domingo, 17 de julho de 2016

MANHÃS DE DOMINGO - 17 DE JULHO DE 2017


Manhãs de Domingo…

Momento em que, em muitas casas, começa uma luta. Interior e entre os familiares...
Momento em que alguém diz: “se brigamos durante a semana, de que adianta ir domingo na igreja? É hipocrisia"!
Necessário ir assim mesmo, porque se não forem, farão o jogo do inimigo de nossas almas…
Precisam ir justamente para se encher da presença de Deus, da Palavra de Deus e da oração a Deus, para haver arrependimento, perdão e transformação, justamente para vencerem as brigas!
Momento em que chega "alguém para uma visita surpresa" e, em vez de se convidar este amigo ou mesmo parente para ir à igreja porque é um momento tão importante na vida, muitos abrem mão de ir "em atenção" a quem chega sem avisar… 
Como se prestar culto a Deus fosse algo absolutamente descartável, enquanto o “culto à amizade ou ao relacionamento com pessoas seja tão mais importante…
Momento em que alguém diz: “estamos com as contas atrasadas, as finanças estão tão apertadas"… onde está Deus? 
Não temos motivos para ir na igreja… Como se não fosse O Senhor O Provedor de todas as coisas… 
Estar longe dEle neste momento é crer que com seu braço humano alguém conseguirá resolver algo, como se não fosse mais importante e necessária a bênção do Senhor… E mais…
Se alguém busca a Deus apenas por aquilo que Ele dá, realmente não entendeu NADA acerca de Quem Ele é!
Momento em que alguém diz que não irá porque "está cansado"…
E deixará de encontrar a Jesus, Aquele que convida a todos os que estão cansados, sobrecarregados e oprimidos, para que Ele sim, os alivie… para que encontrem descanso para as almas…
Momento em que haverá uma luta imensa para se não ir… 
Mas, talvez, se o programa fosse um churrasco, um teatro para as crianças, um cinema, um jogo de futebol, uma ida ao Shopping, um passeio na praia, um passeio na cidade, QUALQUER OUTRA COISA, tudo daria certo… 
E todas aquelas situações que propus como exemplos acima seriam resolvidas ou deixadas de lado...
Pergunto: você crê realmente que deve prestar um culto a Deus porque Ele é Deus, e digno de receber toda glória, honra, poder e louvor? Ou há outro deus em sua vida, diante dEle que é mais merecedor de sua atenção?
Lembre que idolatria segundo a Bíblia não é apenas aquela associada a imagens, mas ao nosso coração.
Que não tenhamos outros deuses diante dEle… e se Ele é O nosso Deus, vamos prestar adoração aO Único que é digno.
Sim, prestemos culto todos os dias, em todas as situações, em cada momento de nossas vidas, fora da reunião da igreja.
Mas lembremos que reuniões de celebração do Seu Nome foram instituídas por Ele, E não porque Ele precisa…
Mas porque Ele é digno! E porque nós precisamos!
Deus abençoe… Bom domingo!

domingo, 10 de julho de 2016

MANHÃS DE DOMINGO - 10 de JULHO DE 2017



Manhãs de domingo...
Tempo para reunir com os irmãos para ouvir, aprender, compartilhar, testemunhar acerca da vida de Jesus Cristo em nós.
Para celebrar adoração em Seu Nome ao Pai. Pelo Espírito Santo. Pela Palavra.
Meditar acerca de Seus ensinos sobre O Reino! E mais, acerca de Sua volta.
Sim, Ele disse que vai voltar! Prometeu!
Vamos relembrar Suas promessas...
Ele disse, enquanto estava vivo, que morreria. Morreu.
Que ressuscitaria ao terceiro dia. Ressuscitou.
Que iria para O Pai. Foi.
Que nos daria O Espírito Santo. Deu.
Que estaria conosco todos os dias até a consumação dos séculos. Tem estado.
Que voltará. Estamos aguardando com toda a segurança e expectativa.
Afinal, Ele não falhou com nenhuma de Suas promessas.
Porque agora seria diferente?
Assim, saia de casa, e vá se reunir com pessoas que creem em Jesus O Cristo para tudo nesta vida.
Não há nenhum lugar melhor para estar SE realmente Jesus significa algo para você.
E, claro, reúna com pessoas que também aguardam e amam a Sua vinda.
Este é a promessa de Suas Palavras mais importante para ser cumprida nesta geração.
Bom, pelo menos eu creio... Você crê?
Deus abençoe... Bom domingo!

