quer que seja ser aceito por Deus. E assim, serão lançados no mesmo lugar em que este homem rico foi lançado. Um lugar terrível, e de tormentos eternos.
O problema é que esse fato bíblico eu não tenho como comprovar agora, e sua única opção é correr o risco. Ou você crê que A Bíblia é verdade, ou não.

Na primeira opção você segue minha recomendação, se arrepende de seus pecados, e entrega a sua vida sem reservas a Jesus como seu Senhor e Salvador. A partir dessa decisão, você perceberá uma transformação real em sua vida, e, baseado na experiência que vai viver, terá a sua compreensão da Palavra de Deus revelada e ampliada pelo Espírito Santo. Você vai ter certeza que é tudo verdade, mesmo o que você não possa comprovar cientificamente, embora dezenas de outros já foram comprovados em nossos dias. Porque entenderá pela fé. Sim, tudo isso acontecerá pela sua fé, e você verá que tudo isso é real. E terá como eu, a certeza de que A Bíblia tem razão! Mesmo que haja muita coisa que a ciência ainda não consegue comprovar porque ela é “apenas humana” e não divina...
A segunda opção é você não faz nada disso, continua confiando apenas no que a ciência já comprovou, e rejeita o que ainda não é fato científico. Permanece achando que nem tudo que está escrito na Bíblia é verdade, porque não poderemos mesmo comprovar todos os outros relatos da mesma maneira que esses foram tratados aqui... Porque Deus quis que fosse assim. E nesse caso você tem a chance de estar certo e, “do lado de lá da morte”, poderá dizer que “A Bíblia não tinha razão”.
Ou ao chegar “do lado de lá da morte”, vai encontrar o mesmo cenário descrito nestes dois textos que postei acima, e, da pior maneira possível, sem possibilidade de retorno, terá que reconhecer que A Bíblia tinha razão! Mas para você, isso não fará mais a menor diferença... não haverá mais possibilidade de salvação. Porque A Bíblia diz. E, eu creio, ela tem razão!
Qual é a sua opção? Faça sua escolha enquanto há tempo...
Deus abençoe!

Haroldo Maranhão

domingo, 29 de julho de 2018

AGORA AQUI ESTOU PARA SERVIR-TE...


Manhãs de domingo...

Nesta madrugada fiquei acordado por algum tempo, e quando isso acontece paro para orar por tantas coisas, penso na vida, e avalio circunstancias em que estou imerso como tantos de vocês fazem, buscando a direção do Pai.
Hoje, entretanto, foi diferente pois, quando acordei, fui tocado pelo Espírito Santo ao lembrar de uma canção que marcou minha vida quando tinha talvez 14, 15 anos.
E essa letra, que é uma oração, fez parte de um período de decisões importantes que tomei, e que me levaram a consagrar a minha vida a Jesus Cristo, Yeshua Hamachiach, quando era ainda bem jovem.
Creio que estou vivo até hoje apenas porque me consagrei a Ele, e Ele pode cuidar e guardar minha vida até aqui.
Creio também que as nossas orações mais sinceras nas fases iniciais de nossa vida fazem toda a diferença para nosso futuro porque são como que "primícias" de nossa existência.
Mesmo que venhamos a enfrentar os problemas normais que fazem parte da nossa caminhada aqui, onde, como disse Jesus, "passaremos por aflições", sabemos que O Pai cuidará de nós.
Esse é mais um dos motivos pelos quais tenho sido levado aos domingos, há alguns anos já, a publicar textos em meu Facebook e agora aqui, para exortar aqueles que O Senhor me permitir.
Exortar quanto à importância de congregar, e, mais que isso, levar seus filhos a estarem expostos à Palavra, adoração, e às orações desde cedo na vida.
Afinal, o sistema maligno espiritual que governa este  mundo está pressionando todos eles a se consagrarem ao que vem do sistema das trevas... pense nisso!
E além disso, pense também nos que estão ao seu redor...
Espero que essa letra fale ao seu coração.
Encontrei uma gravação no YouTube do Grupo Logos, dos queridos Paulo Cesar e Nilma, posterior à origem da canção quando tocou meu coração, ainda que antiga em relação aos nossos dias.
Mas a canção, que é atemporal, é do Paulo Cesar da Silva. Esse é o link para o vídeo.
Oro para que essa linda oração cantada fale ao seu coração, como fala agora ao meu.

Meu Senhor
Agora aqui estou para servir-te sim
A vida que me deste não é só prá mim
Há gente como eu
Num mundo de pecado a morrer

Meu Senhor
O amor que tu me deste eu quero repartir
A criação se perde
Pois não pode ouvir falar
Quem quer hoje ajudar vidas a salvar

Estou aqui meu Pai, sei que mui fraco sou
Sei que mui fraco sou
mas não me importo
pois creio no Teu poder

Deus abençoe... bom domingo!

