quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

E VIU DEUS QUE ISSO ERA BOM...


Deus é mesmo tremendo. Sua sabedoria é sem fim. Incompreensível!
Ele nos ensina quando fala. E Ele nos ensina em seus silêncios.
E, por serem silêncios, muitas vezes, não os percebemos.
E não aprendemos. Quer ver um exemplo?
Se você já leu o relato da criação, eu tenho certeza que você tem, por certo, uma frase importante em seu coração: E viu Deus que isso era bom! 
Deus fala isso em todos os dias da criação, certo? 
ERRADO! 
Deus criou os céus e a terra no princípio:

Gênesis 1:1 No princípio criou Deus os céus e a terra. 

Mas aparentemente, neste momento, algo aconteceu, e a terra se tornou sem forma, vazia.
No hebraico original, um caos. Ao lermos o texto da queda de lúcifer relatada em Isaías 14 e Ezequiel 28, veremos que houve uma rebelião no céu. Que gerou uma separação.
Um terço dos anjos, liderados por lúcifer afrontaram a Deus, quebraram a aliança estabelecida no sistema anterior, no Éden anterior, e foram mandados embora de sua habitação original
Aconteceu uma separação cósmica. Na eternidade antes de todos nós estarmos aqui.
E parece que O Espírito de Deus ficou ali. Meditando sobre tudo o que havia ocorrido.
Pairando sobre as trevas... sobre  as águas!
 
2 A terra era (se tornou) sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo, mas o Espírito de Deus pairava sobre a face das águas. 

E então, creio, Deus começa a fazer um movimento em relação a tudo o que tinha acontecido.
Ele começa organizando o que aconteceu antes, e sobre o que não sabemos tudo.
A separação!

3 Disse Deus: haja luz. E houve luz. 4 Viu Deus que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas. 5 E Deus chamou à luz dia, e às trevas noite. E foi a tarde e a manhã, o dia primeiro. 

Veja que o dia acabou, e embora Deus tenha criado a Luz, o fato de ter homologado a separação entre luz e trevas não foi bom. Porque digo isso? Talvez seja uma surpresa para você, mas, acabou o primeiro dia, e não encontramos a frase: E viu Deus que isso era bom.
Por que não era. 
Separação não é de Deus. 
Ele é Deus da unidade. Da comunhão.Da concordância! 
Separação, como sua própria origem atesta, veio de lúcifer. O diabo.

II Coríntios 6:14b ... que comunhão tem a luz com as trevas?

Separação não é bom. Nunca foi. Desde a eternidade anterior...
Deus silencia. Não achou Deus que isso que aconteceu era bom.
Fim do primeiro dia.

6 E disse Deus: haja um firmamento no meio das águas, e haja separação entre águas e águas. 7 Fez, pois, Deus o firmamento, e separou as águas que estavam debaixo do firmamento das que estavam por cima do firmamento. E assim foi. 8 Chamou Deus ao firmamento céu. E foi a tarde e a manhã, o dia segundo
E Deus prosseguiu com Seu trabalho. 
Mais do que águas das nuvens de chuvas e águas de rios e mares.
Separou águas de cima e águas debaixo.
Muito mais uma organização do mundo espiritual, por figura...

Isaías 44:3 Porque derramarei água sobre o sedento, e correntes sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre a tua descendência;
Marcos 1:8 Eu vos batizei em água; ele, porém, vos batizará no Espírito Santo.

Novamente a separação. Aqui, Deus está finalizando a reorganização do sistema.
Pensai nas coisas de cima, não nas debaixo...
Mas novamente, ao concluir esta etapa de homologação da separação dos sistemas, Deus não achou bom. E mais uma vez, calou. Silêncio ao concluir o segundo dia.

9 E disse Deus: Ajuntem-se num só lugar as águas que estão debaixo do céu, e apareça o elemento seco. E assim foi. 10 Chamou Deus ao elemento seco terra, e ao ajuntamento das águas mares. E viu Deus que isso era bom. 11 E disse Deus: Produza a terra relva, ervas que dêem semente, e árvores frutíferas que, segundo as suas espécies, dêem fruto que tenha em si a sua semente, sobre a terra. E assim foi. 12 A terra, pois, produziu relva, ervas que davam semente segundo as suas espécies, e árvores que davam fruto que tinha em si a sua semente, segundo as suas espécies. E viu Deus que isso era bom. 13 E foi a tarde e a manhã, o dia terceiro. 

