terça-feira, 9 de janeiro de 2018

UMA PALAVRA PARA 2018


Tivemos um culto na virada do ano pela primeira vez desde o início aqui do Ministério.
Nos reunimos em um grupo de pessoas que decidiram trocar as festas para dividir a ceia e a mesa com irmãos, e para termos um tempo juntos, em oração, nesta noite que tantos dizem ser muito especial e importante e tal, mas nem sempre separam tempo para buscar a Deus!
E é importante uma meia noite de passagem de ano, porque pode ser, sim, um tempo de mudanças, quando decidimos mudar. Como vimos no post anterior.
Mais ainda podemos experimentar mudanças, quando, se cremos em Deus, crermos que Ele mesmo pode nos dar um tempo profético para produzirmos estas mudanças em oração... e, principalmente, para vivermos as mudanças que decidimos fazer em nossas vidas nessa noite, ao longo do ano.
Precisamos trazer isso diante de Deus, em oração, porque Jesus nos diz claramente em João 15:5b

“... sem mim nada podeis fazer!”

E justamente porque íamos ter um tempo de culto antes de orar à meia noite, ao me preparar para compartilhar algo, lembrei de tantas palavras que já ouvi para a noite de ano novo.
Palavras proféticas de vitória, de conquista e tal... e confesso que sempre pensei como será possível uma palavra profética ser a mesma para todas as pessoas, cada um vivendo de uma maneira, cada uma em um momento de sua vida com Deus... algumas em santificação, enquanto outras indiferentes ou em pecado...
Como é possível?
Bem, quando estava pensando nisso e orando a Deus, claramente veio ao meu coração uma frase de Jesus em Sua primeira pregação registrada na Bíblia. E esta frase era para mim.
Está registrada em Marcos 1:15b

“... arrependei-vos e crede no Evangelho.”

Mas aí eu racionalizei, e pensei que esta frase tem mais sentido para a conversão, para que não conhece a Cristo. Que é exatamente o contexto da pregação de Jesus, iniciando Seu ministério, e anunciando O Evangelho. Naquele tempo, João Batista tinha dito que Jesus era O Cordeiro de Deus que ia tirar o pecado do mundo. Jesus sabia disso, mas ainda era profético.
Hoje sabemos que sempre foi verdade, que tudo já foi consumado. Jesus venceu o pecado, a morte, despojou principados e potestades, está à destra do Pai, e em breve voltará!
Portanto, aquela frase não faria muito sentido como palavra de final de ano... mas...
Claramente veio ao meu coração o entendimento que sim, embora convertido a Cristo, eu ainda preciso me arrepender de não viver plenamente textos e verdades da Palavra que eu, embora diga que creio, não lanço totalmente minha vida neles...
E que ainda há coisas que acontecem na minha vida que não podem acontecer mais, que são pecados, e eu preciso de arrependimento e mudança. E não há arrependimento sem crer, na Palavra ouvida, no Evangelho de Jesus Cristo! Afinal, como lemos em Romanos 10:17b, a fé vem

“... pela Palavra de Cristo...” 

E que sim, esta era a Palavra do Senhor para nós aqui neste ano de 2018!
Mas que, creio, pode ser para sua vida também!

Arrepender e crer!

Arrepender de não viver como sabemos que devemos viver, arrepender de não mudar o que falamos, e sabemos que não deve falar; ouvimos, mas sabemos que não devemos ouvir. Arrepender porque sabemos que Deus nos chamou para sermos quem não temos sido ainda!
A começar de mim, a nossa decisão aqui é de mudanças pela Palavra.

Arrepender e crer!

Que Deus nos abençoe aqui a vivermos esta palavra neste ano.
Se for bênção para você aí, viva também, e glória a Deus por Sua Palavra!
Que Deus abençoe a você e Sua família com um ano novo frutífero e transbordante de Sua presença e Unção, para a glória dEle!
Em Nome de Jesus!

Feliz 2018!