terça-feira, 3 de julho de 2018

O CAMINHO DA TENTAÇÃO



Bem vindo!
Sei que você chegou até aqui por dois caminhos.
Um deles, é porque assistiu a ministração sobre o tema no YouTube, onde fiz referência a este material aqui no Blog do Ministério. Assim, o que vai encontrar aqui complementa o vídeo.
A outra possibilidade é que você chegou a esse post acessando o Blog por outros caminhos e, neste caso, quero que você saiba que compartilhei algo sobre este tema no canal do YouTube do Ministério. Se você quiser refletir mais sobre esse tema, convido a assistir ao vídeo clicando aqui.
O estudo ficou mais extenso, mas ainda assim convido você a pegar papel e caneta, ler os textos, anotar tudo, orar por revelação, e entender que aqui há “munição espiritual” para sua guerra contra o pecado. Nossa guerra contra o pecado.
Ao iniciar, espero que você entenda que Deus reina sobre tudo, inclusive sobre a tentação, e que todos nós podemos vencer tudo o que vem para tentar nos levar a pecar, causando danos pessoais, perda de bens, de paz, de saúde, e, acima de tudo, e principalmente, perda de comunhão com Deus. Todos esses e outros tantos são consequências da derrota nas tentações, em maior ou menor grau.
Vamos começar com essa promessa:

I Coríntios 10:12-13
Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia. Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.

Quero aproveitar para destacar algo que afeta muitas pessoas que sofrem com a culpa, o que também é parte da estratégia do tentador em sua busca por nos roubar a paz e a comunhão com Deus. Ser tentado não é pecado! O fato de que você e eu somos tentados a pecar não significa que tenhamos feito nada de errado, se permanecermos até o limite de não pecar. Afirmo isso porque o Senhor Jesus, enquanto esteve aqui em um corpo igual ao seu e ao meu, foi tentado como somos, não pecou!

Hebreus 2:18
Pois, naquilo que ele mesmo sofreu, tendo sido tentado, é poderoso para socorrer os que são tentados.

É por isso que Ele pode nos socorrer e oferecer acesso à Sua vitória sobre a tentação, a qual Deus nos promete como recurso espiritual que podemos acessar, conforme o texto de Paulo mais acima.
Além disso, mesmo que em último caso venhamos a cair em pecado, Ele mesmo é o nosso advogado junto ao Senhor, O Justo Juiz, como lemos:

I João 2:1
Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo;

Mas veja que a proposta do texto é forte, de que nós podemos derrotar o pecado sempre. O convite é para que “não pequemos”! Ou seja, ao derrotar o tentador, a tentação e a nossa própria carne, venceremos o pecado.
Para você aproveitar melhor o que quero compartilhar nesse estudo, antecipo que vou usar um recurso muito importante. Percebi que algumas vezes a palavra grega original traduzida como tentação também foi traduzida como provação.
Eu não falo grego nem hebraico, mas uso constantemente a ferramenta STRONG, sobrenome do estudioso cujo trabalho nos oferece hoje a possibilidade de entender as palavras em seu idioma bíblico original, e associar diversos textos para aprofundar o entendimento sobre qualquer tema bíblico.
Hoje, esse recurso me permite ir mais longe ao estudar algum tema bíblico mais detalhadamente.
Em nosso estudo, vemos que a palavra grega traduzida para TENTAÇÃO, pode ser pronunciada como “PEIRASMOS”, e tem o seguinte significado na ferramenta STRONG, nota G385:

Πειρασμος 1) experimento, tentativa, teste, prova 1a) tentação, prova: a tentação gerada nos gálatas pela condição física do apóstolo, já que a mesma serviu para testar o amor dos gálatas por Paulo (#Gl 4.14 ) 1b) tentação da fidelidade do homem, integridade, virtude, constância 1b1) sedução ao pecado, tentação, seja originada pelos desejos ou pelas circunstâncias externas 1b2) tentação interna ao pecado 1b2a) da tentação pela qual o diabo procurou desviar Jesus, o Messias, de sua divina jornada 1b3) da condição das coisas, ou um estado mental, pelo qual somos seduzidos

Essa é a palavra grega usada na tentação de Jesus para a palavra “tentado”. Já a palavra “tentador” é “PEIRAZO”, que na ferramenta STRONG tem sua numeração como G384, e sua origem é a mesma. Ou seja, nesse texto da vida de Jesus vemos que há a tentação, e há também o tentador, ambos da mesma raiz etimológica. Mas vemos que quem leva Jesus para ser tentado é o próprio Espírito Santo!
Como isso é possível?
Bem, não tenho a pretensão de ter a revelação exclusiva, mas tenho meus pensamentos a respeito, e quero compartilhar para que você chegue a suas próprias conclusões. Eu creio que satanás adquiriu direito sobre a humanidade no Éden quando Eva que foi enganada, levou seu marido Adão a pecar deliberadamente, “caindo em tentação”. Essa queda abriu a satanás o acesso a “nosso mundo”, onde que fomos estabelecidos por Deus originalmente. E assim, o pecado e a morte entraram aqui, e aqui permanecem até o juízo. Consequentemente o “tentador” também se estabeleceu aqui, e ainda tem o “direito legal espiritual” de tentar a todos... Sim, mesmo os que não creem em Jesus.
Porque Jesus esteve aqui em um corpo humano, como homem, O Filho do homem, era necessário que Ele também fosse tentado, para que pudesse vencer a tentação e o tentador. E foi o que Ele fez!
E o apoio e presença do Espírito Santo fortaleceram a Jesus da mesma forma que está disponível para nós em nossos dias, como veremos no final deste texto. Ou seja, nem mesmo para tentar levar alguém a pecar satanás tem autoridade... entendeu? Ele precisa pedir permissão.
Como foi necessário que fizesse diante de Deus acerca de Jó... (Jó 1:6-12 e 2:1-7)

Mateus 4:1
​A seguir, foi Jesus levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.
3 Então, o tentador, aproximando-se, lhe disse: Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães.

