segunda-feira, 18 de junho de 2018

FAKE NEWS GOSPEL? ESSA NÃO...



GOSPEL...

Sou bisneto de pastor evangélico.
Fui levado por meus pais à igreja desde bebê, e me converti aos dez anos.
Por tudo o que ouvi em casa, e vi com meus próprios olhos ao longo de tantos anos, posso dizer que conheço bem o nosso povo. O povo de Deus. O povo das igrejas e das denominações.
Sim, posso dizer que conheço de tudo um tanto... e já vi de quase tudo ao longo da vida.
Assim que ao dizer que o povo de Deus tem uma característica que é a de se mover na mais absoluta simplicidade e credulidade quando recebe mensagens de outros "irmãos de fé", sei bem o que digo.
Por outro lado, digo que também é capaz de julgar quem quer que seja, mesmo irmãos de fé, pela mais absoluta simplicidade e credulidade se recebeu a mensagem de "irmãos de fé".
E ultimamente tenho constatado o estrago que isso tem causado nos últimos tempos, em nosso meio, agora potencializado pelo efeito da tecnologia.
E me incomoda tanto que me leva a escrever este post.
Vejo que muitos de nós temos nos tornado presas fáceis para aqueles que semeiam mentiras em nosso meio, com a maior sutileza, promovendo engano e conflito entre irmãos. 
Nos expondo a ser motivo de zombaria por essa simplicidade... 
E também causando confusão profética e política em nosso meio.
Explico!
Já vi denúncias contra irmãos nas mídias sociais serem abraçadas e compartilhadas como se fossem verdadeiras, antes mesmo alguém checar ou ouvir o irmão que está no centro da questão.
Não esqueça que há uma guerra espiritual em curso, onde pastores e líderes, ou cristãos de maior influência, podem ser alvo de satanás para receberem marcas na vida que mesmo que depois o "engano" seja desfeito, ficarão feridos por muito tempo.
O que não muda o fato que sim, essas notícias podem ser verdadeiras, e que sim, irmãos queridos podem ter caído em tentação e errado. Infelizmente...
É necessário que um irmão acusado de algo grave, mesmo que publicado em diversas mídias, tenha o direito de ampla defesa entre nós, até ser provado que infelizmente o "boato" seja verdadeiro.
Além disso vejo mentiras sendo semeadas nas mídias sociais, pasmem, na forma de pedidos de oração falsos acerca de missionários que estão em situação de risco de vida, ameaçados ou reféns de pessoas perigosas. Nunca recebeu?
E qual é o objetivo disso?
Creio que um dos objetivos de quem semeia mentiras e enganos assim é atender o desejo de satanás de minar o maior poder que há na Igreja de Jesus: a oração em concordância!
Quando as pessoas que se envolveram emocionalmente com uma situação que receberam como verdadeira, compartilharam para seus contatos, e descobriram que era uma farsa ou um assunto verdadeiro que aconteceu há anos, passam a não mais levar tão a sério mensagens assim.
E quando a situação for séria e urgente, provavelmente não vão se envolver...
Essas mensagens passam a lançar descrédito ao fato que SIM, missionários e cristãos têm sido perseguidos e mortos em países opressores, e SIM, precisam de oração quando a coisa é séria!
Mas porque muitos cristãos entram no engano do "é o lobo", acabam por prejudicar os que realmente precisam que movimentos de oração sejam feitos em favor de pessoas que estão em situações reais.
E eu consigo imaginar satanás rindo, ao enfraquecer nossas orações nas situações urgentes...
Creio que outro objetivo dos que estão por trás da origem dessas FAKE NEWS GOSPEL, é "mapear" como nós agimos diante de situações ou informações envolvendo cristãos. 
Querem medir como ocorre o chamado "efeito manada" em nosso meio.
O que nos faz correr, o que nos afeta, como pensamos.
Além disso, essas publicações falsas muitas vezes semeiam conflitos entre irmãos, porque os que checam a procedência do fato das mensagens e percebem que se tratam de FAKE NEWS GOSPEL, ficam na dúvida se avisam quem enviou a mensagem ou se calam. E apenas optam por não repassar a mensagem para ninguém mais, para não entrar em conflito com quem enviou a mensagem.
Muitos optam por avisar, e recebem em troca a gratidão sincera dos que repassaram equivocadamente, e estes informam os amigos que compartilharam. 
Outros, porém, ficam melindrados com a informação de que foram enganados, e se chateiam com quem avisou que a mensagem é falsa, como se fosse o causador do mal, e não aquele que lhe enviou a mensagem original...
Há ainda aquelas mensagens com "mentiras proféticas ou políticas", que tem envolvido a tantos de nossa comunidade. São usados como “massa de manobra” em sua boa fé por pessoas mal intencionadas. Divulgam mensagens que são boatos sobre candidatos à eleição dos mais diversos partidos, ou mesmo políticos ainda cumprindo seus mandatos. 
Compartilham também boatos sobre leis que estariam sendo votadas secretamente, ou decisões que afetariam a vida todos, mas que não saíram em nenhum lugar de mídias oficiais.
Aliás, sabemos que isso vai acontecer em larga escala nessas próximas eleições... Fique atento!
Também vejo mensagens sobre a NASA ou o FBI interferindo em questões do Brasil com força de lei, ou de polícia, o que é absolutamente impossível de maneira legal porque não há acordos internacionais que permitam isso. 
Mas é claro que se "eventualmente" essa interferência estivesse em curso em nosso país (hipoteticamente, claro...) não seriam nossos amigos do grupo de whattsapp quem estariam divulgando para que tomássemos providências... entende? 
Se há alguém que sabe que muitas coisas que afetam nossas vidas não saem nas mídias oficiais sou eu, que acompanho isso dia a dia por conta de meu interesse no cenário dos últimos dias...
Mas votações do congresso, leis do país, cenários políticos ou policiais, intervenção de entidades internacionais no país ou coisas semelhantes a essas, são mais fáceis de serem conferidas por quem quiser realmente checar a origem de uma notícia antes de divulgar.
Vejam quantas tentativas de votação de temas que seriam mesmo realizadas "as escondidas", foram denunciadas mesmo nos períodos mais críticos de toda esta situação que nos sobreveio nos últimos anos. Sempre haverá partidos de oposição ou com outra agenda que denunciariam por serem prejudicados nas votações de alguma maneira.
De qualquer forma, apenas o bom senso médio já deve nos alertar a não compartilhar imediatamente uma mensagem assim sem checar a veracidade do fato. 
Principalmente as mais espetaculares ou apocalípticas!
Aquelas que alguém nos pede para divulgar com a máxima urgência!
E se há uma coisa que me entristece muito, são os compartilhamentos de revelações proféticas de "pastores e profetas", que tiveram sonhos e visões, e gravam os seus áudios.
E pessoas de boa fé repassam, só porque a pessoa disse que é de Deus, que é urgente, e pedem que repassem imediatamente para toda a sua igreja e tal... e muitos atendem ao pedido!
Claro que já recebi muita coisa séria, e eu creio que Deus fala assim! 
Mas quando a coisa é séria, a pessoa "põe a cara", se identifica, diz o nome, o ministério do qual faz parte, a data, a cidade onde mora, ou ainda publica em vídeo se mostrando para todos...
E assume publicamente o que crê que Deus falou!
Cuidado com áudios apócrifos!
Sim, essa é outra tragédia contemporânea porque o dia em que tivermos pessoas divulgando coisas reais acerca dos acontecimentos dos últimos dias quando, provavelmente, muitos teremos que tentar  divulgar informações mais urgentes e importantes e, provavelmente sem precedentes, várias pessoas ignorarão... e o efeito "é o lobo profético" poderá ser uma tragédia para muitos...
Enfim, queridos...
Se você é um cristão sincero, quando receber mensagens assim, antes de fazer qualquer coisa pense e releia o que recebeu. Com calma! Busque discernimento pelo Espírito Santo, em especial se a coisa aparentemente for mesmo grave. Puder causar problemas para alguém. Puder afetar a vida de alguém. Não seja um distribuidor de FAKE NEWS GOSPEL!
Confira se quem enviou a mensagem checou ou conhece diretamente a pessoa que originou a informação. Não serve ser amigo de confiança do "amigo do amigo do irmão".
Pode ser que todos estejam de boa fé, mas o originador da mensagem não...
Cheque a data. A cidade. O nome da pessoa ou o conteúdo da mensagem.
Fazer isso é simples, e precisa de apenas dois minutos antes de enviar, o que é melhor do que passar vergonha por divulgar algo falso... não acha?
Se você digitar no Google algumas palavras do conteúdo da principal informação da mensagem que recebeu, será rapidamente encaminhado para a própria notícia quando verdadeira, ou para os sites que tratam de boatos e mentiras da internet, e descobrirá a farsa.
Pelo menos faça você a sua parte antes de encaminhar.
Quem quiser, pode ser enganado pelo pai da mentira, que usará quem quiser ser usado. Mas nós que somos da Luz e da Verdade, não podemos fazer parte disso. Não vamos ser usados como "massa de manobra" para divulgar FAKE NEWS GOSPEL, coisa com a qual não devemos compactuar.
Muito menos seremos usados para prejudicar o Nome de Jesus fazendo o jogo do inimigo.
Se você quer mesmo encaminhar mensagens relevantes para seus amigos, envie testemunhos, pregações, canções de adoração, textos bíblicos de inspiração, ou ainda sua própria pregação do evangelho de Cristo!
Essas sim, "compartilhe sem dó", pois podem produzir algo de bom e de abençoador na vida de seus contatos que não conhecem a Cristo ou edificar seus irmãos.
Vamos cumprir a Palavra de Deus dada a Paulo em Romanos 10:14b: "Como está escrito: Quão formosos são os pés dos que anunciam coisas boas!"
Sejamos nós parte destes, em Nome de Jesus!
Deus abençoe!