domingo, 29 de maio de 2016

MANHÃS DE DOMINGO - 29 DE MAIO DE 2016


Manhãs de domingo...
Para mim, sempre necessário ir a um culto na igreja, para ser exposto à Palavra, porque, sinceramente, preciso sempre ser confrontado com quem eu era, com o Haroldo que morreu, mas que ainda tenta se fazer presente...
Edificando o novo Homem, a vida do próprio Cristo que agora habita em mim, e que deve Se manifestar para que eu agrade ao Pai...
Fazer morrer a carne, alimentar o espírito para que esta nova vida seja visível.
Que esta vida nova se manifeste para a glória de Deus Pai.
Sem pregação da Palavra, não há como esta transformação e manifestação acontecer.
Sem a revelação do Espirito Santo e pela Palavra do pecado em minha vida, não há como eu ser corrigido, confrontado, transformado.
Sim, eu sei que hoje em dia não é mais “religiosamente/politicamente correto” pregar sobre o que a Bíblia diz que é pecado, pois quase tudo o que é pecado “ofende alguém”...
Normalmente, o próprio pecador...
E falar sobre pecado hoje é considerado ofensivo, religioso, um julgamento, ou falta de amor...
E assim, se eu permanecer imerso neste ambiente religioso evangélico contemporâneo que vem sendo criado, o “velho Haroldo” vai se sentir “confortável” na igreja, e na vida...
Pois, afinal de contas, ele até que não era tão ruim assim...
Bem, com certeza, para as pessoas que o conheceram, até que não.
Mas sem sombra de dúvidas, para O Senhor Deus, do alto de Sua Santidade, insuportável.
Porque o Seu padrão é muito mais alto que a humanidade considera aceitável.
Mas sim, Ele me amou... e sinceramente, eu não entendo...
E me amou tanto que ofereceu a vida de Cristo para me resgatar, pois esta seria minha única possibilidade... E Cristo aceitou ir à cruz em meu lugar, por me amar.
E o Espírito Santo me iluminou para que eu recebesse este amor e esta revelação...
Assim que não sou mais meu, mas dEle... E fui liberto para O servir.
Sou chamado para ser transformado na pessoa que a Sua Palavra me chama a ser, e não naquela que o evangelho apóstata dos últimos dias considera “razoável e confortável”. 
Bem, são dias difíceis para ser realmente transformado.
São dias difíceis para observar no que a igreja está se transformando.
São dias difíceis para eu olhar no espelho e perceber como eu ainda estou como estou, e não como eu deveria estar “pelo tempo decorrido” segundo A Palavra.
Que Deus me ajude e abençoe.
Que Sua Palavra me confronte a cada dia.
Que eu seja perdoado quando arrependido, transformado quando permitir que Ele o faça, para ser edificado e conduzido por Ele e a Ele todos os dias.
Até Aquele Dia! Que se aproxima rapidamente... cada dia mais...
Deus abençoe. Bom domingo...