Recomendo que você leia o texto de Mateus inteiro. Vou voltar nele mais tarde. Mas também percebi que a melhor compreensão do texto abaixo, na oração conhecida como do “Pai Nosso”, a melhor tradução não é “cair em tentação” no sentido de “cair no pecado”, que é como muitos entendem, o que já seria a conclusão do processo de tentação. A melhor tradução, segundo STRONG, é não nos deixe nem “cair para dentro da tentação ou do processo da tentação”, o que poderia ser melhor compreendido em português como não nos deixe “entrar em tentação”.

Mateus 6:13
... e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal [pois teu é o reino", o poder e a glória para sempre. Amém]!

A palavra grega aqui traduzida para “cair”, (estou usando a tradução ARA - Almeida Revista e Atualizada) segundo STRONG, é εισφερω eisphero de v 1) trazer para dentro 2) introduzir

Veja aqui o mesmo texto na NVI (Nova Versão Internacional), com a mesma palavra “cair”, mas com a inclusão de uma observação em letras miúdas no rodapé:

E não nos deixes cair em tentação (h), mas livra-nos do mal, porque teu é o Reino, o poder e a glória para sempre. Amém.
(h) 6.13 Grego: E não nos induzas à.

Ou seja, trouxe a ideia de “entrar, ou ser induzido a”... creio que assim iniciamos um entendimento mais claro, que é o que quero compartilhar nesta reflexão.
As traduções “Amplified Bible” e a “Reina Valera” também registram da mesma maneira:

AMP
And lead (bring) us not into temptation, but deliver us from the evil one. For Yours is the kingdom and the power and the glory forever. Amen.
RV
Y no nos metas en tentación, mas líbranos del mal: porque tuyo es el reino, y el poder, y la gloria, por todos los siglos. Amén.

E esse entendimento fica reforçado para mim quando Jesus usou uma palavra mais forte posteriormente, mas com a mesma ideia. Sua exortação mais clara, dada a Seus discípulos quando da Sua luta para ir para a cruz. Ou seja, devemos vigiar e orar para NEM mesmo entrar em tentação!
E essa é uma oração que sabemos que temos a resposta SIM de Deus, SE orarmos assim...

Mateus 26:41
Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.

Creio que tanto no deserto quanto no Getsêmani Jesus passou por momentos de tentação intensos para que não cumprisse o Seu propósito. Se Ele tivesse pecado diante do tentador no deserto, ou se tivesse cedido à inclinação de Sua carne no Getsêmani e desistido de ir à cruz, tudo estaria perdido.
Considero isso importante porque, por figura, creio que ao longo da vida, da nossa vida, independentemente das situações de “pequenas” tentações da vida diária, vamos passar por momentos específicos em que enfrentaremos “grandes” tentações. Estratégicas! E essas tentações tem o poder de modificar completamente o curso de nossa vida, para que não mais haja lugar para arrependimento! Calma, não estou falando que O Senhor não possa nos perdoar de pecados. O que estou falando é que há tentações que podem levar pessoas ou grupos de pessoas a pecados que não podem mais ser revertidos em suas consequências!
Veja, por exemplo, que isso aconteceu originalmente com Adão. Ao aceitar a tentação de satanás, o pecado entrou no mundo, e não houve mais como reverter as consequências de sua decisão.
Isso aconteceu também com Esaú, quando, tentado a vender sua primogenitura, aceitou e, mesmo arrependido em lágrimas, não encontrou mais lugar para arrependimento (Hebreus 12:16-17). Não teve como reverter seus efeitos!
Davi também caiu em tentação e não teve como impedir a espada de permanecer em sua casa (II Samuel 12:10) depois de seu pecado com Bate Seba e contra Urias. Não conseguiu reverter a gravidez nem a morte de seu filho. Embora perdoado por seu arrependimento genuíno tenha gerado a Salomão, seu filho, que edificaria o Templo e herdaria o seu reino, as consequências de seu pecado não saíram mais de sua vida.
Pare e pense...
Muitos de nós já tomamos decisões na vida ao entrarmos em tentação e pecar, que trouxeram consequências que nos acompanham até hoje. Embora tenhamos até nos arrependido sinceramente diante de Deus, e Ele tenha nos perdoado, isso não nos livrou das consequências, que estão ao nosso lado até hoje e não há mais como resolver nem reverter. Entende meu ponto?
Creio, portanto, que há uma “hora” da tentação, ou um “dia da tentação” específicos, que terão mais importância em nossas vidas. E que precisamos vencer o maligno dia a dia, para que quando esses dias venham, estejamos fortalecidos para sair vitoriosos...
Esse o motivo, creio, pelo qual Paulo estava tão preocupado com os irmãos de Tessalônica aqui:

I Tessalonicenses 3:5
Foi por isso que, já não me sendo possível continuar esperando, mandei indagar o estado da vossa fé, temendo que o Tentador vos provasse, e se tornasse inútil o nosso labor.