terça-feira, 12 de junho de 2018

MELHOR QUE NÃO VOTES...



"Laço é para o homem o dizer precipitadamente: É santo! E só refletir depois de fazer o voto”. Provérbios 20:25

Eu creio na Graça do Senhor Deus! 
Creio que podemos ser salvos somente por Jesus Cristo, pela Graça e amor de Deus manifestos na obra da cruz. Sem merecer, pela fé! Mas percebo nestes dias em que vivemos, que muitos usam a graça como uma liberalidade para fazer coisas para Deus de qualquer maneira… 
Sem reverência, sem compreender o que fazem, pensando que não há consequências em nos relacionar com Deus sem discernir o que está claro em Sua Palavra.
Uma destas questões em que tenho meditado é o voto precipitado!
Muitos vivem uma cultura religiosa que entende que podemos, eventualmente, “fazer promessas a Deus para alcançar uma bênção”, ou “dar alguma coisa a Deus como gratidão por algo que Ele nos fez”. Bem, sim, oferta de gratidão é bíblico! 
Propor algum acordo, para receber algo, eu tenho alguma dificuldade… 
Mas imaginemos que haja suporte bíblico para que se creia nisso...
O meu ponto é que muitos fazem este tipo de voto, e muitas vezes, quando alguém recebe o que pediu, pois creu que receberia, não cumpre o que disse que faria…
E muitos de nós achamos que está tudo bem, porque, afinal, "é a graça…" 
Mas eu creio que não está tudo bem, e que este comportamento é perigoso… 
Veja o texto abaixo, um texto de Salomão sobre o tema, no livro Eclesiastes:

"Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos. Cumpre o voto que fazes. Melhor é que não votes do que votes e não cumpras. Não consintas que a tua boca te faça culpado, nem digas diante do mensageiro de Deus que foi inadvertência; por que razão se iraria Deus por causa da tua palavra, a ponto de destruir as obras das tuas mãos?”
Eclesiastes 5:4-6