domingo, 1 de maio de 2016

MANHÃS DE DOMINGO




Manhãs de domingo…
Na ceia: "Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha”. I Coríntios 11:26
Na expectativa: "E, estando eles com os olhos fitos no céu, enquanto Jesus subia, eis que dois varões vestidos de branco se puseram ao lado deles e lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando para as alturas? Esse Jesus que dentre vós foi assunto ao céu virá do modo como o vistes subir”. Atos 1:10 e 11
Na promessa até aquele Dia: "Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século”. Mateus 28:19-20
Na promessa daquele Dia, fechando a Bíblia: "Aquele que dá testemunho destas coisas diz: Certamente, venho sem demora. Amém! Vem, Senhor Jesus! A graça do Senhor Jesus seja com todos”. Apocalipse 22:20 e 21
Sim, na Bíblia encontramos promessas de Jesus sobre a Sua volta.
Sim, aguardar este dia é uma das mais importantes doutrinas ensinadas na Bíblia.
Saber que Ele vem, me enche de esperança quanto mais vejo que o mundo se deteriora.
Saber que Ele vem, me confronta quanto ao meu pecado, para que eu me arrependa dia a dia, e não fique envergonhado na Sua vinda…
Saber que Ele vem, me enche de alegria quando me reúno com os irmãos para “ensaiar” a adoração do céu…
Saber que Ele vem, me preocupa quando vejo o que parte da igreja destes dias não tem sido ensinada sobre isso, não tem interesse, não espera, não crê, ou nem mesmo anseia que Ele venha, pois tem mais interesse em coisas passageiras que nas eternas…
Saber que Ele vem, e observar o que observo diariamente, porque creio, me dá um senso de urgência ao perceber que o tempo finda…
Saber que Ele vem, me leva a sair de casa e reunir com quem crê.
Para celebrar Sua volta na ceia, junto com os meus irmãos…
Para renovar nossa expectativa, com olhos fitos no céu em meio à adoração, crendo que Ele nos ouve e recebe…
Para receber Seus recursos espirituais diários, necessários para a vida até a consumação do século, pela Palavra e pela oração…
Para relembrar que certamente Ele vem, pela pregação desta verdade!
Maranata, vem Senhor Jesus!

sábado, 23 de janeiro de 2016

MEDITAÇÕES DE 2 DE NOVEMBRO DE 2015 A 15 DE JANEIRO DE 2016



Bem amigos aqui do Blog, estava muito atrasado com as meditações de Provérbios.
Aqui eu tenho acumulado dos capítulos 24 até 26, onde estou agora.
Passaram-se mesmo muitos dias desde que publiquei aqui o que tenho compartilhado no meu Facebook. Na verdade, dois meses!
Se você acompanha este conteúdo, aqui há uma sequencia de quase dois capítulos, verso a verso, com alguma inspiração para a vida diária.
Oro para que seja bênção para a sua vida...
Ou ainda para sua célula ou pequeno grupo.
Se for bênção na sua vida e na de mais alguém, sou muito grato a Deus por isso.
Deus abençoe!


“Quando cair o teu inimigo, não te alegres, e não se regozije o teu coração quando ele tropeçar; para que o SENHOR não veja isso, e lhe desagrade, e desvie dele a sua ira”. Provérbios 24:17-18

Muitos (não você, nem eu...) tem a vontade de, ao observar algum “desafeto” em problemas, comemorar dizendo: “Deus é justo!”. Se for na presença de uma “testemunha”, melhor...
E sim, Ele é absolutamente Justo! Mas precisamos lembrar que não necessariamente este “desafeto” está 100% errado enquanto nós 100% certos... embora esta seja nossa maneira “justa” de ver a nossa própria vida e a dos outros...
Esta palavra de advertência está reforçada e aprofundada, creio, pelo ensino de Jesus registrado em Mateus 4:23, quando Ele nos diz que “com a medida com que medirmos, seremos medidos...” E lembre-se que O Senhor é O Supremo Juiz!
Comemorar algo de mal que aconteça a alguém que nos tenha feito algum mal, nos expõe ao mesmo juízo... Nem pensar em desviar a ira de Deus... misericórdia!
Convido a que você reveja a meditação de ontem, que faz parte deste mesmo contexto de pensamentos, pois O próprio Senhor julgará nossa situação quando confiamos nEle!
Que a Sabedoria da Palavra do Senhor ocupe nossos pensamentos e sentimentos, e a nossa maneira de tomar decisões ao longo da nossa vida diária.
Que O Espírito Santo de Deus avive em nós a Sua Palavra para que Lhe sejamos agradáveis com o que vai no nosso coração e por este motivo influencia tudo o que fazemos. Deus abençoe. Bom dia!