Haroldo Maranhão

sábado, 30 de dezembro de 2017

NOVOS TEMPOS A PARTIR DA MEIA NOITE


Existe uma certa mística com relação a este horário da meia noite.
Para os supersticiosos, é até mesmo uma hora para se temer.
Para os pessimistas, hora de pensar no fim... já para os otimistas, o começo de tudo.
Sim, tudo depende da maneira como olhamos para esta tal da meia noite.
E como a vivemos! Ou ainda melhor, fundamentados no que nós a vivemos!
Eu estabeleci para mim mesmo que o único Fundamento para qualquer coisa na minha vida é a Palavra de Deus...
Assim sendo, creio que esta meia noite tão importante para a humanidade em geral, a que marca o fim de um ano, e o início de outro, devo viver desta forma. 
E creio também que esta é uma época que nos abre oportunidades de mudança em nossas vidas.
Mas muita gente quer acreditar que pelo simples fato de que esta meia noite marca uma mudança de ano, tudo mudará em suas vidas automaticamente... Outros, talvez, de tão desesperançados que estão, até sabem que nada necessariamente acontecerá, mas para acalmar sua alma, e aquietar o coração, fazem de conta que tudo mudou...
E vão dormir nesta ilusão.
Já outros creem mesmo que “2018 trará o tudo de bom” que esperam, simplesmente porque chegou um novo ano... Será?
Bem, eu creio que o ano de 2018 não trará nada em si mesmo, porque um “ano novo” não tem poder algum... Mas sim, eu creio que podemos e devemos marcar datas assim para buscar os fundamentos e também renovar o que queremos para o nosso futuro em Deus!
E sempre que o tempo "kronos" nos abre novas oportunidades de agir assim, nós, que cremos, podemos encontrar tudo o que buscarmos no tempo "kairos", se buscamos segundo A Palavra de Deus. E nesse caso, sim, creio que uma virada para um ano novo pode ser um memorial profético para todos nós que cremos, se estabelecermos um marco de mudanças...
Se cremos nEle, em Sua Palavra e Suas promessas, podemos e devemos viver um tempo de expectativas de mudanças em fé, e o que o que fizermos ou não fizermos a partir disso, é que definirá o que virá em 2018.
Não sei se você sabia, mas a Bíblia nos revela que a meia noite é um horário que pode trazer algo para as pessoas, de bem ou de mal!
Não sabia?
Vamos ver alguns textos:
Veja por exemplo, que uma primeira meia noite com eventos marcantes se deu quando o anjo da morte da parte do Senhor passou sobre o Egito matando os primogênitos.
Isso aconteceu à meia noite, conforme profetizado por Moisés em Êxodo 11:4 e cumprido pela ação do Senhor em 12:29-30: “Aconteceu que, à meia-noite, feriu o SENHOR todos os primogênitos na terra do Egito, desde o primogênito de Faraó, que se assentava no seu trono, até ao primogênito do cativo que estava na enxovia, e todos os primogênitos dos animais. Levantou-se Faraó de noite, ele, todos os seus oficiais e todos os egípcios; e fez-se grande clamor no Egito, pois não havia casa em que não houvesse morto”.
Lembre que isso aconteceu como uma vingança da parte do Senhor a toda a mortandade que os egípcios tinham causado a Seu povo quando do nascimento de Moisés... Deus é absolutamente justo e injustiças, em especial as abomináveis não ficam impunes... E mais que lembrar da morte dos primogênitos, devemos lembrar que o sangue nos umbrais das portas livram da morte! Sim, há proteção à meia noite para os que creem.
Jó também nos alerta para o fato que sim, há um mistério espiritual à meia noite! “De repente, morrem; à meia-noite, os povos são perturbados e passam, e os poderosos são tomados por força invisível”. Jó 34:20.
E o mistério que envolve o que acontece à noite foi referenciada por Davi como terror noturno, ou ainda, como a peste que se move nas trevas no conhecido texto do Salmo 91:5-6 “Não te assustarás do terror noturno, nem da seta que voa de dia, nem da peste que se propaga nas trevas, nem da mortandade que assola ao meio-dia”. Mas porque ele conhecia a Deus e confiava nEle, tinha a meia noite como um de seus horários regulares de buscar a Deus em oração, com ação de graças! Veja: Salmos 119:62 “Levanto-me à meia noite para te dar graças, por causa dos teus retos juízos.” 
Eu creio segundo A Palavra, que a meia noite pode ser a hora de grandes livramentos, até mesmo a hora da saída de um cativeiro, dependendo do que fizerem os que se encontram nesta situação... Isso foi aconteceu com Paulo e Silas que, embora em um momento difícil, açoitados e presos sem ter feito nada de errado, adoravam e oravam a Deus até este horário. E aconteceu que, exatamente neste horário, O Senhor interveio em favor deles! Leia em Atos 16:25-26 “Por volta da meia noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam. De repente, sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se todas as portas, e soltaram-se as cadeias de todos.”
Sim! A meia noite foi a hora da libertação, e porque estavam no lugar certo, fazendo a coisa certa, experimentaram uma manifestação poderosa da parte do Senhor!
Sim, segundo A Palavra, esta é a hora que pode também pode marcar o fim da tempestade! Para muitos que estão perdidos nas tempestades da vida, a meia noite pode ser exatamente o momento do início do fim de uma noite escura! Isso foi possível para estas pessoas que encontramos no relato em Atos, à beira de um naufrágio, e que viveram esta libertação. Paulo tinha dado uma palavra profética da parte do Senhor, e embora tudo parecesse contrário, a profecia se cumpriu à meia noite! Leia em Atos 27:25 em diante...em especial o cumprimento relatado no verso 27, onde lemos que “Quando chegou a décima quarta noite, sendo nós batidos de um lado para outro no mar Adriático, por volta da meia noite, pressentiram os marinheiros que se aproximavam de alguma terra”. Sim, eles encontraram terra e solução, em meio à tempestade, por volta da meia noite...
E porque sim, pode ser que apenas nesse horário venha a palavra que precisamos, deveríamos estar atentos e ouvindo A Palavra, ainda que até a meia noite! Mesmo que alguns de tão cansados adormeçam vencidos pelo cansaço, porque buscavam ouvir a Deus de todo o coração, podem ser surpreendidos com uma grande bênção! Até mesmo com um milagre como aconteceu com Êutico, que adormeceu diante da longa pregação de Paulo que precisava partir no dia seguinte... Lemos em Atos 20:7 que “No primeiro dia da semana reunimo-nos para partir o pão, e Paulo falou ao povo. Pretendendo partir no dia seguinte, continuou falando até a meia-noite”. Leia até o fim do capítulo...
E sim, em especial para nós que cremos em Jesus Cristo, na promessa de Sua vinda, em um determinado dia, em uma “determinada meia noite”, provavelmente em Jerusalém, receberemos um tremendo livramento, uma bênção sem medida, uma transformação definitiva!
Em Mateus 25:6, lemos: “Mas, à meia noite, ouviu-se um grito: Eis o noivo! Saí ao seu encontro!” Ou ainda em Marcos 13:35 “Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o dono da casa: se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã.” 
Sim, uma meia noite em determinado lugar do planeta nos levará a estar com Cristo! Maranata!
Bem, se há tantas coisas ligadas à meia noite, registradas na Palavra, creio que podemos  aproveitar esta do dia 31 para propormos mudanças em nossa maneira de crer e pensar. 
E sim, podemos ou melhor, devemos criar um momento profético em oração, e assim recebermos pela Palavra um tempo de gerar pela fé a transformação de nosso futuro a partir deste momento, se alicerçado na Palavra! 
E que este possa ser um dia e um tempo profético para você e para mim, em Nome de Jesus, para que sim, possamos desejar, profetizar e declarar em fé:
“Um feliz e abençoado ano de 2018 para nós e nossas famílias, em Nome de Jesus!”