Pela primeira vez, Deus observa, e conclui: Agora está bom!
Aqui O vemos iniciando Seu processo de gerar vida. Sementes.
Frutos que tenham sementes e gerem mais frutos. Projetos.
A terra produzindo. Isso é mesmo BOM!

14 E disse Deus: haja luminares no firmamento do céu, para fazerem separação entre o dia e a noite; sejam eles para sinais e para estações, e para dias e anos; 15 sirvam de luminares no firmamento do céu, para alumiar a terra. E assim foi. 16 Deus, pois, fez os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; fez também as estrelas. 17 E Deus os pôs no firmamento do céu para alumiar a terra, 18 para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas. E viu Deus que isso era bom. 19 E foi a tarde e a manhã, o dia quarto.

Aqui, embora ainda lidando com as consequências da separação, Deus não parece em nada impressionado. Seu processo criativo avança. E Ele pode criar adereços para o dia, e, mesmo que haja noite, ele pode adornar a noite. Com a lua e as estrelas. O dia e a noite estão organizados, embora separados. E mais uma vez Ele pode dizer que É BOM!

20 E disse Deus: Produzam as águas cardumes de seres viventes; e voem as aves acima da terra no firmamento do céu. 21 Criou, pois, Deus os monstros marinhos, e todos os seres viventes que se arrastavam, os quais as águas produziram abundantemente segundo as suas espécies; e toda ave que voa, segundo a sua espécie. E viu Deus que isso era bom. 22 Então Deus os abençoou, dizendo: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei as águas dos mares; e multipliquem-se as aves sobre a terra. 23 E foi a tarde e a manhã, o dia quinto. 

Neste quinto dia, vida no céu, vida nas águas. Vida saindo para a terra.
Multiplicando-se segundo a sua própria espécie. Isso é muito bom.
Vida é mesmo bom! E tem a bênção de Deus.
A bênção da multiplicação...

24 E disse Deus: Produza a terra seres viventes segundo as suas espécies: animais domésticos, répteis, e animais selvagens segundo as suas espécies. E assim foi. 25 Deus, pois, fez os animais selvagens segundo as suas espécies, e os animais domésticos segundo as suas espécies, e todos os répteis da terra segundo as suas espécies. E viu Deus que isso era bom. 26 E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais domésticos, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se arrasta sobre a terra. 27 Criou, pois, Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. 28 Então Deus os abençoou e lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos; enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se arrastam sobre a terra. 29 Disse-lhes mais: Eis que vos tenho dado todas as ervas que produzem semente, as quais se acham sobre a face de toda a terra, bem como todas as árvores em que há fruto que dê semente; ser-vos-ão para mantimento. 30 E a todos os animais da terra, a todas as aves do céu e a todo ser vivente que se arrasta sobre a terra, tenho dado todas as ervas verdes como mantimento. E assim foi. 

Gênesis 1:31 E viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom. E foi a tarde e a manhã, o dia sexto. 

O sexto dia é marcado, me parece, por uma celebração de Deus...
Agora vemos união conforme suas espécies. União para que pudessem gerar vida. Concepção.
Além disso, criou o homem e a mulher à Sua própria imagem e semelhança.
E os abençoa com a bênção da unidade. Fecundidade.
Governo. Ordem. Autoridade.

Agora Ele diz que isso é muito bom!

Gênesis 2:1 Assim foram acabados os céus e a terra, com todo o seu exército. 2 Ora, havendo Deus completado no dia sétimo a obra que tinha feito, descansou nesse dia de toda a obra que fizera. 3 Abençoou Deus o sétimo dia, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que criara e fizera.

Ao cabo de todo este processo de separação, reconstrução, organização, criação e unidade, Ele pode enfim descansar. Alegrar-se com Sua obra. Acompanhar o seu desenvolvimento...
Colher os seus frutos. Ver materializada a Sua Sabedoria em obras!
Que você e eu também sejamos assim. À Sua imagem e Semelhança.
Em Cristo!
Levanta e anda. Ainda há muito mais...
Deus abençoe!

Haroldo Maranhão

sábado, 31 de dezembro de 2016

2017 - ANO DE MUDANÇAS!!!



É interessante ver a grande expectativa das pessoas em que "2016 se torne passado", e, "QUE VENHA 2017!!!"