“Não te ponhas de emboscada, ó perverso, contra a habitação do justo, nem assoles o lugar do seu repouso, porque sete vezes cairá o justo e se levantará; mas os perversos são derribados pela calamidade”. Provérbios 24:15-16

Muitos vivem em meio ao medo, mesmo servindo ao Deus vivo! Eventualmente por que não sabem realmente no que creem...
O problema é alguém saber, mas não crer...
Davi que conhecia O Senhor, e cria, perguntou: “O Senhor está comigo... o que me poderá fazer o homem”? (Salmo 118:6)
Jesus afirmou com todas as letras: “... não temam o que pode tirar a vida, mas sim, Aquele que pode fazer perecer o corpo e a alma no inferno”... que não, não é satanás, mas sim, é O Senhor Deus, O Todo Poderoso! (Mateus 10:28)
No texto de hoje vemos que O Senhor é Quem afirma aos que nEle confiam, e entregam seus direitos a Ele, (Romanos 12:17-21), que: “... minha é a vingança, eu retribuirei...”
Assim, que aqui, no texto de hoje, encontramos esta verdade também conhecida por Salomão... Se somos justificados em Cristo, O Senhor nos levantará ao longo de nossas vidas, mesmo que alguém venha a naufragar sete vezes...
Mas Ele alerta aos perversos a não mexerem com aqueles que são dEle!
Seja Ele nosso Senhor para sempre! E descansemos ao longo de nossos dias aqui...
Deus abençoe. Bom dia!


“Filho meu, saboreia o mel, porque é saudável, e o favo, porque é doce ao teu paladar. Então, sabe que assim é a sabedoria para a tua alma; se a achares, haverá bom futuro, e não será frustrada a tua esperança”. Provérbios 24:13-14

O Senhor espera que consideremos saborear a Sua Sabedoria como o mel, e o favo... por que saudáveis e doces. E os que acham a sabedoria terão bom futuro e certa a esperança...
A questão é que as pessoas ao longo dos séculos procuram sabedoria em pessoas, homens, culturas, religiões, artes, ciência, e toda sorte de lugares errados, porque humanos. Enquanto isso, Paulo nos revela que todos tesouros de Sabedoria estão ocultos em Cristo... “Cordeiro conhecido desde a fundação do mundo!”
Colossenses 2:2-3 “para que o coração deles seja confortado e vinculado juntamente em amor, e eles tenham toda a riqueza da forte convicção do entendimento, para compreenderem plenamente o mistério de Deus, Cristo, em quem todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento estão ocultos”.
E embora Cristo, a Fonte da Sabedoria de Deus esteja revelado na Palavra, ainda assim, muitos continuarão procurando em outros lugares... E você?
Deus abençoe... bom dia!


"Livra os que estão sendo levados para a morte e salva os que cambaleiam indo para serem mortos. Se disseres: Não o soubemos, não o perceberá aquele que pesa os corações? Não o saberá aquele que atenta para a tua alma? E não pagará ele ao homem segundo as suas obras?” Provérbios 24:11-12