Sim, recebemos aqui a revelação que há algum tipo de "controle contábil" celestial em que votos a Deus precisam ser cumpridos…
Não devemos precipitadamente dizer que “santificaremos algo a Deus”, sem refletir o que estamos dizendo que faremos…
Para que quando o "mensageiro do Senhor”, creio, um ser espiritual, um anjo, vier para “cobrar” o que foi prometido, alguém não precise tentar dizer que “foi brincadeirinha” ou “foi sem querer”, ou ainda tentar explicar que as coisas mudaram, e ficou difícil… mas, afinal, "o Senhor entende", não?
Bem, me parece que há uma seriedade maior quanto a isso, e, creio, é por este motivo que muitos que prometem coisas a Deus e não as cumprem, lidam com dificuldades na vida espiritual, refletida tantas vezes, na emocional e/ou na material.
Quantos já disseram que consagrariam a vida a Deus para a Sua obra, em ministério, em uma reunião em que houve um convite claro ao coração para que assim fizesse?
Quantos já disseram que abençoariam financeiramente um ministério o a igreja em que congregam? Se ficassem ricos, se recebessem aquela herança, se ganhassem aquela causa na justiça, se determinada coisa acontecesse...
Quantos já disseram que não fariam "nunca mais" alguma coisa, se o Senhor os abençoasse desta ou daquela maneira?
"Quantos já”… 
E nós… será que “já” também?
Bem, o meu convite nesta manhã é que você e eu possamos refletir acerca do que já votamos a Deus que faríamos, e não fizemos, e possamos realizar um "acerto de contas" com O Pai…
Precisamos nos arrepender do que não fizemos, para que possamos consertar nossa situação diante dEle, e em seguida, fazer!
Sim, precisamos nos arrepender do que não fizemos, para buscar novas oportunidades para cumprir… Precisamos nos arrepender de falar que faremos sem pensar antes…
Precisamos, a partir de agora, refletir melhor diante de Deus, antes de falar...

"Guarda o pé, quando entrares na Casa de Deus; chegar-se para ouvir é melhor do que oferecer sacrifícios de tolos, pois não sabem que fazem mal. Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus, e tu, na terra; portanto, sejam poucas as tuas palavras."
Eclesiastes 5:1-2

Mas que sim, sejamos desafiados por Deus a fazer, o que Ele nos chama a fazer, pois há mais bênção em nos consagrarmos sem reservas a Ele, do que em pensar que não buscar consagração, para o caso de não cumprir "nos proteja”…
Não!
Este pensamento é medíocre, expressa ingratidão e incredulidade diante de Deus…
A idéia é “planejar a torre” e decidir, sim, entregar toda a vida, sem reservas, ao Pai! Sabendo o que estamos fazendo!
A idéia é sempre expressar gratidão por tudo aquilo que Ele nos dá ao longo de nossas vidas, reconhecendo que Ele é mais importante do que aquilo que nos dá, ou daquilo que nos livra, ou daquilo que Ele nos proporciona...
A idéia é consagrar, aprofundar, manifestar, expressar, abrir o coração...
A idéia é buscar Sabedoria em Deus para tudo o que fizermos...
Que possamos sim, nos consagrar ao Senhor mais, dia a dia… 
Até aquele Dia!

terça-feira, 5 de junho de 2018

LUTANDO CONTRA A ANSIEDADE...



Vivemos dias em que a ansiedade é um dos maiores males que assola a humanidade. Síndromes de pânico, medos, incertezas, inseguranças, timidez...
Estas e outras doenças reais associadas à mesma causa.
Diversas formas, com diferentes intensidades e efeitos de um mesmo mal.
Muitos tomam calmantes, comprimidos, bebem, usam drogas, buscam de qualquer maneira ou de todas as maneiras, um alívio para seus males.
O desejo insaciável de sentir segurança quanto a algo, ou quanto a tudo.
Finanças, moradia, saúde, amizades, família, problemas, ameaças, insegurança.
Muitos somente se sentirão em paz quando seus principais temores forem definitivamente solucionados. Se possível, com algo palpável e concreto para que se sintam seguros de que a solução veio.
Mas nós que cremos na Bíblia, sabemos que no mundo em que vivemos isso não será possível de maneira definitiva.
Enquanto estivermos aqui, sempre teremos que lidar com coisas fora do nosso controle porque, na verdade, não controlamos nada, e esse mundo jaz no maligno.

“Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no Maligno.”
I João 5:19

No fundo, é o maligno o controlador do “espírito de medo”, que, claro, não vem de Deus.

“Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação.”
II Timóteo 1:7

Na verdade, devemos ter bom ânimo porque Jesus venceu o mundo e seu sistema!

Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.”
 João 16:33

E porque somos nascidos de Deus, em Cristo, o maligno não nos pode tocar!

“Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o guarda, e o Maligno não lhe toca.”
I João 5:18

Assim que, creio, a real solução para lidarmos com o medo na vida diária, é nos relacionarmos com Aquele que reina sobre todo o universo, para quem “não existem impossíveis em todas as Suas promessas”.
Para vencermos nossos medos, precisamos primeiro deixá-los de lado, para buscar em oração sincera, adoração verdadeira, em confiança plena em Sua Palavra, O Senhor Deus, O Todo Poderoso Criador da terra e céus que nos ama.
Que quer e vai “nos conduzir em triunfo!”
Precisamos decidir “não andar ansiosos por coisa alguma, senão que devemos trazer nossa oração e súplica com ações de graças a Deus, para que a Sua paz guarde nossos coração e mente em Cristo Jesus”

Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus.”
Filipenses 4:6-7

Precisamos ser aperfeiçoados em Seu amor, que lança fora todo o medo!