Mas, a realidade é que nada, absolutamente nada mudará se nós não mudarmos...
Se não alinharmos nossas vidas à Palavra de DEUS, na maneira de nos relacionarmos com as pessoas e especialmente com o SENHOR JESUS e Seu Reino, tudo permanecerá igual.....

2017 será uma mera repetição de 2016, 2015, 2014.....

Fogos, cor de roupas, ritos, festas, comidas, promessas, nada disso pode transformar nossos dias.....somente a OBEDIÊNCIA ao SENHOR e às Suas instruções trazem a "tão esperada BENÇÃO".

Quer ser pleno em 2017? Siga este sábio conselho:

“Acaso tem o SENHOR tanto prazer
em holocaustos e em sacrifícios
quanto em que se OBEDEÇA
à SUA PALAVRA?

A obediência é melhor
do que o sacrifício,

e a submissão é melhor
do que a gordura de carneiros.

Pois a REBELDIA
é como o PECADO da FEITIÇARIA,
e a ARROGÂNCIA como o MAL da IDOLATRIA."


I Samuel 15:22-23

Desejo a todos não somente um "abençoado 2017", mas, um "transformador 2017".....

Com mais amor pelo SENHOR, por Sua Palavra, uma intensa vida de oração e adoração, servindo a ELE com alegria, zelo e temor (que é o princípio da sabedoria).

No amor de CRISTO!

Fúlvia Maranhão

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

O QUE VOCÊ REALMENTE SABE SOBRE O NATAL?


Bem amigos, todos os anos quando chegamos nesta época eu percebo o quanto muitos sabem cada vez mais MENOS sobre o natal de Jesus, O Cristo. O Messias. O Emanuel.
Aquele que era, que é, e que há de vir...
Não que a Bíblia nos mandasse guardar esta data de natal como um memorial... não...
Não há um único texto que nos diga para fazer isso!
Na verdade, Jesus nem mesmo nasceu no dia 25 de dezembro, mas isso pouco importa.
O que importa, sim, é que Jesus nasceu aqui, neste planeta, há aproximadamente 2000 anos!
E sim, isso é muito importante para todos, pois todos precisam se posicionar diante da realidade da vida de Cristo aqui, o que Ele veio fazer aqui, e o que acontecerá depois.
Por isso, entenda que O Evangelho aponta para fatos passados, e fatos futuros.
Sim, Jesus nasceu em Belém, e isso é bastante lembrado. É um fato universal irrefutável, embora os que não creem, queiram transformar em uma fábula...
Sim, Jesus morreu e ressuscitou. É um fato universal irrefutável, embora os que não creem, queiram transformar isso em uma fraude...
E sim, Jesus em breve voltará. Isso é uma promessa. Mais que isso...
Na realidade, Sua volta é um FATO futuro...
Embora muitos dos que creem em Jesus quanto aos quesitos anteriores, (Ele veio, morreu e ressuscitou) tenham dificuldades em tratar deste tema com o mesmo interesse.
Estranho, não?
E o que tem acontecido em nossos dias é que o Natal de Jesus tem sido transformado em um fato “politicamente incorreto”, pois como pessoas de outras "religiões" se sentem ofendidas por isso, cada vez mais “Papai” (não meu...) Noel, duendes, gnomos, renas, e outros personagens ridículos, estes sim, oriundos de fábulas, povoam o dia 25 de dezembro. 
Que sim, não é o dia em que Jesus nasceu... Mas sim, celebram o fato neste dia.
Comparo esta situação ridícula do Noel no natal, com a situação hipotética de que no aniversário do presidente da república de um país, a população fosse ao zoológico cumprimentar o macaco.
Qual a lógica de a data ser para celebrar o fato de Jesus ter nascido e as pessoas pensarem mais no (intruso) Noel do que nEle?
Qual a lógica de cristãos (?) ficarem mais ofendidos (?) quando se discute se é razoável ter ou não ter árvores de natal em casa ou na igreja (!), ter imagens do (intruso) Noel em suas casas, do que ficam quando Jesus é esquecido e substituído nesta data?
E porque estes cristãos tem mais vontade de obedecer o que a Bíblia não manda fazer, celebrar o natal, a ponto de discutir quem discorda, do que, muitas vezes, se envolver com os temas do evangelho que Deus manda nos envolvermos?
Para mim, a lógica manifesta é de que há uma clara atividade das trevas em curso para suprimir estas informações sobre Jesus da memória das pessoas...
Afastando da mente das novas gerações a informação da VERDADE que Jesus nasceu.
Quase não há mais presépios, desvanece a lembrança do fato do nascimento de Jesus...
Aliás, em muitos lugares é quase que proibido desejar “Feliz Natal”, que deve ser substituído pela frase “politicamente correta” de “Boas festas”... 
E ninguém nem mesmo se pergunta quem define o que é politicamente correto ou incorreto...
E sim, isso acontece justamente por que estamos vivendo os últimos dias.
Dias em que cada vez mais as pessoas mudam a verdade de Deus em mentira...
(Romanos 1:25 “Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Amém”.)
E dias quando pessoas tem coceira nos ouvidos para ouvir coisas assim... fábulas!
(II Timóteo 4:3-4 “Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; ao contrário, sentindo coceira nos ouvidos, juntarão mestres para si mesmos, segundo os seus próprios desejos. Eles se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para as fábulas”.)
E dias em que os que creem não sabem mais o que creem.
Ou não querem ter conflito, para não serem “politicamente incorretos”...
E aceitam até mesmo algumas fábulas acerca do natal, ou mitos como pus no título do post, por que nem mesmo sabem realmente o que creem, pois não conhecem A Palavra... ficam confusos com o que acontece por aí.
Vou exemplificar com quatro afirmações sobre o Natal, que, talvez, você pensava exatamente o contrário da verdade... por que nunca foi checar nas Escrituras.