Aparentemente Paulo teve a revelação que se o tentador viesse naquele momento, poderia trazer algo tão grave que afetaria o trabalho daquela igreja. Pode ser?
Creio também que esse foi um desses dias do povo no deserto como lemos aqui:

Hebreus 3:7-14
Assim, pois, como diz o Espírito Santo: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração como foi na provocação, no dia da tentação no deserto, onde os vossos pais me tentaram, pondo-me à prova, e viram as minhas obras por quarenta anos. Por isso, me indignei contra essa geração e disse: Estes sempre erram no coração; eles também não conheceram os meus caminhos. Assim, jurei na minha ira: Não entrarão no meu descanso. Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em qualquer de vós perverso coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo; pelo contrário, exortai-vos mutuamente cada dia, durante o tempo que se chama Hoje, a fim de que nenhum de vós seja endurecido pelo engano do pecado. Porque nos temos tornado participantes de Cristo, se, de fato, guardarmos firme, até ao fim, a confiança que, desde o princípio, tivemos.
Veja que Deus não mais reverteu as consequências da derrota na tentação deste dia.
Para firmar alguns pontos, a partir de agora, quero destacar que a palavra “peirasmos” também aparece traduzida em alguns lugares como provação.
Ou seja, em alguns casos, a provação é uma tentação. E há um tentador. E creio que esse foi o dia para Jesus, como falei no início, mas Ele venceu!
Louvado seja o Nome do Senhor!

Lucas 8:13
A que caiu sobre a pedra são os que, ouvindo a palavra, a recebem com alegria; estes não têm raiz, creem apenas por algum tempo e, na hora da provação (peirasmos), se desviam.

Sim, Jesus ensinou que os que não tem raiz na Palavra, vão se desviar na hora da provação!
Creio ainda que, em breve, haverá um dia e hora da provação para a igreja, e a igreja de Filadélfia será vitoriosa e livrada, como lemos aqui:

Apocalipse 3:10-11
Porque guardaste a palavra da minha perseverança, também eu te guardarei da hora da provação (Sim! A palavra aqui é “peirasmos”!) que há de vir sobre o mundo inteiro, para experimentar os que habitam sobre a terra. Venho sem demora. Conserva o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.

Mas sim, creio que há um Caminho da Tentação, que é o nome que dei para essa reflexão!  Creio que se aprendermos qual seja esse “caminho”, teremos mais chance de sair vitoriosos! Como somos chamados a fazer.

Tiago 1:13-15
Ninguém, ao ser tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta.  Ao contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz.  Então, a cobiça, depois de haver concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte.

Veja então que há um “caminho interior”, que se conecta com o que acontece no exterior.
A cobiça interior atrai, seduz, concebe, dá à luz o pecado que gera morte.
A cobiça interior se conecta com o tentador no exterior.
Se o tentador desperta a cobiça, ou se a cobiça emerge e é atendida pelo tentador, pouco importa. Mas não muda o fato que uma pessoa pode vencer sua tentação no processo interior independente do tentador do lado de fora. Deus disse a Caim que o pecado estava à sua porta, mas que ele, Caim, deveria domar seu desejo. Isso está em Gênesis 4:6-7. Mas ele foi derrotado e matou seu irmão.
Mesmo que ele tivesse se arrependido (o que não parece ter sido o caso) e Deus o perdoasse, o que certamente faria, isso traria Abel de volta? A resposta é não! As consequências de seu pecado permaneceriam, como permanecem até hoje...
Se você não está familiarizado com o fato que O Senhor reina, e que satanás não é um adversário diante dO Senhor, porque ele não tem “cacife” para isso, quero reforçar o entendimento que ele serve a Deus. E que Deus o usa como um instrumento dele para cumprir a Sua Vontade e Sua Palavra. Deus está lidando com nossa fé, com nosso posicionamento, com nossa transformação na imagem de Cristo. Ele nos quer crescidos, maduros e saudáveis. Espiritualmente crescidos.
Leia uma mesma situação em dois textos diferentes comigo, para perceber como isso funciona:

I Crônicas 21:1 Então, Satanás se levantou contra Israel e incitou a Davi a levantar o censo de Israel.
II Samuel 24:1 ​ Tornou a ira do SENHOR a acender-se contra os israelitas, e ele incitou a Davi contra eles, dizendo: Vai, levanta o censo de Israel e de Judá.

Pergunto: Quem levou Davi a realizar o censo? Satanás ou O Senhor?
Vamos ver o contexto geral que podemos absorver pelos dois textos: Deus está irado com o povo. Satanás estava trabalhando na situação, e Deus usou o fato de que satanás incitou Davi a realizar o censo para que O Senhor estabelecesse Seu Juízo sobre a nação e sobre o próprio Davi. Leia os textos inteiros. Penso que Davi foi tentado nessa situação por satanás a realizar o censo para se alegrar com o tamanho de seu reino... E Deus permitiu que isso acontecesse para trazer justo juízo sobre essa decisão. Aqui temos todos os ingredientes presentes para que possamos entender como o mundo espiritual se move em todas as situações, se pararmos para analisar momentos importantes da vida.

II Pedro 2:9-10b
... é porque o Senhor sabe livrar da provação (peirasmos) os piedosos e reservar, sob castigo, os injustos para o Dia de Juízo, especialmente aqueles que, seguindo a carne, andam em imundas paixões e menosprezam qualquer governo.