Aquele que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele, e ele, em Deus. E nós conhecemos e cremos no amor que Deus tem por nós. Deus é amor, e aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus, nele. Nisto é em nós aperfeiçoado o amor, para que, no Dia do Juízo, mantenhamos confiança; pois, segundo ele é, também nós somos neste mundo. No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor. Nós amamos porque ele nos amou primeiro.”
I João 4:15-19

Quando estiver em luta contra o medo, foque nessas palavras, foque no amor de Deus! Medite, por exemplo, no Salmo 34.
Creia que Ele nos livra de todos os nossos temores:

“Busquei o SENHOR, e ele me acolheu; livrou-me de todos os meus temores.”
Salmo 34:4

E tribulações:

“Clamou este aflito, e o SENHOR o ouviu e o livrou de todas as suas tribulações.”
“Clamam os justos, e o SENHOR os escuta e os livra de todas as suas tribulações.”
Salmo 34:6 e 17

E, percebo, Ele o faz de duas maneiras: ou nos ajuda a resolver o problema, ou nos ajuda a vencer o medo e, enquanto aparentemente nada ainda foi solucionado, experimentaremos paz e segurança nEle! Pelo Espírito Santo de Deus!
E nessa luta não há lugar melhor para estar, para experimentar Sua presença, do que na comunhão dos irmãos.
Afinal, pois Jesus disse que estará em meio aos que se reúnem em Seu Nome!
Esse é o principal motivo pelo qual damos ênfase a congregar, fazer parte de uma igreja local que presta prestar um culto sincero a Deus.
Independente das circunstâncias.
Se você faz parte de uma igreja local, não deixe de congregar com seus irmãos.
Se não faz parte de nenhuma, visite nosso Site e nosso canal no YouTube.
Ou venha nos fazer uma visita! Venha nos conhecer...
Deus abençoe.

Haroldo Maranhão

quinta-feira, 17 de maio de 2018

CAIU-LHES A PROTEÇÃO!



Os personagens e figuras que encontramos no Velho Testamento, entre tantas outras funções, trazem, creio, uma revelação de verdades que são espirituais para nós; nós que vivemos na era da Igreja. No tempo da “plenitude dos gentios” (Romanos 11:25). Na “época da graça”!
Um tempo que biblicamente é considerado como um “mistério” (Efésios 5:32) aos que viviam antes de nós, e que somente pode ser estabelecido pela rejeição dos judeus ao Messias, Jesus O Cristo, que “veio para o que era Seu, mas os Seus não O receberam” (João 1:12)...
A figura profética em questão, é que da mesma forma que os judeus saíram da escravidão literal do Egito, libertados por Moisés, somos chamados a sair da escravidão espiritual do pecado, libertados por Jesus Cristo.
Da mesma maneira que eles foram provados ao caminhar por um deserto literal após serem libertos do cativeiro, também seremos provados ao sermos libertos e iniciar nossa jornada.
Mas da mesma forma que experimentaram o cuidado, a provisão e os milagres do Senhor na jornada, podemos contar com o mesmo... Da mesma maneira que vislumbraram o melhor de Deus expresso na visão de Canaã, segundo A Palavra do Senhor, somos convidados a ter relances da vida abundante que há em Jesus Cristo para todo aquele que nEle crer, segundo A Palavra do Senhor (João 10:10).
A promessa de “Se quiserdes e me ouvirdes comereis o melhor desta terra” registrada em Isaías 1:19 ainda deve estar válida para todos, se Isaías 1:18 também estiver válido, onde lemos o convite: “Vinde, pois, e arrazoemos, diz o SENHOR; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã.” Sim, claro que ambos estão válidos, pois A Palavra do Senhor não passará, embora os céus e a terra venham a passar...
Mas sim, infelizmente a maioria não vai crer, e vai preferir ouvir 10 de 12 príncipes “pregadores” como vimos acontecer com os espias e seus relatos. E haverá proporcionalmente apenas o equivalente a 2 pregadores, como Josué e Caleb pregando a verdade. E o equivalente profético a toda uma geração perecerá, enquanto seus sucessores herdarão as promessas!
Creio que inclusive que essa é uma promessa profética para os que viveram o reavivamento que experimentamos no Brasil no final dos anos 80 e início dos 90, e conseguiram manter a aquela chama em fé até hoje... Mas isso é uma outra história, assunto para outro dia...
Sim, a igreja como um todo não vive o melhor desta terra como poderíamos viver.
Davi no Salmo 27, em meio a todas as lutas, perseguições, faltas e ameaças que viveu, declara no verso 13 que “... cria que veria a bondade do SENHOR na terra dos viventes”. Isso é importante para observarmos porque na vida eterna é óbvio que veremos a bondade eterna do Senhor! Mas aqui, nem todos creem ser possível...
Mas sim, há figuras literais do Velho Testamento que são figuras espirituais para nós no Novo.
Assim que ao compreender a figura de Canaã, podemos pensar que ao observar o mundo, precisamos mesmo que todos morram... mas muita calma!
Que a partir da compreensão do Evangelho de Cristo, morram para si mesmos. Para suas vontades e seus pecados, como morremos nós, para que assim, e apenas assim, recebam a nova vida! “Já estou crucificado com Cristo, e não vivo eu, mas Cristo vive em mim”, nos ensina Paulo em Gálatas 2:19-20.
Mas sim, como antes, há uma luta para derrotar os inimigos que ocupam escravizam a terra que é nossa por herança, falamos de demônios, os inimigos que hoje escravizam e cegam os povos ao redor. Lemos: “Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus.”, nos ensina Paulo em II Coríntios 4:3-4
Sim, satanás, o “deus” estabelecido na história da humanidade pela desobediência de Adão, estabelece esta escravidão e cegueira espiritual ao redor. Exerce o seu direito de agir aqui...
A maioria das pessoas não conseguem perceber o avançado da hora, expresso pela degradação absoluta da humanidade ao redor, e a possibilidade aberta para o caos se estabelecer. Preparando o caminho para que o anticristo ofereça a sua “nova ordem mundial a partir do caos”.
Além, claro, da óbvia ocorrência cada vez maior de transformações e extremos climáticos, eventos naturais cataclísmicos (porque proféticos), apontarem seus efeitos para causarem a destruição da humanidade em algum momento futuro.
Sem falar, claro, da morte porque todos os dias centenas de milhares de pessoas morrem ao nosso redor, gritando com todos pulmões a quem quiser ouvir que não somos eternos!
Mas a cegueira faz com que a maioria viva como se, contrariando a canção, “sempre houvesse amanhã...” até o Dia em que não mais haverá.
Mas o que quero compartilhar neste post?
Que se sim, o deus deste século cega o entendimento dos incrédulos, e percebemos isso quando tantas vezes pregamos o evangelho e as pessoas parecem que não veem a luz de Cristo! Ela não resplandece!
E por esse motivo muitos desanimam de pregar, em uma clara estratégia de satanás para gerar exatamente isso: incredulidade que gera falta de poder...
Mas não mais!
Um detalhe precioso na maneira de Calebe observar o mundo espiritual dos gigantes que estavam na terra nos oferece, creio, uma impressão que pode ser profética, por que clara!
Em Números 14:9 lemos:
“Tão-somente não sejais rebeldes contra o SENHOR e não temais o povo dessa terra, porquanto, como pão, os podemos devorar; retirou-se deles o seu amparo; o SENHOR é conosco; não os temais”.  A expressão “... retirou-se deles o seu amparo...” também encontramos traduzida como “... caiu-lhes a proteção...”!
Sim, o mundo espiritual em alguns períodos de tempo proféticos é “perturbado” pelo poder da Palavra de Deus na boca dos que creem que é possível pregar, e aos cativos, por algum momento, segundo a Sabedoria e poder do Senhor, é dado poder para ouvirem a verdade.
A “proteção espiritual das trevas cai”, e esta é a nossa hora de pregar e observar o Espírito Santo convencer para a salvação (João 16:8) ...
Vencer a luta não contra as pessoas, mas contra os gigantes, os inimigos espirituais por figura, que mantém estas pessoas em cativeiro espiritual, no Egito espiritual!
Creio que nesses últimos dias somos chamados a gerar pela fé os momentos espirituais em que profetizaremos que “caiu a proteção espiritual” daqueles ao redor! A partir desse momento, ao pregarmos A Palavra, “... a luz do evangelho da glória de Cristo” vai brilhar neles..., e o “deus deste século”, estabelecido através da presença de seus gigantes, ficará atado sem poder, até que possamos concluir nossa pregação.
Afinal, as “portas do inferno não prevalecem contra a igreja”.
E, claro, podemos crer também que há outras coisas para conquistarmos ao entrar em Canaã. São bênçãos importantes, embora secundárias em relação ao valor de uma alma, mas, sim, também nos é licito crer e receber. Pela fé. Você crê? Eu creio...