Deus abençoe...
Abraço,

Haroldo Maranhão


P.S. Se você leu o texto somente agora, depois da noite do 31, mas entendeu o princípio, pouco importa que não fez naquela data. Separe a meia noite de hoje para orar e buscar a Deus em oração... sempre podemos ter “aquela meia noite de mudanças”, se for em Nome de Jesus! E em fé! 

sábado, 4 de novembro de 2017

SER INTEIRO, OU CARA METADE?

Cara metade, metade da laranja, tampa da panela...
Isso existe? É verdade?
Bom... eu creio que uma das piores coisas vindas do mundo foram estes conceitos.
Estas afirmativas, subliminarmente, mandam para as pessoas o recado de que existe apenas uma pessoa que vai fazê-la feliz, ou seja, esta suposta outra metade.
Que supostamente, se adapta perfeitamente a alguém.
E que, quem encontrou esta outra metade, é feliz. Sortudo.
Ou, melhor, no mundo “gospel”, é um abençoado!
Mas quem não estiver feliz, e estiver casado, corre o risco de ter casado com a metade errada.
E que a saída será... aguentar firme até o fim da vida com a pessoa “errada”.
Ou, cometer a asneira de pedir divórcio... Para piorar tudo ainda mais...
Assim, pare para pensar comigo: será que isso é mesmo bíblico?
Uma cara metade? Será que é verdade?
No início da Criação, Deus, quando se relacionava pessoalmente com o homem, antes do pecado, estabeleceu um limite: Gênesis 2:16-17

"E o SENHOR Deus lhe deu esta ordem: De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás".

Esta ordem foi dada a Adão, quando ele ainda estava só no Jardim do Éden.
Neste tempo, o homem estava junto com Deus, dando nome para os animais, participando da Criação com Deus. Estava só, mas não sentia falta de ninguém.
Ou seja, o homem foi criado pleno em si mesmo. Em Deus.
Na presença de Deus. Em comunhão com Deus.
Na verdade, foi Deus quem decidiu que o homem precisava de companhia.
Não foi o homem quem pediu, ou sentiu necessidade.
Ele estava pleno... Completo.
Seguindo no texto de 18-23, lemos:

"Disse mais o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea. Havendo, pois, o SENHOR Deus formado da terra todos os animais do campo e todas as aves dos céus, trouxe-os ao homem, para ver como este lhes chamaria; e o nome que o homem desse a todos os seres viventes, esse seria o nome deles. Deu nome o homem a todos os animais domésticos, às aves dos céus e a todos os animais selváticos; para o homem, todavia, não se achava uma auxiliadora que lhe fosse idônea. Então, o SENHOR Deus fez cair pesado sono sobre o homem, e este adormeceu; tomou uma das suas costelas e fechou o lugar com carne. E a costela que o SENHOR Deus tomara ao homem, transformou-a numa mulher e lha trouxe. E disse o homem: Esta, afinal, é osso dos meus ossos e carne da minha carne; chamar-se-á varoa, porquanto do varão foi tomada. Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne".

Por algum motivo, não revelado, o homem não passou adequadamente as instruções de Deus para a sua mulher, ou ela não quis cumprir tudo o que o marido lhe ensinou.
Digo isso por que, quando a serpente apareceu, a turbulência maligna causada por sua presença fez com que Eva fosse enganada, por não poder nem mesmo repetir com exatidão as palavras dadas por Deus, e repetidas a ela por Adão.
“Não podemos comer, NEM TOCAR” foi a resposta de Eva em Gênesis 3:3, diferente do que Deus falou em Gênesis 2:16 e 17, antes da criação da mulher, como já falei mais acima.
Adão, por decisão pessoal, aceitou o que Eva lhe ofereceu, e ao comerem, ou fazerem uso do que não deveriam fazer, ambos morreram, no sentido de que, por transgredirem, foram separados de Deus pelo pecado.
E por morrerem espiritualmente pelo pecado, foram destituídos da glória de Deus, e foram em seguida, expulsos do Jardim. E morreram naquele dia, pois Adão morreu aos 935 anos, e como sabemos, “para O Senhor um dia é como mil anos...”
E quando foram expulsos da comunhão com Deus, tornaram-se seres incompletos.
SIM! SERES INCOMPLETOS!
E desde então, a única forma de pessoas se tornarem completas, é com o retorno ao acesso à presença de Deus. Nenhuma pessoa pode completar ninguém, ninguém pode fazer alguém feliz, nem pode fazer alguém pleno.
SOMENTE A COMUNHÃO COM DEUS, OBTIDA PELO ESPÍRITO SANTO, ATRAVÉS DO PODER DO NOME, DO SANGUE E DA VIDA DE JESUS CRISTO, pode fazer alguém completo.
Veja o ensino de Paulo: I Tessalonicenses 5:23-24

"O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. Fiel é o que vos chama, o qual também o fará".