Sim, Ele nos oferece os recursos necessários para nos livrar da tentação, da provação, e castigar os que não recebem Sua Justiça. Cabe a nós decidir usar esses recursos. Quais são eles?
Se você voltar para o texto de Mateus 4, verá que Jesus nas três etapas da tentação proposta por satanás, venceu pela Palavra. Seria, portanto, A Palavra a arma para vencer a satanás?
Bem, a meu ver, a resposta é não. A Palavra por si mesma não tem poder pois se assim fosse, pelo fato dela estar em praticamente todos os idiomas hoje, todos seriam salvos. E isso não acontece.
A vitória contra o tentador e a tentação é pela fé na Palavra. A fé na Palavra libera o poder que há nela, depositado por Deus. Não adianta alguém que não crê repetir a palavra como um papagaio gospel, sem crer nela. Jesus não apenas conhecia A Palavra como cria nela. Ele é A própria Palavra.
Sem fé não há como obter os benefícios da Palavra, mas, crendo, todos benefícios se manifestam.
Se crermos que o que a Bíblia diz que é pecado, é pecado, começamos a ter chance de vitória. Se crermos que há poder na Palavra para vencermos o pecado, venceremos o pecado.
E aliás, há uma coroa específica para quem é aprovado e vence a provação/tentação/peirasmos.
É a coroa da vida!

Tiago 1:12
Bem-aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam.

Se há um dia da tentação/provação/peirasmos, há um tempo da vitória. Deus sabe exatamente quando esse processo é concluído. Ele se encarregará de nos premiar naquele Dia, se é que vencemos!
Que a revelação da Sua Palavra nos fortaleça e nos conduza em triunfo sempre. Que possamos usar todos os recursos que O Senhor nos provê para sermos mais que vencedores em tudo.
Que Deus nos abençoe a ir além. Em Nome de Jesus!

segunda-feira, 18 de junho de 2018

FAKE NEWS GOSPEL? ESSA NÃO...



GOSPEL...