Necessário apresentar o verso de hoje na sequência ao de ontem, para que possamos ter uma ideia mais completa deste conteúdo tão importante! (…pelo menos na minha opinião…)
Se o texto de ontem fala acerca dos que caminham e cambaleiam para a morte, o de hoje nos dá uma visão do que ocorre após a morte, com aqueles que encontram com Deus e não com O Pai… A mensagem revelada aos que estamos "do lado de cá", foi clara e explicitamente pregada por Jesus, na mesma revelação do texto de hoje, mas ampliada, inspirado pelo Espírito Santo…
Em Mateus 7:21-23 lemos: "Nem todo que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade."
A questão para a eternidade não está relacionada a obras que foram feitas por aqui, nem que sejam feitas até mesmo “em Nome de Jesus”, como está claro em ambos os textos.
A questão para a eternidade está relacionada a ouvir uma pregação do evangelho que gere arrependimento profundo e definitivo, uma confissão de fé pública e continuada em Jesus Cristo, busca pela obediência à Palavra de Deus diariamente, comunhão com o Espírito Santo pela oração, batismos nas águas e no Espírito, frutos de arrependimento, frutos de justiça, pessoas convertidas pelo poder do Espírito Santo manifesto na nossa pregação, prazer na Palavra, na adoração, e na comunhão dos irmãos por fazer parte de uma igreja local em plena comunhão e sujeição.
Ir à igreja, ser um “bom crente”, cantar louvores, fazer boas obras segundo a impressão do pastor, dar dízimo, conhecer “um pouco” da Bíblia, prosperar financeiramente e receber milagres pode levar muitos a serem enganados nesta vida, e fazer com que ao chegarem do outro lado, ao entenderem o que realmente aconteceu, o quão errados andaram, digam: “mas nós não sabíamos!”…
Avalie sua vida… cheque profundamente o que você crê e em que fundamenta a sua fé, porque se você está lendo este texto, ainda há tempo e esperança… mas talvez não muito mais...
Deus abençoe… Bom dia!


"Ao que cuida em fazer o mal, mestre de intrigas lhe chamarão”. Provérbios 24:8

Sabe qual é o ponto mais triste deste texto de hoje?
É que eu percebi que alguém ser considerado um "mestre de intrigas" hoje em dia, nem parece mais ser algo tão grave assim…
Precisamos estar em outro rumo! Cuidemos de fazer o bem!
"Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus”. Mateus 5:9. Deus abençoe… Bom dia!


“Os desígnios do insensato são pecado, e o escarnecedor é abominável aos homens”. Provérbios 24:9

Segundo a Palavra, nos Salmos “gêmeos” (sim, os salmos inteiros) 14:1 e 53:1, insensato é todo aquele que não crê na existência de Deus.
E, claro, por este motivo, seus planos, desejos e caminhos são pecado pois não levam Deus em consideração. Por este motivo conduzem ao pecado.
Mas até aí, “tudo bem”, pois não precisa obedecer à Palavra de Deus, pois não crê... Embora possa ser até mesmo muito ético, segundo valores morais humanos.
O problema é quando algum de nós, que dizemos conhecer a Deus, temer a Deus, que Ele é nosso Senhor, agimos como se Ele "não existisse", quando decidimos entrar e cair em uma tentação. Agimos como insensatos, não é verdade?
Que Deus nos livre e que o temor do Senhor, e que a reverência à Sua onipresença nos afaste do pecado, pela Palavra e pelo Espírito Santo! Que Ele não nos deixe nem mesmo entrar em tentação. 
Não sejamos insensatos, mas sábios aos olhos do Senhor... Deus abençoe... Bom dia!


“Se te mostras fraco no dia da angústia, a tua força é pequena”. Provérbios 24:10

Este texto nos parece óbvio quando estamos vivendo no momento em que “tudo vai bem” ao nosso redor...
Mas quando estamos em meio à angústia, parece não fazer sentido.
Sim, porque se algum de nós se encontra em meio a angústia de uma provação ou sofrendo as dores que sobrevém como consequência dos próprios pecados, tende a pensar que “assim já está demais”...
Que está insuportável... Que Deus precisa fazer algo...
Que precisa de alívio, pois não há mais como prosseguir...
E neste caso, segundo o texto de hoje, erra em pensar assim, pois o texto é claro. Esta é a hora de entender qual o tamanho de nossa força...
Afinal, estar bem quando tudo vai bem, não traz "vantagem alguma", pois os recursos disponíveis na Palavra seguem na linha oposta.
Por exemplo: “... Diga o fraco eu sou forte!” (Joel 3:2) e ainda que “... quando sou fraco, então, é que sou forte” (II Coríntios 2:10) são textos que seguem na contramão da lógica humana.
Porque o sistema do Senhor Deus ver nossa vida é completamente diferente daquele que nossa carne vê.
Por este motivo, conhecer a Cristo é conversão.
Por este motivo, precisamos ser “transformados pela renovação da nossa mente”.
Por este motivo, precisamos ter fé para acessar os recursos do Senhor. 
Que não são visíveis aos olhos naturais, mas sim, aos espirituais. 
Que em Cristo nos permitem ser mais que vencedores nestas situações.
E se você está em meio a angústia nestes dias tão difíceis, minha oração é para que você seja fortalecido em Nome de Jesus. Que seja grande a sua força!
Deus abençoe. Bom dia!