A palavra “íntegro” usada neste texto, é a palavra grega ὁλοτελής (holotelēs), cuja tradução poderia ser absolutamente completo, ou absolutamente perfeito.
PLENO!
Esta palavra deriva de outra, ὅλος holos hol'-os,  que significa pleno, todo, ou seja, completo.
Só podemos ser íntegros, plenos, e todos estes conceitos fazerem plenamente sentido em nós, quando o MESMO DEUS DA PAZ NOS SANTIFICAR EM TUDO.
Nos santificar, ou separar em tudo, ou de tudo. Nos separar para Si.
Apenas neste momento, temos novamente a possibilidade de  nos tornarmos novamente plenos. Crescendo na Graça e no conhecimento do Senhor.
O relato de Caleb tem o mesmo conceito. Embora não apareça no texto a palavra INTEIRO, que não foi traduzida literalmente para o português, está lá, no original hebraico, em Josué 14:8-14

“Mas meus irmãos que subiram comigo desesperaram o povo; eu, (INTEIRO) porém, perseverei em seguir o SENHOR, meu Deus. Então, Moisés, naquele dia, jurou, dizendo: Certamente, a terra em que puseste o pé será tua e de teus filhos, em herança perpetuamente, pois perseveraste em seguir (INTEIRO - observação minha) o SENHOR, meu Deus. Portanto, Hebrom passou a ser de Calebe, filho de Jefoné, o quenezeu, em herança até ao dia de hoje, visto que perseverara em seguir (INTEIRO - observação minha) o SENHOR, Deus de Israel.

O original em hebraico é מלא מלא (mâlê). Esta palavra significa ser PLENO na mais ampla aplicação, incluindo ainda a possibilidade de tradução para consagrado, preenchido, cercado, satisfeito, ajustado, e outras ainda.
Portanto, Caleb foi o líder que foi, por que plenamente, por INTEIRO, se dedicou a buscar ao Senhor. Pleno de si mesmo… completo.
Ou seja, o problema do seu relacionamento talvez não seja seu cônjuge.
O problema está em que, eventualmente, vocês dois estão buscando ser felizes, supridos e completos, pelo outro. O que é claramente uma falsa expectativa.
Sensação de plenitude é algo que nunca poderá ser definitivamente suprido pelo seu companheiro.
A verdade bíblica é que isso só é possível em Deus…
Se você for pleno em Deus, pleno do seu Espírito, do seu interior fluirão rios de Água Viva, e várias outras coisas abençoadoras para quem estiver com você, como por exemplo, as manifestações do Fruto do Espírito de Gálatas 5:22.
Você terá alimento para dar. Terá vida para dar. Saúde, alegria, paz, comunhão...
A vida de Deus transbordará de você, e se ambos estiverem assim, DUAS PESSOAS PLENAS vão CAMINHAR JUNTAS.
E SERÃO OS DOIS, AO CASAREM E MANTEREM RELAÇÕES SEXUAIS, UMA SÓ CARNE.
Como era o plano de Deus no texto que publiquei no início. Este conceito é o que confunde as pessoas. O fato de nos tornarmos uma só carne, não quer dizer que antes éramos “meia carne”. Na matemática divina, UM MAIS UM É IGUAL A UM DIFERENTE.
Um homem inteiro, mais uma mulher inteira, é igual  a um casamento inteiro.
Pleno. Completo. 
E sim, aliás, em Deuteronômio 32:30, lemos que, com o Senhor a Rocha, "um perseguirá a mil, dois a dez mil!" O potencial de conquista é maior em dois! Mas biblicamente, claro está que uma pessoa solteira, divorciada ou viúva, pode e deve ser PLENA. Sem depender de mais ninguém.
O poeta estava redondamente errado ao dizer que “é impossível ser feliz sozinho”.
Frase típica de lavagem cerebral subliminar. E muitas de nossas músicas têm muito disso.
Pode prestar atenção em quantas bobagens já cantamos...
Esta era uma opinião dele, do compositor desta canção, pelo fato de não conhecer a Jesus.
Não é verdade! Bem, pelo menos para nós que conhecemos A Palavra, NÃO PODE SER!
Somos chamados a buscar diligentemente esta plenitude em Deus!
E temos em Jesus o maior exemplo de uma pessoa solteira com uma vida absolutamente plena. Marcante. Frutífera. Histórica.
E esta vida está disponível a todos nós, nEle! Pela Palavra. Pela fé.
Que Deus nos abençoe a sermos pessoas completas, plenas em Deus, quer estejamos solteiros, casados, divorciados, ou viúvos, em Nome de Jesus.
Que estejamos todos em Cristo.
Deus abençoe...


Haroldo Maranhão

terça-feira, 26 de setembro de 2017

QUEM ESPERA SEMRE ALCANÇA?


Os registros da sabedoria humana são encontrados, entre outros lugares, nos assim chamados ¨ditados populares¨.
São considerados fruto da observação humana da vida diária aqui na terra. 
E aqui já vemos uma total falta de sabedoria, por que, embora muitos não saibam, estes ditados são pautados na Palavra de Deus, a real Fonte de toda a Sabedoria.
Quer as pessoas saibam ou não, muitos dos ditados populares são, na verdade, textos bíblicos. 
Em alguns casos, versículos bíblicos literais! 
Em alguns outros, o conceito é claramente bíblico, mas em outras palavras.
Avalie alguns comigo:

Deus ajuda quem cedo madruga:
Literal de Provérbios 8:17 Eu amo aos que me amam, e os que de madrugada me buscam, encontram.

Quem dá aos pobres, empresta a Deus:
Literal de Provérbios 19:17 O que se compadece do pobre empresta ao Senhor, que lhe retribuirá o seu benefício.

Quem semeia ventos, colhe tempestades:
Literal de Oséias 8:7a Eles semeiam ventos, e colhem tormentas.

Os últimos serão os primeiros: 
Literal de Jesus, embora com seu sentido incompleto, por estar fora de contexto, em Mateus 20:16 Assim os últimos serão primeiros, e os primeiros serão últimos.

Aqui se faz aqui se paga:
Conceito claramente bíblico de Gálatas 6:7 Não vos enganeis; Deus não se deixa escarnecer; pois tudo o que o homem semear, isso também ceifará.

Nem tudo o que reluz é ouro:
Conceito claramente bíblico de Provérbios 14:12 Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele conduz à morte.