1.       Jesus não nasceu na manjedoura porque era pobre.
2.       A configuração do presépio está errada.
3.       Os anjos não proclamaram “Paz na terra aos homens de boa vontade”.
4.       Não devemos mais adorar ao “Jesus menino”.

1.    Lucas 2:1-7 “Naquela época, César Augusto publicou um decreto, convocando para um recenseamento, todos os moradores das terras dominadas por seu império. Este foi o primeiro cadastramento da população de todo o império romano, quando Quirino era governador da Síria. E todos seguiam para as cidades onde haviam nascido, a fim de serem arrolados. Por isso, José também viajou da cidade de Nazaré da Galiléia para a Judéia, até Belém, cidade de Davi, porque pertencia à casa e à descendência de Davi. E partiu com o propósito de alistar-se, juntamente com Maria, sua esposa prometida, que estava grávida.  Enquanto estavam em Belém, chegou o momento de nascer o bebê, e ela deu à luz o seu primogênito. Envolveu-o com tiras de pano e o colocou sobre uma manjedoura, pois não havia lugar para eles na hospedaria”.

Sim, não houve lugar para Jesus no Seu nascimento, como não há agora no coração de centenas de milhões de pessoas... Não haver lugar naqueles dias profetizava o que acontece até agora...
Mas, o que o texto diz, é que não havia lugar para eles na hospedaria. José foi para uma hospedaria. O texto não diz que eles não tinham recursos para se hospedarem. Diz que todas as cidades estavam recebendo visitas de diversas pessoas de outros lugares, e, por este motivo, tudo estava lotado. Este foi o real motivo de Jesus nascer na manjedoura: Não havia lugar para Ele! 

2.    Lucas 2:15-20 “Quando os anjos partiram e foram para os céus, os pastores combinaram entre si: “Vamos até Belém, e vejamos este acontecimento que o Senhor nos deu a saber”.  Então correram até o local e chegando, encontraram Maria e José, e o recém-nascido deitado numa manjedoura. E depois de o contemplarem, comunicaram a todos o que lhes fora revelado a respeito daquele menino. Ao ouvirem o que os pastores relatavam ficaram sobremodo assustados. Maria, contudo, observava silenciosa todos os acontecimentos, e refletia sobre eles em seu coração. Os pastores retornaram glorificando e louvando a Deus por tudo quanto tinham visto e ouvido, assim como lhes fora predito”.

Mateus 2: 9-12 “Depois de ouvirem o rei, eles seguiram o seu caminho, e a estrela que tinham visto no oriente foi adiante deles, até que finalmente parou sobre o lugar onde estava o menino. Quando tornaram a ver a estrela, encheram-se de júbilo. Ao entrarem na casa, viram o menino com Maria, sua mãe, e, prostrando-se, o adoraram. Então abriram os seus tesouros e lhe deram presentes: ouro, incenso e mirra. E, tendo sido advertidos em sonho para não voltarem a Herodes, retornaram a sua terra por outro caminho”. 