Deus abençoe.

Haroldo Maranhão

quarta-feira, 18 de abril de 2018

PASTOR GOOGLE? ESSA NÃO...



Eu sou bisneto de pastor evangélico, fui criado na igreja desde bebê, e me converti genuinamente a Jesus Cristo quando tinha dez anos.
Sou do tempo em que a maior preocupação dos pastores era que os membros de suas congregações fossem visitar um lugar em que fossem expostos a novas heresias doutrinárias, porque normalmente esses ensinos causam um estrago grande na vida dos que ainda não alicerçaram sua fé com profundidade... e pior, ainda contaminam a outros ao redor...
Veja o quanto Paulo ficou frustrado ao constatar que algo assim havia ocorrido com os gálatas, e algo fascinante contaminou a revelação do Evangelho da Graça que pregara:

Gálatas 3:1
Ó gálatas insensatos! Quem vos fascinou a vós outros, ante cujos olhos foi Jesus Cristo exposto como crucificado?

Sim, quando algo assim acontece, um trabalho que vem sendo feito ao longo do tempo pelo pastor ou líder acaba minado pelo engano que é plantado pelo inimigo.
Essa contaminação também já acontecia e ainda acontece quando alguns pregadores itinerantes desconhecidos pregam alguma coisa muito contrária à doutrina da igreja local, e causam problemas pelo conteúdo ensinado “de passagem”.
Claro que não estou generalizando, bem entendido, porque há os que são benção. Eu sei.
Mas nas igrejas sempre haverá aqueles que tem até mesmo certo prazer em ouvir palavras que “beiram a fábulas”, porque são ávidos por “novidades gospel”...
Estas palavras são exóticas normalmente quando não estão lastreadas na Palavra, mas em uma revelação que não tenha sustento bíblico, e causam problemas para o pastor lidar depois.
Este é o principal motivo pelo qual um pastor sério sempre se preocupa com quem ocupa o púlpito de sua congregação, porque sabe quais serão os resultados causados por uma visita que não pregue A Palavra. Mas não deve privar os seus de receber algo que seja bênção porque há muitos homens e mulheres que podem abençoar a igreja local.
Há que haver cuidado sempre! E porque esse cuidado é necessário?
Porque o zelo com as ovelhas de Jesus, compradas por um alto preço, é uma marca na vida de um pastor sério, e sua preocupação com ensinos contrários à Palavra é algo ainda mais necessário para os dias em que vivemos...
Dias em que a própria Bíblia nos revela que haverão falsos profetas, falsos mestres, falsos pastores, falsos apóstolos.
Dias em que Jesus adverte: “veja que ninguém vos engane”. (Mateus 24:3-4)
Dias em que muitos chamarão o bom de mal e o mal de bom. (Isaías 5:20)
Dias em que A apostasia se manifestará. (II Tessalonicenses 2:3)
Dias em que muitos terão “coceira nos ouvidos”, e procurarão mestres segundo seu coração para que preguem o que desejam ouvir... (II Timóteo 4:3)
Sim, dias em que é necessário ser cuidadoso com quem ouvimos mais do que nunca.
Afinal, antes de ouvir alguém, é preciso conhecer qual é a linha doutrinária do que prega, qual a denominação ou igreja da qual faz parte, se é que faz parte... e principalmente quais são os frutos da vida daquela pessoa que está ensinando ou pregando, ou quem o avaliza.
Porque isso é necessário?
Para evitar que caiam no engano doutrinário!

Romanos 16:17-18
Rogo-vos, irmãos, que noteis bem aqueles que provocam divisões e escândalos, em desacordo com a doutrina que aprendestes; afastai-vos deles, porque esses tais não servem a Cristo, nosso Senhor, e sim a seu próprio ventre; e, com suaves palavras e lisonjas, enganam o coração dos incautos.