Sou bisneto de pastor evangélico.
Fui levado por meus pais à igreja desde bebê, e me converti aos dez anos.
Por tudo o que ouvi em casa, e vi com meus próprios olhos ao longo de tantos anos, posso dizer que conheço bem o nosso povo. O povo de Deus. O povo das igrejas e das denominações.
Sim, posso dizer que conheço de tudo um tanto... e já vi de quase tudo ao longo da vida.
Assim que ao dizer que o povo de Deus tem uma característica que é a de se mover na mais absoluta simplicidade e credulidade quando recebe mensagens de outros "irmãos de fé", sei bem o que digo.
Por outro lado, digo que também é capaz de julgar quem quer que seja, mesmo irmãos de fé, pela mais absoluta simplicidade e credulidade se recebeu a mensagem de "irmãos de fé".
E ultimamente tenho constatado o estrago que isso tem causado nos últimos tempos, em nosso meio, agora potencializado pelo efeito da tecnologia.
E me incomoda tanto que me leva a escrever este post.
Vejo que muitos de nós temos nos tornado presas fáceis para aqueles que semeiam mentiras em nosso meio, com a maior sutileza, promovendo engano e conflito entre irmãos. 
Nos expondo a ser motivo de zombaria por essa simplicidade... 
E também causando confusão profética e política em nosso meio.
Explico!
Já vi denúncias contra irmãos nas mídias sociais serem abraçadas e compartilhadas como se fossem verdadeiras, antes mesmo alguém checar ou ouvir o irmão que está no centro da questão.
Não esqueça que há uma guerra espiritual em curso, onde pastores e líderes, ou cristãos de maior influência, podem ser alvo de satanás para receberem marcas na vida que mesmo que depois o "engano" seja desfeito, ficarão feridos por muito tempo.
O que não muda o fato que sim, essas notícias podem ser verdadeiras, e que sim, irmãos queridos podem ter caído em tentação e errado. Infelizmente...
É necessário que um irmão acusado de algo grave, mesmo que publicado em diversas mídias, tenha o direito de ampla defesa entre nós, até ser provado que infelizmente o "boato" seja verdadeiro.
Além disso vejo mentiras sendo semeadas nas mídias sociais, pasmem, na forma de pedidos de oração falsos acerca de missionários que estão em situação de risco de vida, ameaçados ou reféns de pessoas perigosas. Nunca recebeu?
E qual é o objetivo disso?
Creio que um dos objetivos de quem semeia mentiras e enganos assim é atender o desejo de satanás de minar o maior poder que há na Igreja de Jesus: a oração em concordância!
Quando as pessoas que se envolveram emocionalmente com uma situação que receberam como verdadeira, compartilharam para seus contatos, e descobriram que era uma farsa ou um assunto verdadeiro que aconteceu há anos, passam a não mais levar tão a sério mensagens assim.
E quando a situação for séria e urgente, provavelmente não vão se envolver...
Essas mensagens passam a lançar descrédito ao fato que SIM, missionários e cristãos têm sido perseguidos e mortos em países opressores, e SIM, precisam de oração quando a coisa é séria!
Mas porque muitos cristãos entram no engano do "é o lobo", acabam por prejudicar os que realmente precisam que movimentos de oração sejam feitos em favor de pessoas que estão em situações reais.
E eu consigo imaginar satanás rindo, ao enfraquecer nossas orações nas situações urgentes...
Creio que outro objetivo dos que estão por trás da origem dessas FAKE NEWS GOSPEL, é "mapear" como nós agimos diante de situações ou informações envolvendo cristãos. 
Querem medir como ocorre o chamado "efeito manada" em nosso meio.
O que nos faz correr, o que nos afeta, como pensamos.
Além disso, essas publicações falsas muitas vezes semeiam conflitos entre irmãos, porque os que checam a procedência do fato das mensagens e percebem que se tratam de FAKE NEWS GOSPEL, ficam na dúvida se avisam quem enviou a mensagem ou se calam. E apenas optam por não repassar a mensagem para ninguém mais, para não entrar em conflito com quem enviou a mensagem.
Muitos optam por avisar, e recebem em troca a gratidão sincera dos que repassaram equivocadamente, e estes informam os amigos que compartilharam. 
Outros, porém, ficam melindrados com a informação de que foram enganados, e se chateiam com quem avisou que a mensagem é falsa, como se fosse o causador do mal, e não aquele que lhe enviou a mensagem original...
Há ainda aquelas mensagens com "mentiras proféticas ou políticas", que tem envolvido a tantos de nossa comunidade. São usados como “massa de manobra” em sua boa fé por pessoas mal intencionadas. Divulgam mensagens que são boatos sobre candidatos à eleição dos mais diversos partidos, ou mesmo políticos ainda cumprindo seus mandatos. 
Compartilham também boatos sobre leis que estariam sendo votadas secretamente, ou decisões que afetariam a vida todos, mas que não saíram em nenhum lugar de mídias oficiais.
Aliás, sabemos que isso vai acontecer em larga escala nessas próximas eleições... Fique atento!
Também vejo mensagens sobre a NASA ou o FBI interferindo em questões do Brasil com força de lei, ou de polícia, o que é absolutamente impossível de maneira legal porque não há acordos internacionais que permitam isso. 
Mas é claro que se "eventualmente" essa interferência estivesse em curso em nosso país (hipoteticamente, claro...) não seriam nossos amigos do grupo de whattsapp quem estariam divulgando para que tomássemos providências... entende? 
Se há alguém que sabe que muitas coisas que afetam nossas vidas não saem nas mídias oficiais sou eu, que acompanho isso dia a dia por conta de meu interesse no cenário dos últimos dias...
Mas votações do congresso, leis do país, cenários políticos ou policiais, intervenção de entidades internacionais no país ou coisas semelhantes a essas, são mais fáceis de serem conferidas por quem quiser realmente checar a origem de uma notícia antes de divulgar.
Vejam quantas tentativas de votação de temas que seriam mesmo realizadas "as escondidas", foram denunciadas mesmo nos períodos mais críticos de toda esta situação que nos sobreveio nos últimos anos. Sempre haverá partidos de oposição ou com outra agenda que denunciariam por serem prejudicados nas votações de alguma maneira.
De qualquer forma, apenas o bom senso médio já deve nos alertar a não compartilhar imediatamente uma mensagem assim sem checar a veracidade do fato. 
Principalmente as mais espetaculares ou apocalípticas!
Aquelas que alguém nos pede para divulgar com a máxima urgência!
E se há uma coisa que me entristece muito, são os compartilhamentos de revelações proféticas de "pastores e profetas", que tiveram sonhos e visões, e gravam os seus áudios.
E pessoas de boa fé repassam, só porque a pessoa disse que é de Deus, que é urgente, e pedem que repassem imediatamente para toda a sua igreja e tal... e muitos atendem ao pedido!
Claro que já recebi muita coisa séria, e eu creio que Deus fala assim! 
Mas quando a coisa é séria, a pessoa "põe a cara", se identifica, diz o nome, o ministério do qual faz parte, a data, a cidade onde mora, ou ainda publica em vídeo se mostrando para todos...
E assume publicamente o que crê que Deus falou!
Cuidado com áudios apócrifos!
Sim, essa é outra tragédia contemporânea porque o dia em que tivermos pessoas divulgando coisas reais acerca dos acontecimentos dos últimos dias quando, provavelmente, muitos teremos que tentar  divulgar informações mais urgentes e importantes e, provavelmente sem precedentes, várias pessoas ignorarão... e o efeito "é o lobo profético" poderá ser uma tragédia para muitos...
Enfim, queridos...
Se você é um cristão sincero, quando receber mensagens assim, antes de fazer qualquer coisa pense e releia o que recebeu. Com calma! Busque discernimento pelo Espírito Santo, em especial se a coisa aparentemente for mesmo grave. Puder causar problemas para alguém. Puder afetar a vida de alguém. Não seja um distribuidor de FAKE NEWS GOSPEL!
Confira se quem enviou a mensagem checou ou conhece diretamente a pessoa que originou a informação. Não serve ser amigo de confiança do "amigo do amigo do irmão".
Pode ser que todos estejam de boa fé, mas o originador da mensagem não...
Cheque a data. A cidade. O nome da pessoa ou o conteúdo da mensagem.
Fazer isso é simples, e precisa de apenas dois minutos antes de enviar, o que é melhor do que passar vergonha por divulgar algo falso... não acha?
Se você digitar no Google algumas palavras do conteúdo da principal informação da mensagem que recebeu, será rapidamente encaminhado para a própria notícia quando verdadeira, ou para os sites que tratam de boatos e mentiras da internet, e descobrirá a farsa.
Pelo menos faça você a sua parte antes de encaminhar.
Quem quiser, pode ser enganado pelo pai da mentira, que usará quem quiser ser usado. Mas nós que somos da Luz e da Verdade, não podemos fazer parte disso. Não vamos ser usados como "massa de manobra" para divulgar FAKE NEWS GOSPEL, coisa com a qual não devemos compactuar.
Muito menos seremos usados para prejudicar o Nome de Jesus fazendo o jogo do inimigo.
Se você quer mesmo encaminhar mensagens relevantes para seus amigos, envie testemunhos, pregações, canções de adoração, textos bíblicos de inspiração, ou ainda sua própria pregação do evangelho de Cristo!
Essas sim, "compartilhe sem dó", pois podem produzir algo de bom e de abençoador na vida de seus contatos que não conhecem a Cristo ou edificar seus irmãos.
Vamos cumprir a Palavra de Deus dada a Paulo em Romanos 10:14b: "Como está escrito: Quão formosos são os pés dos que anunciam coisas boas!"
Sejamos nós parte destes, em Nome de Jesus!
Deus abençoe!