Quem espera sempre alcança:
Princípio bíblico, aqui equivocado, por incompleto em Salmo 37:9b Aqueles que esperam no Senhor herdarão a terra. 

Neste espaço, quero avaliar com você este último ditado.
É o princípio bíblico, porém fora de sua perspectiva. Gerando uma falsa expectativa.
O homem deseja alcançar, realizar, mudar. 
Transformar!
Há um desejo profundo de mudanças para nossas vidas.
Há uma grande expectativa.
Há um clamor por mudanças. 
O homem sente que precisa mudar.
Mas, na verdade dos fatos, quem apenas esperar por algo, sem fazer nada, NÃO vai alcançar nada, nunca! E por isso, este ditado fica sem sentido...
E isso acontece, creio, porque quem ouviu o princípio, que é bíblico, optou por excluir Deus da frase.
O texto bíblico referência para este ditado, é mais do que claro... quem espera EM DEUS alcança, até mesmo, a terra toda por herança!
A única e verdadeira oportunidade de mudança para o homem vem de DEUS. 
Ele propõe a maior conquista possível para nossas vidas: sair do Império das trevas para ingressar no Reino do Filho do Seu Amor. 
Salvação!
Depois desta maravilhosa mudança, poderemos experimentar todas as outras mudanças que nos estão propostas. 
E que podemos esperar.
Nas nossas vidas.
Nas nossas famílias.
Nos nossos relacionamentos.
No nosso trabalho.
No nosso caráter.
Na nossa saúde.
E tantas outras mais.
As mudanças de Deus vêm no Seu tempo e precisamos aprender a esperar nEle.
Perseverar em Suas promessas, e praticando seus princípios.
Permanecer neste lugar.
Esperar neste lugar.
Neste lugar, é que passarão Seus carros de fogo que nos levarão além...
Neste lugar é que virão os Seus anjos enviados a nosso favor! 
Neste lugar, as coisas vão mudar em Nome de Jesus!
Neste lugar, podemos esperar, porque vamos alcançar o que buscamos!
É neste caso, e APENAS NESTE CASO, que quem espera, sempre alcança!
O verdadeiro Evangelho é uma Palavra de mudança.
Deus abençoe,

Haroldo Maranhão

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

VENCENDO O MEDO!


Vivemos um tempo em que manifestações como síndrome de pânico e fobias diversas são consideradas doenças comuns, que devem ser aceitas pelas pessoas que sofrem destes males...
A medicina já definiu inclusive, que para muitos não há solução definitiva, senão que o consumo de medicamentos por toda a vida...
Embora muitos aceitem que esta seja a solução, não é a sentença definitiva segundo o que lemos na Palavra do próprio Deus, registrada na Bíblia.
Mas para entendermos o medo sob outra perspectiva, em primeiro lugar precisamos entender que o medo entrou no mundo no Jardim do Éden, como uma das consequências do pecado original. Veja sua origem expressa na reação e nas palavras de Adão:

“E, ouvindo a voz do Senhor Deus, que passeava no jardim à tardinha, esconderam-se o homem e sua mulher da presença do Senhor Deus, entre as árvores do jardim. Mas chamou o Senhor Deus ao homem, e perguntou-lhe: Onde estás? Respondeu-lhe o homem: Ouvi a tua voz no jardim e tive medo, porque estava nu; e escondi-me”.
Gênesis 3:8-10

Veja que a primeira manifestação de medo no mundo, foi medo de Deus!
Adão e Eva que tinham prazer na presença de Deus, recebiam Sua visita todos os dias “na viração do dia”, agora tinham medo dEle! E isso aconteceu imediatamente após Adão e Eva terem pecado. 
Sim, o pecado os fez tentar se esconder da Sua Presença por medo!
E ainda em nossos dias isso acontece para muitos! Exatamente da mesma maneira, pessoas quando tem consciência que seus pecados, fogem do contato com tudo o que representa Deus!
Voltando para o texto bíblico de Gênesis, além de ficar claro que a porta aberta para a entrada do medo foi o pecado, também vemos que o pecado revela que estamos completamente nus diante de Deus. Na verdade, a exposição plena de quem somos que acontece diante da santidade de Deus quando estamos cobertos pelo pecado, é mesmo amedrontadora.
E, creio, foi o medo que paralisou a Adão como um homem de Deus que ele era! A Bíblia não relata mais nada que ele tenha feito ou produzido após o pecado. Nenhuma realização pessoal de Adão.
Milhares de anos depois, encontramos ainda o medo interferindo em uma série de que situações que limitam, em muito, os muitos servos do Senhor de viverem o melhor da Vida que Ele nos oferece.
Veja em alguns casos que eu observo que o medo entra em cena paralisando a tantos:
Por que muitos não são batizados com o Espírito Santo?
Por que têm medo que não seja mais para hoje, que sejam enganados, que passem ridículo.
Por que muitos não oram em línguas?
Por que têm medo de falar algo que o diabo quer, ou não fazer o que Deus quer.
Por que muitos não evangelizam?
Por que têm medo do que os outros vão pensar, de serem rejeitados, de passarem vergonha.
Por que muitos não ofertam e dizimam?
Por que têm medo de ficar sem dinheiro, da pobreza, de serem enganados por ministros inescrupulosos.
Por que muitos não profetizam?
Por que têm medo de não saber o que falar, de ficarem confusos, de não ter nada para falar.
Por que não oram pelos enfermos?
Por que muitos têm medo de não acontecer nada, de passar vergonha, de parecerem loucos...
Por que muitos não pregam?
Por que têm medo do que vão falar, se vão saber o que falar.
Por que muitos não adoram livremente?
Por que têm medo do que os outros vão achar se forem muito livres em sua forma de expressar sua adoração, de se emocionar e chorar, de se expor.
Por que muitos não tocam os instrumentos que sabem tocar?
Por que têm medo de errar um acorde, o ritmo, de ficarem nervosos, de atrapalhar tudo, de passar vergonha...
Por que muitos não assumem responsabilidades maiores na Casa do Senhor?
Por que têm medo que o diabo os ataque, aflija as suas vidas, ou a família...
Por que muitos têm medo de lutar contra satanás, o inimigo que já foi derrotado por Jesus?
Por medo...
Sim, todos estes exemplos podem ser respondidos desta mesma forma...
Muitos não fazem o que foram chamados por Deus para fazer, por MEDO!
Mas calma... não estamos sós... foi exatamente isso o que Paulo identificou em Timóteo!
MEDO!
Leia comigo:

“Dou graças a Deus, a quem desde os meus antepassados sirvo com uma consciência pura, de que sem cessar faço menção de ti em minhas súplicas de noite e de dia; e, recordando-me das tuas lágrimas, desejo muito ver-te, para me encher de gozo; trazendo à memória a fé não fingida que há em ti, a qual habitou primeiro em tua avó Loide, e em tua mãe Eunice e estou certo de que também habita em ti. Por esta razão te lembro que despertes o dom de Deus, que há em ti pela imposição das minhas mãos. Porque Deus não nos deu o espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação. Portanto não te envergonhes do testemunho de nosso Senhor, nem de mim, que ou prisioneiro seu; antes participa comigo dos sofrimentos do evangelho segundo o poder de Deus, que nos salvou, e chamou com uma santa vocação, não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e a graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos eternos, e que agora se manifestou pelo aparecimento de nosso Salvador Cristo Jesus, o qual destruiu a morte, e trouxe à luz a vida e a imortalidade pelo evangelho, do qual fui constituído pregador, apóstolo e mestre”.
II Timóteo 1:3-11

Veja que Paulo fala sobre um espírito de covardia que paralisava a manifestação do dom de Deus que estava em Timóteo! Por inferência, creio que é este mesmo espírito que impede a manifestação do dom de Deus que está em tantos cristãos hoje. Que impede a sua manifestação.
Medo do diabo, medo dos demônios e suas ameaças, medo de morrer, medo de perder pessoas queridas, medo da pobreza, medo da rejeição, medo da vergonha, medo de falar algo errado, medo de não orar certo, medo de orar e nada acontecer, medo de ser ridicularizado, medo do confronto da família, medo de ter medo...
Todos os medos que já vimos, e outros tantos...
Seja sincero com você mesmo, e avalie o que impede você de fazer o que você sabe que foi chamado por Deus para fazer!
Entenda:
O MEDO NÃO ESTÁ EM DEUS, E NÃO VEM DE DEUS!
O MEDO VEM DO INFERNO...
Pergunto: já pensou por que muitos têm verdadeira atração por filmes de terror?
Respondo: Para serem atraídos para o reino de satanás, para terem o medo instalado nos corações, nas memórias! Para verem presenciarem manifestações de demônios nestes filmes, e de seres humanos completamente alterados por sua influência. Sim, tudo isso é uma revelação do inferno para impregnar as mentes com MEDO!
E Hollywood tem trabalhado muito...
Mas neste texto, quero concentrar na base central do texto de Paulo a Timóteo:

“Porque Deus não nos deu o espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação”.
II Timóteo 1:7

Vamos ver segundo o comentarista STRONG, a palavra traduzida para covardia:
δειλία deilia di-lee'-ah
Uma derivação de G1169: Temer. Medo, temor, horror. Tímidos, sem fé: - Medrosos
Portanto, também poderia ser traduzida como medo, temor, horror, timidez, falta de fé. E ficamos sabendo que tudo isso é causado por um espírito maligno!
Ou seja, como já disse, nasce no inferno e vem justamente tentar impedir que pessoas sejam a bênção que o que Deus as constituiu para ser. Mas encontramos também neste texto de Paulo a Timóteo a revelação de que Deus dá três provisões para vencer o espírito de medo:

1. PODER
II Timóteo 1:7 Porque Deus não nos deu o espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação.
A palavra grega no texto é a conhecida palavra Dunamis!
δύναμις dunamis doo'-nam-is De G1410; força (literal ou figuradamente) poder miraculoso (usualmente por implicação um milagre em si mesmo): - habilidade, abundância, sentido, poder, força, violência (maravilhoso) trabalho.
Para vencer um espírito maligno, Deus nos dá PODER!
Este é o poder que nos foi prometido por Jesus, derramado em pentecostes:

Mas recebereis PODER, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samária, e até os confins da terra.
Atos 1:8
Poder para testemunhar. Para influenciar. Para pregar a outros
PODER PARA VENCER O MEDO!

2. AMOR
II Timóteo 1:7 Porque Deus não nos deu o espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação.
Aqui, a palavra grega usada é Ágape!
ἀγάπη agapē ag-ah'-pay derivando de G25; amor, ou seja, afeição ou benevolência; especificamente (plural) um amor que celebra: - (festa de) caridade, querido, amor.
Recebemos Seu amor, revelado em Jesus, O Cristo.
É neste amor que devemos ser aperfeiçoados, e é com este amor, devemos amar uns aos outros. E se amamos uns aos outros, somos amados. Aceitos. Recebidos. Fazemos parte.
Uma das formas de manifestação de medo é alguém se afastar dos outros. Se isolar.
O AMOR AGAPE vence qualquer forma de medo. Traz celebrações de amor como diz a palavra. Quem semear amor, vai colher amor.