Sim... APENAS os pastores estiveram na ESTREBARIA, pois foram avisados e instruídos por anjos a procurar Jesus na MANJEDOURA. Sem estrela alguma aqui. Leia Lucas 2 inteiro...
Já os magos, estiveram em uma CASA de Belém, e viram Jesus com Maria. Foram dirigidos por uma estrela, sinal astronômico que eles entenderam corretamente, mas, equivocadamente, foram até o palácio de Herodes. Como entenderam pela estrela que um rei havia nascido, o mais lógico era procurar no palácio! Apenas quando os sacerdotes e escribas foram chamados por Herodes que ficou alarmado com o nascimento de um Rei, é que ficaram sabendo que Jesus estaria em Belém! Eles NUNCA estiveram na manjedoura, nem a estrela apontou para aquele lugar... Leia Mateus capítulo 2 inteiro...

3.    O texto que alguns pensam que os anjos cantaram “paz na terra aos homens de boa vontade” não existe neste sentido. Veja as traduções abaixo:

Nova Versão Internacional - NVI: “Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens aos quais ele concede o seu favor”.  
Revista e Atualizada - RA: “Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens, a quem ele quer bem.” 
Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH: “Glória a Deus nas maiores alturas do céu! E paz na terra para as pessoas a quem ele quer bem”! 
Edição Contemporânea – EC: “Glória a Deus nas maiores alturas, paz na terra entre os homens, a quem ele quer bem”.  
King James – KJV: “Glória a Deus nos mais altos céus, e paz na terra às pessoas que recebem a sua graça!”

Não, Jesus não veio trazer “paz na terra”. Não, não existem “homens de boa vontade”...
Houve sim, a boa vontade de Deus, o Seu favor, o querer bem de Deus quanto à humanidade, a Sua graça manifesta na vinda de Jesus!
Existem homens pecadores, mais amantes dos prazeres que de Deus, que amaram mais as trevas por que suas obras eram más. Naturalmente desobedientes, incrédulos, com o coração inclinado para o mal. Desviados como ovelhas. Sem "boa vontade"...
Jesus veio buscar e salvar o que se havia perdido (Lucas 19:10). 
Ele veio para o que era Seu, e os Seus não o receberam... (João 1:11).
Esta compreensão errada do cântico dos anjos leva as pessoas a crerem que Jesus veio para todas as pessoas que tenham “boa vontade”, e na verdade, as pessoas nem mesmo param para pensar o que seria esta tal “boa vontade”...
Se você tem dúvidas leia a frase de Jesus, que SABIA que diriam algo assim sobre Sua vinda...  
Mateus 10:34 “Não pensem que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada”. 
Bem, talvez precisemos mesmo rever tudo o que pensamos acerca do que cremos, não?
Para muitos, abraçar o evangelho de Jesus significa ter sérios problemas em casa. Pode ser que aqui no Brasil isso não faça o menor sentido para nós, e por isso, ficamos confusos com esta frase, mas, HOJE, no Oriente Médio, em muitos países, alguém se converter a Jesus significa que A Espada entrou na sua casa. 
Muitos são deserdados, expulsos de casa pelos próprios pais. 
E muitos são mortos! 
Não é por que não temos confronto aqui, que significa que o evangelho não traga confronto. Aliás, fico me perguntando se não deveríamos incomodar mais com nossa forma de viver o evangelho...
Mas PRECISO deixar algo bem claro: o Evangelho de Jesus não é uma “religião” de ódio, mas sim, de amor...
A espada de que Jesus fala é a que virá contra os que nEle creem...
Não há base bíblica para se agredir ou intimidar alguém em nome do Evangelho de Jesus... 
O que não significa não chamar de pecado o que a Bíblia diz ser pecado...
Por que junto com a revelação do pecado, há uma solução dada por Deus gratuitamente...
João 15:19-21 “Se vocês pertencessem ao mundo, ele os amaria como se fossem dele. Todavia, vocês não são do mundo, mas eu os escolhi, tirando-os do mundo; por isso o mundo os odeia. Lembrem-se das palavras que eu lhes disse: Nenhum escravo é maior do que o seu senhor. Se me perseguiram, também perseguirão vocês. Se obedeceram à minha palavra, também obedecerão à de vocês. Tratarão assim vocês por causa do meu nome, pois não conhecem aquele que me enviou”.