Mateus 24:10
Nesse tempo, muitos hão de se escandalizar, trair e odiar uns aos outros; levantar-se-ão muitos falsos profetas e enganarão a muitos.

II Pedro 2:1-3
​Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras, até ao ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. E muitos seguirão as suas práticas libertinas, e, por causa deles, será infamado o caminho da verdade; também, movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias; para eles o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e a sua destruição não dorme.

Mas nestes últimos dias há uma nova e grande ameaça para a igreja que estou “batizando” nesse post de “pastor Google”, que é uma evolução (?) no âmbito espiritual do conhecido “doutor Google”.
Caso você não saiba, o “doutor Google” aparece quando algumas pessoas recebem resultados de exames em casa, ou apresentam sintomas que as deixam preocupadas. Tomados pela ansiedade, em vez de marcar o retorno do exame, agendar uma consulta, ou conversar com alguém que possa realmente ajudar por que tem conhecimento, procuram orientação no Google. Com o “doutor Google” para ser mais exato.
Digitam os resultados dos exames, ou descrevem o que estão sentindo e buscam respostas.
Embora possam até encontrar respostas que podem ajudar, também correm o risco de encontrar uma resposta completamente errada, caso estejam experimentando sintomas confusos, ambíguos ou parecidos com outras enfermidades, por exemplo...
Alguns chegam até mesmo a iniciar uma automedicação baseados nessa “consulta”...
E porque os que consultam não dominam o conteúdo médico que precisam, podem ser completamente enganados e tirar conclusões completamente equivocadas, causando danos a si próprios justamente por sua falta de entendimento no tema. De conhecimento! Entendeu?
E se alguém pode fazer algo assim, correr esse tipo de risco com a própria saúde, o que pensar na vida espiritual?
Porque sim, isso tem acontecido em nossos dias, no Google e no YouTube.
Não adianta mais os pastores se preocuparem com as visitas a outras igrejas ou eventos... a partir de agora, à distância de um click, suas ovelhas encontram o “pastor Google” no conforto de seus quartos ou escritórios, e isso pode se tornar em um grave problema a enfrentar.
Eu já tenho visto cristãos que digitam perguntas sobre dúvidas bíblicas e encontram respostas de pessoas as quais não tem a menor ideia de quem sejam, e nem buscam saber quem são! Recebem as respostas como verdades, porque, afinal, “se apareceram nas principais linhas de respostas no Google, devem ser sérias”...
E porque justamente não conhecem tão bem a Bíblia ainda, serão presas fáceis do engano.
E as pessoas recebem estas respostas, muitas vezes, como se fosse a última revelação da parte de Deus, abraçam as teses como se fossem a solução que precisam, e nem mesmo se dão ao trabalho de confirmar com seus pastores e líderes se o “pastor Google” da vez, é sério, e se seu ensino pode ser recebido no coração como verdade para sua vida. Ou não...
Não sei se todos sabem, mas as primeiras sugestões respostas que aparecem nos resultados da busca nem sempre são as mais procuradas de maneira livre e verdadeira, mas muitas delas são resultado de “robôs” de pesquisa que fazem com que apareçam como se fossem os mais procurados... ou pior, como os que tem as melhores informações...
Só que não...
Não é seguro simplesmente receber uma resposta do “pastor Google” como se fosse a verdade de Deus para a vida, e sair compartilhando para todos em suas redes sociais se a pessoa não conhece sua Bíblia nem a doutrina da igreja da qual faz parte e aonde tem sido abençoada.
Até porque, e principalmente, como já disse no texto, nos últimos dias haverá falsos profetas, falsos pastores, falsos mestres, falsos apóstolos não apenas ao redor, mas também misturados como joio nas igrejas locais, e também, claro, na comodidade e fascínio da internet!
Quem faz parte de uma igreja local, creio que o faz porque a considera séria. Assim sendo, minha recomendação é que quando tiver contato com conteúdo na internet sobre assuntos doutrinários ou proféticos, consulte seus pastores e líderes. Porque se estão em uma igreja porque a considera séria, é porque os considera sérios.
Nunca confiem cegamente em quem apresenta conteúdo na internet, mesmo com aparência de piedade, mesmo que tenha centenas de milhares de visualizações e likes. Sucesso virtual neste caso não está associado, necessariamente, a credibilidade espiritual.
A maioria dos profetas sérios da Bíblia foram pouco aceitos quando profetizavam, e a grande maioria das pessoas rejeitou os ensinamentos do próprio Jesus. Ele foi abandonado quando foi para a cruz, foi trocado por Barrabas e as multidões abandonaram Seus ensinos quando ia contra o que elas esperavam que Ele pregasse. Paulo, Pedro, Tiago... enfim, todos os discípulos sinceros de Jesus não foram populares, não tiveram milhares de likes, não foram aceitos.
Mas é claro que em nossos dias, mesmo não sendo a maioria da população, muito pelo contrário, somos sim milhões de pessoas, o que pode gerar grande aceitação à pregação e o conteúdo de servos de Deus sinceros e frutíferos contemporâneos.
Sim, Deus mesmo tem usado pessoas que tem uma doutrina sadia para influenciar e abençoar milhares, senão milhões de pessoas nestes tempos em que vivemos, e isso é uma bênção.
O que quero dizer é que todos precisamos checar quem é o “pastor Google” em questão, antes de abraçar o que encontramos como conteúdo para a vida... entendeu meu ponto?
O engano é uma das marcas de nossos dias e não, o Google não se converteu.
Use as ferramentas de busca com sabedoria. Fique livre do engano que está presente hoje, e estará cada dia mais. Deus nos revelou em Sua Palavra que seria assim.
Honre e abençoe os apóstolos, pastores, mestres, profetas e evangelistas que fazem parte de sua experiência cristã nos endereços da Igreja de Jesus da qual você faz parte.
Deus abençoe!