“Nisto está o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que Ele nos amou a nós, e enviou seu Filho como propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus assim nos amou, nós também devemos amar-nos uns aos outros”.
I João 4:10-11

“Nisto é aperfeiçoado em nós o amor, para que no dia do juízo tenhamos confiança; porque, qual ele é, somos também nós neste mundo. 18 No AMOR não há medo antes o perfeito amor lança fora o medo; porque o medo envolve castigo; e quem tem medo não está aperfeiçoado no amor.
I João 4:17-18

Ou seja, é você quem precisa romper a inércia de e parar de ficar esperando que todos amem a você. O primeiro movimento é que você precisa vencer o medo pelo poder do Espírito Santo, e começar a manifestar seu amor pelo próximo para então poder receber amor. Porque digo isso? Por que foi assim que o próprio Deus fez conosco!

“Nós amamos por que Ele nos amou primeiro”.
I João 4:19

O amor de Deus vai levar você a ter amor para manifestar pelo próximo. Deus quer encher sua vida de amor. AMOR PARA VENCER O MEDO!

3. MODERAÇÃO
II Timóteo 1:7 Porque Deus não nos deu o espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação.
Aqui, o significado da palavra traduzida para moderação, creio, é surpreendente:
G4995 σωφρονισμός sōphronismos so-fron-is-mos' derivando de G4994; disciplina, ou seja, domínio próprio: - mente sã ou sadia.
G4994 σωφρονίζω sōphronizō so-fron-id'-zo derivando de G4998; fazer a mente sadia ou sã, ou seja, (figuradamente) disciplinar ou corrigir: - ensinar a ser sóbria.

Ou seja, uma mente sadia. Pensamentos reais sobre a vida. Sobriedade!
Normalmente, quando encontramos alguém com medo, se nós não temos medo da mesma coisa, nos parece que a pessoa está tendo visões ou lidando com algo que não é verdadeiro...
Para algumas pessoas, por exemplo uma lagartixa pode assumir proporções de um Tiranossauro Rex, enquanto para mim, é um bichinho pequenino que posso pegar nas mãos...
A forma de alguém lidar com a causa do seu medo é muito diferente da de quem não tem medo.
Não é verdade?
Poderíamos, então, até comparar com pessoas sob influência de drogas ou álcool.
Uma pessoa alterada desta forma, fica sem uma percepção clara e consistente da realidade.
Diferente de quem está sóbrio. Com isso em mente, vamos entender Paulo melhor, neste texto a Tito, em que ele usa a mesma palavra grega:

“Porque a graça de Deus se manifestou, trazendo salvação a todos os homens, ensinando-nos, para que, renunciando à impiedade e às paixões mundanas, vivamos no presente mundo SÓBRIA, e justa, e piamente”.
Tito 2:11-12

Veja qual foi a palavra traduzida aqui como “sóbria”:
G4996 σωφρόνως sōphronōs so-fron'-oce Advérbio de G4998; fazer a mente sadia ou sã, ou seja, (figuradamente) disciplinar ou corrigir: - ensinar a ser sóbria...
Sim, encontramos aqui mais um recurso dado por Deus!
MODERAÇÃO, SOBRIEDADE, SAÚDE MENTAL PARA VENCER O MEDO!
Desta forma, com estes recursos, e, claro, pela fé na Palavra por que Fiel é Deus, que falou e fará, poderemos vencer qualquer manifestação de medo em nossas vidas...
Mas...
E o fim do medo?
Vai acontecer algum dia?
Quando será?
Segundo a Bíblia, o último texto que fala sobre medo, é no dia do Juízo, um momento futuro, após o tempo em que vivemos, e alguns eventos mais.

“Mas, quanto aos medrosos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos adúlteros, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago ardente de fogo e enxofre, que é a segunda morte”.
Apocalipse 21:8

Os medrosos serão julgados pelo fato de que optaram por ficar presos no medo, sem receber o suprimento dado por Deus na cruz do calvário.
Para vencer o medo. Para vencer a morte. Para vencer o pecado. Para glorificar a Deus.
Para ter poder para pregar a outros. Para estar cheio de amor para ser aperfeiçoado.
Para ser sóbrio e ter uma mente sadia...
Deus com Sua tremenda sabedoria nos revela o fim do medo um pouco antes de termos acesso ao Caminho de volta ao Éden...
Ao mesmo lugar do qual Adão foi expulso após o pecado.
Após sentir medo...
Que você e eu possamos estar juntos naquele Dia!
Veja aqui abaixo o contexto completo do texto que publiquei acima:

“E vi um novo céu e uma nova terra. Porque já se foram o primeiro céu e a primeira terra, e o mar já não existe. E vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que descia do céu da parte de Deus, adereçada como uma noiva ataviada para o seu noivo. E ouvi uma grande voz, vinda do trono, que dizia: Eis que o tabernáculo de Deus está com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e Deus mesmo estará com eles. Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas. E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E acrescentou: Escreve; porque estas palavras são fiéis e verdadeiras. Disse-me ainda: está cumprido: Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem tiver sede, de graça lhe darei a beber da fonte da água da vida. Aquele que vencer herdará estas coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho. Mas, quanto aos medrosos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos adúlteros, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago ardente de fogo e enxofre, que é a segunda morte.
Apocalipse 21:1-8

“E mostrou-me o rio da água da vida, claro como cristal, que procedia do trono de Deus e do Cordeiro. No meio da sua praça, e de ambos os lados do rio, estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a cura das nações. Ali não haverá jamais maldição. Nela estará o trono de Deus e do Cordeiro, e os seus servos o servirão, e verão a sua face; e nas suas frontes estará o seu nome. E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de luz de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os alumiará; e reinarão pelos séculos dos séculos. E disse-me: Estas palavras são fiéis e verdadeiras; e o Senhor, o Deus dos espíritos dos profetas, enviou o seu anjo, para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer. Eis que cedo venho; bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro.
Apocalipse 22:1-7

Sim, o convite é para vencermos o medo. Definitivamente!
Em Nome de Jesus.
Você crê?
Deus abençoe...