4.    Apocalipse 22:12-16 “Eis que venho em breve! A minha recompensa está comigo, e eu retribuirei a cada um de acordo com o que fez. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim. Felizes os que lavam as suas vestes, e assim têm direito à árvore da vida e podem entrar na cidade pelas portas. Fora ficam os cães, os que praticam feitiçaria, os que cometem imoralidades sexuais, os assassinos, os idólatras e todos os que amam e praticam a mentira.  “Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã.”
Apocalipse 19:11-19 “Vi os céus abertos e diante de mim um cavalo branco, cujo cavaleiro se chama Fiel e Verdadeiro. Ele julga e guerreia com justiça. Seus olhos são como chamas de fogo, e em sua cabeça há muitas coroas e um nome que só ele conhece, e ninguém mais. Está vestido com um manto tingido de sangue, e o seu nome é Palavra de Deus. Os exércitos dos céus o seguiam, vestidos de linho fino, branco e puro, e montados em cavalos brancos. De sua boca sai uma espada afiada, com a qual ferirá as nações. “Ele as governará com cetro de ferro.” Ele pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus todo-poderoso. Em seu manto e em sua coxa está escrito este nome: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES”.

Sim, não há mais um “Jesus menino”... isso é passado. Foi necessário para que Ele aqui viesse...
Mas hoje, Ele está irreconhecível,  se você ainda pensa em um "Jesus menino"...
Sua apresentação pessoal atual é tremenda. Poderosa. Vitoriosa. 
Ele vem para julgar, para pisar o lagar do vinho do furor da ira de Deus contra o pecado, contra a impiedade. 
Ele é Rei dos Reis e Senhor dos Senhores, e quem ainda brinca com Ele, com Seu Nome, precisa imediatamente se arrepender, e mudar seus caminhos... 
Não se confundam os que zombam hoje, e, aparentemente, nada acontece...
Porque Ele não manda ninguém "fazer justiça" por Ele, pois Ele não precisa que ninguém cuide de "Sua imagem pessoal atual", mas quando Ele mesmo for tratar dos que zombam de Seu Nome... 
Bem, talvez você saiba disso tudo...
Mas talvez você comprava alguns destes “mitos” como se fossem verdadeiros. Meu objetivo aqui é desafiar você a comparar o que crê com o que a Bíblia diz.
Este texto termina aqui com um convite a conhecer melhor sua Bíblia, e aprofundar sua revelação acerca de Jesus, O Cristo.

Digo isso porque entre tantas coisas estranhas hoje em dia, a pior é um cristão não conhecer a Bíblia que traz a revelação do que crê... 
Não acha?
São tantos os sinais...
Não consegue ver?
Meu convite hoje é...  Leia a Bíblia! 
Saiba o que crê...
Jesus está voltando.
Reflita sobre isso neste natal.
Deus abençoe...

Haroldo Maranhão

domingo, 18 de dezembro de 2016

ALGUNS PONTOS SOBRE O PECADO...


Por definição, pecado sempre é uma desobediência a Deus!
Afinal, o pecado de Adão no Éden não foi um culto pagão, prostituição, assassinato, atrocidades contra a criação... Não!
O pecado entrou no mundo “apenas” por uma desobediência à Palavra de Deus!
Sim, Adão desconhecia a dimensão da consequência de sua desobediência...
Adão não entendeu que Deus estabeleceu limites que nos protegem, mas Ele não precisa nos explicar o que acontecerá para os que transgredirem...
O problema do pecado não é que Deus fica triste com quem peca, mas sim que traz consequências danosas para a vida de quem peca... E nem sempre o pecador entende isso.
E além do mais, o fato é que Deus tem um caminho muito mais excelente para o homem, na proposta de vida que Ele oferece aos que nEle creem.
Nem todos entendem que a Bíblia não é um livro de religião, ou da religião evangélica, mas é O Livro do Sistema de Deus, disponível a toda a humanidade, mas eficaz na vida dos que creem.
É um livro sobre sermos abençoados por podermos nos reconciliar com Deus em Cristo!
Ao longo do texto de Sua Palavra, Ele sempre oferece uma escolha: Bênção ou maldição?
Ou seja, as nossas escolhas nos levarão no caminho da bênção ou da maldição, e a base desta escolha é a obediência ou a desobediência!
Muitos cristãos têm construído uma forma de pensar tortuosa, sem fundamento na Palavra, quando creem que a Lei que aponta o pecado foi supostamente revogada pela Graça!
Veja: no que que diz respeito à Salvação, sim. Ninguém pode cumprir a lei para ser salvo!
Mas no que diz respeito à nossa vida diária, não. Ou alguém pode pensar que por vivemos na graça, se alguém matar alguém, vai se dar bem? Se adulterar? Roubar?
A graça vai poupar estas pessoas das consequências de seus atos? Ou quais itens da lei ainda estão válidos para serem cumpridos, e quais não? Que coisa estranha não acha?
Mas porque muitos não tem obedecido esta exortação de Paulo, muita confusão tem surgido.