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

UMA PALAVRA PARA 2018


Tivemos um culto na virada do ano pela primeira vez desde o início aqui do Ministério.
Nos reunimos em um grupo de pessoas que decidiram trocar as festas para dividir a ceia e a mesa com irmãos, e para termos um tempo juntos, em oração, nesta noite que tantos dizem ser muito especial e importante e tal, mas nem sempre separam tempo para buscar a Deus!
E é importante uma meia noite de passagem de ano, porque pode ser, sim, um tempo de mudanças, quando decidimos mudar. Como vimos no post anterior.
Mais ainda podemos experimentar mudanças, quando, se cremos em Deus, crermos que Ele mesmo pode nos dar um tempo profético para produzirmos estas mudanças em oração... e, principalmente, para vivermos as mudanças que decidimos fazer em nossas vidas nessa noite, ao longo do ano.
Precisamos trazer isso diante de Deus, em oração, porque Jesus nos diz claramente em João 15:5b

“... sem mim nada podeis fazer!”

E justamente porque íamos ter um tempo de culto antes de orar à meia noite, ao me preparar para compartilhar algo, lembrei de tantas palavras que já ouvi para a noite de ano novo.
Palavras proféticas de vitória, de conquista e tal... e confesso que sempre pensei como será possível uma palavra profética ser a mesma para todas as pessoas, cada um vivendo de uma maneira, cada uma em um momento de sua vida com Deus... algumas em santificação, enquanto outras indiferentes ou em pecado...
Como é possível?
Bem, quando estava pensando nisso e orando a Deus, claramente veio ao meu coração uma frase de Jesus em Sua primeira pregação registrada na Bíblia. E esta frase era para mim.
Está registrada em Marcos 1:15b

“... arrependei-vos e crede no Evangelho.”

Mas aí eu racionalizei, e pensei que esta frase tem mais sentido para a conversão, para que não conhece a Cristo. Que é exatamente o contexto da pregação de Jesus, iniciando Seu ministério, e anunciando O Evangelho. Naquele tempo, João Batista tinha dito que Jesus era O Cordeiro de Deus que ia tirar o pecado do mundo. Jesus sabia disso, mas ainda era profético.
Hoje sabemos que sempre foi verdade, que tudo já foi consumado. Jesus venceu o pecado, a morte, despojou principados e potestades, está à destra do Pai, e em breve voltará!
Portanto, aquela frase não faria muito sentido como palavra de final de ano... mas...
Claramente veio ao meu coração o entendimento que sim, embora convertido a Cristo, eu ainda preciso me arrepender de não viver plenamente textos e verdades da Palavra que eu, embora diga que creio, não lanço totalmente minha vida neles...
E que ainda há coisas que acontecem na minha vida que não podem acontecer mais, que são pecados, e eu preciso de arrependimento e mudança. E não há arrependimento sem crer, na Palavra ouvida, no Evangelho de Jesus Cristo! Afinal, como lemos em Romanos 10:17b, a fé vem

“... pela Palavra de Cristo...” 

E que sim, esta era a Palavra do Senhor para nós aqui neste ano de 2018!
Mas que, creio, pode ser para sua vida também!

Arrepender e crer!

Arrepender de não viver como sabemos que devemos viver, arrepender de não mudar o que falamos, e sabemos que não deve falar; ouvimos, mas sabemos que não devemos ouvir. Arrepender porque sabemos que Deus nos chamou para sermos quem não temos sido ainda!
A começar de mim, a nossa decisão aqui é de mudanças pela Palavra.

Arrepender e crer!

Que Deus nos abençoe aqui a vivermos esta palavra neste ano.
Se for bênção para você aí, viva também, e glória a Deus por Sua Palavra!
Que Deus abençoe a você e Sua família com um ano novo frutífero e transbordante de Sua presença e Unção, para a glória dEle!
Em Nome de Jesus!

Feliz 2018!