"A sabedoria é alta demais para o insensato; no juízo, a sua boca não terá palavra." Provérbios 24:6

Segundo A Palavra, como já compartilhei aqui antes, insensato é todo aquele que rejeita a idéia da existência de Deus. Salmo 14:1a "Diz o insensato no seu coração: Não há Deus.”
Sim, porque segundo Paulo, a realidade de Deus, a Sua salvação e, principalmente, a obra de Jesus Cristo na cruz, são “loucura” para os “sábios" deste mundo…
"Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não o conheceu por sua própria sabedoria, aprouve a Deus salvar os que crêem pela loucura da pregação. Porque tanto os judeus pedem sinais, como os gregos buscam sabedoria; mas nós pregamos a Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os gentios; mas para os que foram chamados, tanto judeus como gregos, pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus. ” I Coríntios 1:21-24
Em algum momento da história da igreja, passamos a tentar “facilitar" para as pessoas a compreensão da obra de salvação, porque alguns entenderam ser necessário “ajudar a Deus” para que as pessoas pudessem conhecer a Cristo com estratégias humanas...
Em nome de muitas coisas aparentemente boas como “o amor sem pregação”, “a modernidade necessária para a pregação”, “o marketing aplicado a realidades espirituais” e outras estratégias humanas que não levam o poder de Deus em conta, muitas pessoas tem passado pelas igrejas sem ouvir a pregação do real evangelho… e seguem seus caminhos...
Pregação que sim, para muitos é loucura, mas segundo a Palavra de Deus, sabedoria de Deus! Terrível coisa fazemos quando barateamos o evangelho para “facilitar” a compreensão das pessoas… Elas não precisam compreender, mas sim, receber A revelação pelo Espírito Santo!
Isso não está em nós, mas em Deus, que é o maior interessado em alcançar aqueles que Ele tem, pois, afinal, a salvação em Cristo foi uma obra que nasceu nEle, e não em mim ou você…
Assim que nosso papel é pregar A Verdade que está na Palavra, e o convencimento vem de Deus. Não “simplifique” o texto bíblico, mas pregue a verdade, com ousadia, pelo Espírito, pois apenas assim a loucura se tornará sabedoria!
Aos insensatos que preferem crer na sabedoria humana rejeitando a divina, fica a dura palavra do texto de hoje, que, quando do Juízo, não terá palavras para se justificar… 
Muitos quando pregam o evangelho em nossos dias, também excluem a realidade do Juízo vindouro quando todos comparecerão perante O Senhor…
Naquele Dia, tristemente saberão que a frase que diz que “todos os caminhos levam a Deus” era sim, uma verdade, mas uma trágica verdade, porque naquele Dia encontrarão com O Senhor Deus, face a face, mas assentado no Trono de Juiz… 
E a base do julgamento não será sua sabedoria humana, mas sim, se receberam ou não Seu Filho!
"Jesus é O Caminho, A Verdade e A Vida… ninguém vai ao PAI, senão por Ele!" (João 14:6).
Sim, todos os caminhos levam a Deus, verdade dita por satanás… e isso é uma tragédia. Apenas Jesus leva aO Pai! E encontrar com O Senhor Deus, Todo Poderoso como Pai, é a maior bênção que alguém possa encontrar nesta vida, e por toda a eternidade. Bom dia! Deus abençoe…


“Mais poder tem o sábio do que o forte, e o homem de conhecimento, mais do que o robusto”. Provérbios 24:5