Romanos 12:2 E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.

Sim, muitos cristãos com mente não renovada concordam com o pensamento deste século que o evangelho está atrasado, e que precisa se modernizar ou estar mais compatível com a realidade em que vivemos hoje...
Como esta visão da graça que coloca o homem no centro das decisões, e não A Palavra.
E assim, muitos acreditam que existem coisas que não podem mais ser consideradas pecado em nossos dias porque o mundo mudou e Deus está ultrapassado...
Ou que pela graça, não devem ser considerados pecado...
A psicologia, a ciência e outras áreas de sabedoria humana afirmam que as coisas estão diferentes... e que a “religião” precisa se atualizar.
E os cristãos que aceitam este pensamento abrem as portas para que o sistema do mundo entre em suas vidas, e em escala maior, na sequência, entre na igreja.
Na verdade, a sensualidade, a promiscuidade, a libertinagem e tantas outras coisas já entraram.
Se bobear, já temos igrejas aceitando celebrar até mesmo Halloween “para atrair o perdido”!
Existem muitas igrejas que tem executivos profissionais, que usam sistemas de gestão do mundo de administração, cuja ênfase é projetar lucro!
Alguns chegam a avaliar a viabilidade financeira de projetos evangelísticos!  Enfim, o pecado que antes batia na porta hoje já entrou e se instalou em muitas igrejas.

I João 3:4 Todo aquele que vive habitualmente no PECADO também vive na rebeldia, pois o PECADO é rebeldia. 5 E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os pecados; e nele não há pecado. 6 Todo o que permanece nele não vive pecando; todo o que vive pecando não o viu nem o conhece. 7 Filhinhos, ninguém vos engane; quem pratica a justiça é justo, assim como ele é justo; 8 quem comete pecado é do Diabo; porque o Diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo. 9 Aquele que é nascido de Deus não peca habitualmente; porque a semente de Deus permanece nele, e não pode continuar no pecado, porque é nascido de Deus. 10 Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do Diabo: quem não pratica a justiça não é de Deus, nem o que não ama a seu irmão.

Sim, o pecado que pode ser apenas uma “possibilidade” em nossas vidas como cristãos, pois estamos ainda habitando em um corpo carnal, mas não tem mais domínio sobre nós.
Temos a possibilidade de vencer a tentação.
Afinal, se Caim tinha esta possibilidade, muito mais nós, que temos o Espírito Santo para nos auxiliar!

Gênesis 6:7 Porventura se procederes bem, não se há de levantar o teu semblante? E se não procederes bem (Caim), o PECADO jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo; mas sobre ele tu deves dominar.

Sim, o pecado nos destituiu de uma dimensão de glória em que o homem vivia:

Romanos 3:23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;

E retirou a liberdade anteriormente dada por Deus ao homem na criação, o qual tornou-se escravo do pecado desde seu nascimento. O homem nasce no pecado. Mesmo aquele bebezinho lindo que você ama, já é pecador!

João 8:34 Replicou-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete PECADO é escravo do PECADO. 35 Ora, o escravo não fica para sempre na casa; o filho fica para sempre. 36 Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.

Mas para quem está em Cristo, o pecado já não tem mais domínio sobre si!

Romanos 6:11 Assim também vós considerai-vos como mortos para o PECADO, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus. 12 Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para obedecerdes às suas concupiscências; 13 nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado como instrumentos de iniqüidade; mas apresentai-vos a Deus, como redivivos dentre os mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça.  14 Pois o pecado não terá domínio sobre vós, porquanto não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça. 16 Não sabeis que daquele a quem vos apresentais como servos para lhe obedecer, sois servos desse mesmo a quem obedeceis, seja do PECADO para a morte, ou da obediência para a justiça?

Ou seja, somos chamados a vencer o pecado pela Palavra e pelo Espírito Santo, mas a decisão continua sendo absolutamente individual... Quem peca, peca porque quer pecar, mesmo tendo nascido de novo. A questão é que alguém nascido de novo que não luta contra o pecado, acabará endurecido em seu coração pelo engano...