Haroldo Maranhão

sábado, 30 de dezembro de 2017

NOVOS TEMPOS A PARTIR DA MEIA NOITE


Existe uma certa mística com relação a este horário da meia noite.
Para os supersticiosos, é até mesmo uma hora para se temer.
Para os pessimistas, hora de pensar no fim... já para os otimistas, o começo de tudo.
Sim, tudo depende da maneira como olhamos para esta tal da meia noite.
E como a vivemos! Ou ainda melhor, fundamentados no que nós a vivemos!
Eu estabeleci para mim mesmo que o único Fundamento para qualquer coisa na minha vida é a Palavra de Deus...
Assim sendo, creio que esta meia noite tão importante para a humanidade em geral, a que marca o fim de um ano, e o início de outro, devo viver desta forma. 
E creio também que esta é uma época que nos abre oportunidades de mudança em nossas vidas.
Mas muita gente quer acreditar que pelo simples fato de que esta meia noite marca uma mudança de ano, tudo mudará em suas vidas automaticamente... Outros, talvez, de tão desesperançados que estão, até sabem que nada necessariamente acontecerá, mas para acalmar sua alma, e aquietar o coração, fazem de conta que tudo mudou...
E vão dormir nesta ilusão.
Já outros creem mesmo que “2018 trará o tudo de bom” que esperam, simplesmente porque chegou um novo ano... Será?
Bem, eu creio que o ano de 2018 não trará nada em si mesmo, porque um “ano novo” não tem poder algum... Mas sim, eu creio que podemos e devemos marcar datas assim para buscar os fundamentos e também renovar o que queremos para o nosso futuro em Deus!
E sempre que o tempo "kronos" nos abre novas oportunidades de agir assim, nós, que cremos, podemos encontrar tudo o que buscarmos no tempo "kairos", se buscamos segundo A Palavra de Deus. E nesse caso, sim, creio que uma virada para um ano novo pode ser um memorial profético para todos nós que cremos, se estabelecermos um marco de mudanças...
Se cremos nEle, em Sua Palavra e Suas promessas, podemos e devemos viver um tempo de expectativas de mudanças em fé, e o que o que fizermos ou não fizermos a partir disso, é que definirá o que virá em 2018.
Não sei se você sabia, mas a Bíblia nos revela que a meia noite é um horário que pode trazer algo para as pessoas, de bem ou de mal!
Não sabia?
Vamos ver alguns textos:
Veja por exemplo, que uma primeira meia noite com eventos marcantes se deu quando o anjo da morte da parte do Senhor passou sobre o Egito matando os primogênitos.
Isso aconteceu à meia noite, conforme profetizado por Moisés em Êxodo 11:4 e cumprido pela ação do Senhor em 12:29-30: “Aconteceu que, à meia-noite, feriu o SENHOR todos os primogênitos na terra do Egito, desde o primogênito de Faraó, que se assentava no seu trono, até ao primogênito do cativo que estava na enxovia, e todos os primogênitos dos animais. Levantou-se Faraó de noite, ele, todos os seus oficiais e todos os egípcios; e fez-se grande clamor no Egito, pois não havia casa em que não houvesse morto”.
Lembre que isso aconteceu como uma vingança da parte do Senhor a toda a mortandade que os egípcios tinham causado a Seu povo quando do nascimento de Moisés... Deus é absolutamente justo e injustiças, em especial as abomináveis não ficam impunes... E mais que lembrar da morte dos primogênitos, devemos lembrar que o sangue nos umbrais das portas livram da morte! Sim, há proteção à meia noite para os que creem.
Jó também nos alerta para o fato que sim, há um mistério espiritual à meia noite! “De repente, morrem; à meia-noite, os povos são perturbados e passam, e os poderosos são tomados por força invisível”. Jó 34:20.
E o mistério que envolve o que acontece à noite foi referenciada por Davi como terror noturno, ou ainda, como a peste que se move nas trevas no conhecido texto do Salmo 91:5-6 “Não te assustarás do terror noturno, nem da seta que voa de dia, nem da peste que se propaga nas trevas, nem da mortandade que assola ao meio-dia”. Mas porque ele conhecia a Deus e confiava nEle, tinha a meia noite como um de seus horários regulares de buscar a Deus em oração, com ação de graças! Veja: Salmos 119:62 “Levanto-me à meia noite para te dar graças, por causa dos teus retos juízos.” 
Eu creio segundo A Palavra, que a meia noite pode ser a hora de grandes livramentos, até mesmo a hora da saída de um cativeiro, dependendo do que fizerem os que se encontram nesta situação... Isso foi aconteceu com Paulo e Silas que, embora em um momento difícil, açoitados e presos sem ter feito nada de errado, adoravam e oravam a Deus até este horário. E aconteceu que, exatamente neste horário, O Senhor interveio em favor deles! Leia em Atos 16:25-26 “Por volta da meia noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam. De repente, sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se todas as portas, e soltaram-se as cadeias de todos.”
Sim! A meia noite foi a hora da libertação, e porque estavam no lugar certo, fazendo a coisa certa, experimentaram uma manifestação poderosa da parte do Senhor!
Sim, segundo A Palavra, esta é a hora que pode também pode marcar o fim da tempestade! Para muitos que estão perdidos nas tempestades da vida, a meia noite pode ser exatamente o momento do início do fim de uma noite escura! Isso foi possível para estas pessoas que encontramos no relato em Atos, à beira de um naufrágio, e que viveram esta libertação. Paulo tinha dado uma palavra profética da parte do Senhor, e embora tudo parecesse contrário, a profecia se cumpriu à meia noite! Leia em Atos 27:25 em diante...em especial o cumprimento relatado no verso 27, onde lemos que “Quando chegou a décima quarta noite, sendo nós batidos de um lado para outro no mar Adriático, por volta da meia noite, pressentiram os marinheiros que se aproximavam de alguma terra”. Sim, eles encontraram terra e solução, em meio à tempestade, por volta da meia noite...
E porque sim, pode ser que apenas nesse horário venha a palavra que precisamos, deveríamos estar atentos e ouvindo A Palavra, ainda que até a meia noite! Mesmo que alguns de tão cansados adormeçam vencidos pelo cansaço, porque buscavam ouvir a Deus de todo o coração, podem ser surpreendidos com uma grande bênção! Até mesmo com um milagre como aconteceu com Êutico, que adormeceu diante da longa pregação de Paulo que precisava partir no dia seguinte... Lemos em Atos 20:7 que “No primeiro dia da semana reunimo-nos para partir o pão, e Paulo falou ao povo. Pretendendo partir no dia seguinte, continuou falando até a meia-noite”. Leia até o fim do capítulo...
E sim, em especial para nós que cremos em Jesus Cristo, na promessa de Sua vinda, em um determinado dia, em uma “determinada meia noite”, provavelmente em Jerusalém, receberemos um tremendo livramento, uma bênção sem medida, uma transformação definitiva!
Em Mateus 25:6, lemos: “Mas, à meia noite, ouviu-se um grito: Eis o noivo! Saí ao seu encontro!” Ou ainda em Marcos 13:35 “Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o dono da casa: se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã.” 
Sim, uma meia noite em determinado lugar do planeta nos levará a estar com Cristo! Maranata!
Bem, se há tantas coisas ligadas à meia noite, registradas na Palavra, creio que podemos  aproveitar esta do dia 31 para propormos mudanças em nossa maneira de crer e pensar. 
E sim, podemos ou melhor, devemos criar um momento profético em oração, e assim recebermos pela Palavra um tempo de gerar pela fé a transformação de nosso futuro a partir deste momento, se alicerçado na Palavra! 
E que este possa ser um dia e um tempo profético para você e para mim, em Nome de Jesus, para que sim, possamos desejar, profetizar e declarar em fé:
“Um feliz e abençoado ano de 2018 para nós e nossas famílias, em Nome de Jesus!”

Deus abençoe...
Abraço,

Haroldo Maranhão


P.S. Se você leu o texto somente agora, depois da noite do 31, mas entendeu o princípio, pouco importa que não fez naquela data. Separe a meia noite de hoje para orar e buscar a Deus em oração... sempre podemos ter “aquela meia noite de mudanças”, se for em Nome de Jesus! E em fé!