terça-feira, 12 de junho de 2018

MELHOR QUE NÃO VOTES...



"Laço é para o homem o dizer precipitadamente: É santo! E só refletir depois de fazer o voto”. Provérbios 20:25

Eu creio na Graça do Senhor Deus! 
Creio que podemos ser salvos somente por Jesus Cristo, pela Graça e amor de Deus manifestos na obra da cruz. Sem merecer, pela fé! Mas percebo nestes dias em que vivemos, que muitos usam a graça como uma liberalidade para fazer coisas para Deus de qualquer maneira… 
Sem reverência, sem compreender o que fazem, pensando que não há consequências em nos relacionar com Deus sem discernir o que está claro em Sua Palavra.
Uma destas questões em que tenho meditado é o voto precipitado!
Muitos vivem uma cultura religiosa que entende que podemos, eventualmente, “fazer promessas a Deus para alcançar uma bênção”, ou “dar alguma coisa a Deus como gratidão por algo que Ele nos fez”. Bem, sim, oferta de gratidão é bíblico! 
Propor algum acordo, para receber algo, eu tenho alguma dificuldade… 
Mas imaginemos que haja suporte bíblico para que se creia nisso...
O meu ponto é que muitos fazem este tipo de voto, e muitas vezes, quando alguém recebe o que pediu, pois creu que receberia, não cumpre o que disse que faria…
E muitos de nós achamos que está tudo bem, porque, afinal, "é a graça…" 
Mas eu creio que não está tudo bem, e que este comportamento é perigoso… 
Veja o texto abaixo, um texto de Salomão sobre o tema, no livro Eclesiastes:

"Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos. Cumpre o voto que fazes. Melhor é que não votes do que votes e não cumpras. Não consintas que a tua boca te faça culpado, nem digas diante do mensageiro de Deus que foi inadvertência; por que razão se iraria Deus por causa da tua palavra, a ponto de destruir as obras das tuas mãos?”
Eclesiastes 5:4-6


Sim, recebemos aqui a revelação que há algum tipo de "controle contábil" celestial em que votos a Deus precisam ser cumpridos…
Não devemos precipitadamente dizer que “santificaremos algo a Deus”, sem refletir o que estamos dizendo que faremos…
Para que quando o "mensageiro do Senhor”, creio, um ser espiritual, um anjo, vier para “cobrar” o que foi prometido, alguém não precise tentar dizer que “foi brincadeirinha” ou “foi sem querer”, ou ainda tentar explicar que as coisas mudaram, e ficou difícil… mas, afinal, "o Senhor entende", não?
Bem, me parece que há uma seriedade maior quanto a isso, e, creio, é por este motivo que muitos que prometem coisas a Deus e não as cumprem, lidam com dificuldades na vida espiritual, refletida tantas vezes, na emocional e/ou na material.
Quantos já disseram que consagrariam a vida a Deus para a Sua obra, em ministério, em uma reunião em que houve um convite claro ao coração para que assim fizesse?
Quantos já disseram que abençoariam financeiramente um ministério o a igreja em que congregam? Se ficassem ricos, se recebessem aquela herança, se ganhassem aquela causa na justiça, se determinada coisa acontecesse...
Quantos já disseram que não fariam "nunca mais" alguma coisa, se o Senhor os abençoasse desta ou daquela maneira?
"Quantos já”… 
E nós… será que “já” também?
Bem, o meu convite nesta manhã é que você e eu possamos refletir acerca do que já votamos a Deus que faríamos, e não fizemos, e possamos realizar um "acerto de contas" com O Pai…
Precisamos nos arrepender do que não fizemos, para que possamos consertar nossa situação diante dEle, e em seguida, fazer!
Sim, precisamos nos arrepender do que não fizemos, para buscar novas oportunidades para cumprir… Precisamos nos arrepender de falar que faremos sem pensar antes…
Precisamos, a partir de agora, refletir melhor diante de Deus, antes de falar...