Hebreus 3:13 ... antes exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do PECADO;

Somente Jesus Cristo pode dar solução para o nosso pecado, porque, enquanto habitando na terra em um corpo igual ao nosso, não pecou! E porque não pecou, tem poder e autoridade sobre o pecado para nos oferecer perdão, libertação, vitória e perdão...

João 1:29 No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o PECADO do mundo.

Os que nunca se converteram a Cristo a questão não é se cometem pecados... É que vivem na prática deles! Estão “mortos em seus delitos e pecados”, e nem mesmo tem revelação, em determinada medida, dos pecados que cometem...
Embora O Senhor tenha escrito a Sua lei moral em seus corações, negociam e flexibilizam porque não tem acesso ao Espírito Santo, que é quem “convence do pecado”.
Mas não são indesculpáveis porque tem esta revelação no coração, e também tem a revelação de que há um Deus Criador que deve ser adorado, como Paulo nos revela em Romanos capítulo primeiro...
Mas quanto aos que cremos, há uma palavra dura para quem decide deliberadamente viver na prática do pecado após ter conhecido a verdade:

Hebreus 10:26 Porque se voluntariamente continuarmos no PECADO, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, 27 mas uma expectação terrível de juízo, e um ardor de fogo que há de devorar os adversários.

I João 3:4 Todo aquele que vive habitualmente no PECADO também vive na rebeldia, pois o PECADO é rebeldia. 5 E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os pecados; e nele não há pecado. 6 Todo o que permanece nele não vive pecando; todo o que vive pecando não o viu nem o conhece. 7 Filhinhos, ninguém vos engane; quem pratica a justiça é justo, assim como ele é justo; 8 quem comete pecado é do Diabo; porque o Diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo. 9 Aquele que é nascido de Deus não peca habitualmente; porque a semente de Deus permanece nele, e não pode continuar no pecado, porque é nascido de Deus.  10 Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do Diabo: quem não pratica a justiça não é de Deus, nem o que não ama a seu irmão.

Vejo em muitos lugares uma pregação confusa acerca da graça como se fosse uma licença para pecar o que absolutamente não encontra fundamento bíblico.
A graça é para a salvação! Mas quem nasce de novo, não vive mais pecando pois se alguém que se diz convertido vive assim, não viu a Cristo e nem O conhece!
Que palavra forte esta de João!
Sim, há um lugar de juízo para o pecado.
Sim, há um lugar preparado para os pecadores que não herdarão o reino de Deus!
E nisso a Bíblia é clara até mesmo em nos apresentar uma lista que não considera um pecado maior ou menor que os outros, senão que todos os que permanecem na prática destes, não podem estar na presença de Deus.

I Coríntios 6:9 Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, 10 nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbedos, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.

Apocalipse 21:8 Mas, quanto aos medrosos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos adúlteros, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago ardente de fogo e enxofre, que é a segunda morte.

Mas a todos quantos O receberam, a Jesus Cristo, como Senhor e Salvador, arrependidos de sua vida anterior, estes que lavaram suas vestes no sangue de Jesus, O Cordeiro que tira o pecado do mundo, sim estes entrarão na Cidade pelas portas!

Apocalipse 22:14 Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestes [no sangue do Cordeiro] para que tenham direito à arvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas. 15 Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que ama e pratica a mentira.

Mas veja...
Não poder entrar neste lugar para o qual O Senhor nos chama a todos faz com que a única opção de destino seja o lugar que Ele preparou para satanás e seus anjos.
Ele não preparou este lugar de condenação para nenhuma pessoa, pois Jesus morreu para pagar o preço de todos... mas o efeito desta salvação alcança apenas os que recebem...

Mateus 25:41 Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, PREPARADO para o Diabo e seus anjos.

Não brinque com o pecado...
Não importa qual foi a sua transgressão, há poder no sangue de Jesus Cristo para perdoar.
Arrependa-se agora, e volte para Cristo se você percebeu que foi longe demais de pois de conhecer o evangelho...
Arrependa-se agora, e venha para Cristo se você nunca O convidou a ser seu Senhor e Salvador...
O tempo se abrevia, e se Deus trouxe você até aqui, é porque quer tratar algo com você.
Estou a disposição no que puder ajudar.
Deus abençoe...
Abraço,

Haroldo Maranhão