Haroldo Maranhão

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

A ESPERANÇA QUE SE ADIA... MEDITANDO EM PROVÉRBIOS


“A esperança que se adia faz adoecer o coração, mas o desejo cumprido é árvore de vida." 
Provérbios13:12

Talvez eu vá propor um ponto diferente do que você crê, ou do que já ouviu até aqui, mas ainda assim, mesmo correndo algum risco, quero compartilhar algo que tem feito sentido ao meu coração...
Segundo sabemos pela Bíblia, fomos criados à imagem e semelhança de Deus. Em assim sendo, creio que diversos aspectos do que afeta nossa vida aqui, dizem respeito ao que se perdeu pela queda da humanidade, pelo pecado.

Entretanto, creio que ainda faz parte de uma certa "memória genética ou espiritual" que ainda temos em algum lugar interior, que é associada ao que se perdeu, que não sabemos ou percebemos racionalmente, mas sentimos...
Não conseguimos expor em palavras, mas, inegavelmente estão em nós. 
Deixe-me prosseguir...
Deus não tem problemas para realizar o que deseja, pois Ele reina! 
TUDO o que Ele deseja acontece exatamente como planejou, e, pelo poder da Sua Palavra, vem à existência e se cumpre. SEMPRE.
Assim sendo, quando fomos criados no Éden, À imagem e semelhança de Deus, ainda em nosso estado original de perfeição, antes do pecado, este potencial também estava em nós!
Andando COM Deus, e EM Deus, e vivendo segundo a Sua Palavra, todos os nossos desejos seriam sempre alinhados com a Sua Vontade... e da mesma maneira, todos se cumpririam. Sempre!
Prosseguindo, quando o pecado entrou na humanidade, além da separação de Deus, da expulsão do Jardim do Éden, da maldição da morte, e da deterioração de nossos corpos humanos agora mortais, perdemos muita coisa que nem mesmo sabemos. Nem imaginamos. 
E este é o motivo pelo qual eu creio que a frustração de não conseguirmos realizar tudo o que queremos, faz pessoas adoecerem e sofrer. E isso também faz parte das consequências do pecado.
Não creio que neste sistema caído em que vivemos possamos resgatar o que fomos criados para ser originalmente, mas sim, creio que isso acontecerá a partir do arrebatamento da Noiva, e será manifesto posteriormente, no milênio e na eternidade. Entretanto, somos chamados a ser transformados pela renovação da nossa mente hoje.
E sim, eu creio que SE alinhamos nossa vida e nossos desejos com a Palavra de Deus, veremos aqueles que são alinhados com A Palavra cumpridos no tempo correto. Sim, eu creio que a manifestação da Vida de Deus em nossas vidas, é um convite para nos levar além...
E eu também creio que quando nos frustramos com a demora ou não cumprimento de algo que desejamos, Ele nos supre com Seu Eterno amor, e com a lembrança e perspectiva de que as coisas aqui são passageiras.
Assim, meu convite ou lembrete para hoje é: não ande ansioso de coisa alguma. Não pense que o que "acontece ou não acontece" aqui realmente vai mudar o mundo... ou mesmo a sua vida definitivamente.
O que mudará o mundo e a nossa vida, é a vida eterna em Cristo Jesus.
O que muda mesmo o mundo e a nossa vida hoje, é o que é espiritual, em Deus. Aqui, neste sistema em que vivemos, TUDO vai passar, e NADA material que possamos conquistar aqui levaremos para a eternidade...
Nossas frustrações desta vida serão completamente esquecidas em um tempo futuro que se aproxima, pela realidade da vida com o Senhor, na Sua Presença
O que levaremos para a eternidade é o que é eterno, o que é espiritual, o que é do Reino. Nada do que é natural irá conosco.

“Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação, não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas”.

II Coríntios 4:16-17

Assim sendo, ajuste seu foco. Estou lutando firmemente para mudar o meu.
Deus abençoe!


Haroldo Maranhão

sábado, 17 de junho de 2017

CUIDADO! CRIANÇAS...

Resultado de imagem para cuidado crianças


É muito comum encontrarmos esse tipo de sinalização como uma advertência aos motoristas quando há crianças por perto e, acho bem importante que assim seja feito.
Não adianta "dizer somente" o que se deve ou não fazer . . .
Mas nossa atenção com as crianças deve ir muito além "do trânsito"...
Precisamos mostrar com nosso procedimento: palavras, caráter, perdão, limites, dignidade, cidadania, e acima de tudo (sempre) AMOR a DEUS!

Em Marcos 10:14 JESUS nos adverte:
“Deixem vir a MIM as crianças, NÃO as impeçam"!

A ausência de bons exemplos, de dedicação e zelo no que diz respeito à educação das crianças, é um empecilho para que elas se desenvolvam de maneira saudável.
A ausência do ensino da Palavra, da oração, da adoração nos lares, é um empecilho para que elas aprendam que há um DEUS VIVO, que é merecedor de toda honra, glória e louvor. Um DEUS que as ama e se importa com elas.
Que possamos aplicar em nossas vidas e lares o mandamento que o SENHOR nos
apresenta em Deuteronômio 4:9-10

"Apenas tenham cuidado! Tenham muito cuidado para que vocês NUNCA se esqueçam das coisas que os seus olhos viram; conservem-nas por toda a sua vida na memória. Contem-nas a seus lhos e a seus netos....reúna o povo diante de MIM para ouvir as MINHAS PALAVRAS, a m de que
APRENDAM a ME TEMER enquanto viverem sobre a terra, e as ENSINEM a seus FILHOS".

No amor de CRISTO,

Fúlvia Maranhão