"Guarda o pé, quando entrares na Casa de Deus; chegar-se para ouvir é melhor do que oferecer sacrifícios de tolos, pois não sabem que fazem mal. Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus, e tu, na terra; portanto, sejam poucas as tuas palavras."
Eclesiastes 5:1-2

Mas que sim, sejamos desafiados por Deus a fazer, o que Ele nos chama a fazer, pois há mais bênção em nos consagrarmos sem reservas a Ele, do que em pensar que não buscar consagração, para o caso de não cumprir "nos proteja”…
Não!
Este pensamento é medíocre, expressa ingratidão e incredulidade diante de Deus…
A idéia é “planejar a torre” e decidir, sim, entregar toda a vida, sem reservas, ao Pai! Sabendo o que estamos fazendo!
A idéia é sempre expressar gratidão por tudo aquilo que Ele nos dá ao longo de nossas vidas, reconhecendo que Ele é mais importante do que aquilo que nos dá, ou daquilo que nos livra, ou daquilo que Ele nos proporciona...
A idéia é consagrar, aprofundar, manifestar, expressar, abrir o coração...
A idéia é buscar Sabedoria em Deus para tudo o que fizermos...
Que possamos sim, nos consagrar ao Senhor mais, dia a dia… 
Até aquele Dia!

terça-feira, 5 de junho de 2018

LUTANDO CONTRA A ANSIEDADE...



Vivemos dias em que a ansiedade é um dos maiores males que assola a humanidade. Síndromes de pânico, medos, incertezas, inseguranças, timidez...
Estas e outras doenças reais associadas à mesma causa.
Diversas formas, com diferentes intensidades e efeitos de um mesmo mal.
Muitos tomam calmantes, comprimidos, bebem, usam drogas, buscam de qualquer maneira ou de todas as maneiras, um alívio para seus males.
O desejo insaciável de sentir segurança quanto a algo, ou quanto a tudo.
Finanças, moradia, saúde, amizades, família, problemas, ameaças, insegurança.
Muitos somente se sentirão em paz quando seus principais temores forem definitivamente solucionados. Se possível, com algo palpável e concreto para que se sintam seguros de que a solução veio.
Mas nós que cremos na Bíblia, sabemos que no mundo em que vivemos isso não será possível de maneira definitiva.
Enquanto estivermos aqui, sempre teremos que lidar com coisas fora do nosso controle porque, na verdade, não controlamos nada, e esse mundo jaz no maligno.

“Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno.”
I João 5:19

No fundo, é o maligno o controlador do “espírito de medo”, que, claro, não vem de Deus.

“Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação.”
II Timóteo 1:7

Na verdade, devemos ter bom ânimo porque Jesus venceu o mundo e seu sistema!

Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.”
 João 16:33

E porque somos nascidos de Deus, em Cristo, o maligno não nos pode tocar!

“Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o guarda, e o Maligno não lhe toca.”
I João 5:18

Assim que, creio, a real solução para lidarmos com o medo na vida diária, é nos relacionarmos com Aquele que reina sobre todo o universo, para quem “não existem impossíveis em todas as Suas promessas”.
Para vencermos nossos medos, precisamos primeiro deixá-los de lado, para buscar em oração sincera, adoração verdadeira, em confiança plena em Sua Palavra, O Senhor Deus, O Todo Poderoso Criador da terra e céus que nos ama.
Que quer e vai “nos conduzir em triunfo!”
Precisamos decidir “não andar ansiosos por coisa alguma, senão que devemos trazer nossa oração e súplica com ações de graças a Deus, para que a Sua paz guarde nossos coração e mente em Cristo Jesus”

Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus.”
Filipenses 4:6-7

Precisamos ser aperfeiçoados em Seu amor, que lança fora todo o medo!

Aquele que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele, e ele, em Deus. E nós conhecemos e cremos no amor que Deus tem por nós. Deus é amor, e aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus, nele. Nisto é em nós aperfeiçoado o amor, para que, no Dia do Juízo, mantenhamos confiança; pois, segundo ele é, também nós somos neste mundo. No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor. Nós amamos porque ele nos amou primeiro.”
I João 4:15-19

Quando estiver em luta contra o medo, foque nessas palavras, foque no amor de Deus! Medite, por exemplo, no Salmo 34.
Creia que Ele nos livra de todos os nossos temores:

“Busquei o SENHOR, e ele me acolheu; livrou-me de todos os meus temores.”
Salmo 34:4

E tribulações:

“Clamou este aflito, e o SENHOR o ouviu e o livrou de todas as suas tribulações.”
“Clamam os justos, e o SENHOR os escuta e os livra de todas as suas tribulações.”
Salmo 34:6 e 17

E, percebo, Ele o faz de duas maneiras: ou nos ajuda a resolver o problema, ou nos ajuda a vencer o medo e, enquanto aparentemente nada ainda foi solucionado, experimentaremos paz e segurança nEle! Pelo Espírito Santo de Deus!
E nessa luta não há lugar melhor para estar, para experimentar Sua presença, do que na comunhão dos irmãos.
Afinal, pois Jesus disse que estará em meio aos que se reúnem em Seu Nome!
Esse é o principal motivo pelo qual damos ênfase a congregar, fazer parte de uma igreja local que presta prestar um culto sincero a Deus.
Independente das circunstâncias.
Se você faz parte de uma igreja local, não deixe de congregar com seus irmãos.
Se não faz parte de nenhuma, visite nosso Site e nosso canal no YouTube.
Ou venha nos fazer uma visita! Venha nos conhecer...
Deus abençoe.

Haroldo Maranhão