"Os caminhos  e pensamentos do Senhor são mais altos que os nossos", como Ele mesmo nos revela em Sua Palavra...
Assim que, embora a história, o cinema e a literatura humanos tenham consagrado personagens que com alguma sabedoria e perspicácia humanos até venceram situações contra instituições mais fortes, isso longe está da verdade espiritual do princípio de hoje, porque mais altos que as fábulas ou sabedoria humana.
A Palavra nos revela que "o temor do Senhor é o princípio da Sabedoria"... e que "O Conhecimento do Santo Senhor, prudência..."
Assim que o Seu poder vai se manifestar na vida dos que nEle creem, e que confiam plenamente em Sua Palavra para enfrentar situações difíceis, ou mesmo, humanamente impossíveis.
Digo que todos os que confiam no Senhor “são mais que vencedores”, embora a história “visível ou conhecida porque registrada” acerca destes possa não registrar esta vitória, que, sim, é eterna.
Para ilustrar o que digo, escolho deixar aqui a parte final do conhecido capítulo 11 de Hebreus, batizada de “Galeria dos Heróis da Fé”, quando o autor da carta, ao concluir seu texto, cita os últimos personagens de destaque pelo nome, e entra na galeria dos “anônimos”, ou “desconhecidos na terra, mas famosos no céu”!
Pessoas das quais eventualmente suas histórias foram poderosas em vitórias conhecidas e visíveis, mas muitos também deixaram este mundo em aparente humilhação terrena, mas são ainda mais vencedores, por terem sido, creio, recebidos de pé nos céus, como Estevão, primeiro mártir da igreja conforme relato em Atos, o foi. Homens e mulheres dos quais o mundo não é digno.
Hebreus 11:32-40 “E que mais direi? Certamente, me faltará o tempo necessário para referir o que há a respeito de Gideão, de Baraque, de Sansão, de Jefté, de Davi, de Samuel e dos profetas, os quais, por meio da fé, subjugaram reinos, praticaram a justiça, obtiveram promessas, fecharam a boca de leões, extinguiram a violência do fogo, escaparam ao fio da espada, da fraqueza tiraram força, fizeram-se poderosos em guerra, puseram em fuga exércitos de estrangeiros. Mulheres receberam, pela ressurreição, os seus mortos. Alguns foram torturados, não aceitando seu resgate, para obterem superior ressurreição; outros, por sua vez, passaram pela prova de escárnios e açoites, sim, até de algemas e prisões. Foram apedrejados, provados, serrados pelo meio, mortos a fio de espada; andaram peregrinos, vestidos de peles de ovelhas e de cabras, necessitados, afligidos, maltratados (homens dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos, pelos montes, pelas covas, pelos antros da terra. Ora, todos estes que obtiveram bom testemunho por sua fé não obtiveram, contudo, a concretização da promessa, por haver Deus provido coisa superior a nosso respeito, para que eles, sem nós, não fossem aperfeiçoados”.
Sim, sábios e prudentes, e muito mais... vencedores para a eternidade.
Conhecidos do Senhor...
Que estes princípios nos fortaleçam a tomarmos a decisão de priorizar o conhecimento do Senhor e da Palavra neste novo ano que está adiante de nós.
Cada dia mais precisamos ser “poderosos no Senhor”, pois os dias vindouros não parecem tão ensolarados... e precisamos ser vitoriosos, através do Seu poder!
Deus abençoe. Bom dia.


“Com a sabedoria edifica-se a casa, e com a inteligência ela se firma; pelo conhecimento se encherão as câmaras de toda sorte de bens, preciosos e deleitáveis”. Provérbios 24:3-4

Bem, se voltarmos ao início do livro, vamos ver onde foi que Salomão edificou sua vida: Veja no capítulo 1:1-5: “Provérbios de Salomão, filho de Davi, o rei de Israel. Para aprender a sabedoria e o ensino; para entender as palavras de inteligência; para obter o ensino do bom proceder, a justiça, o juízo e a equidade; ...para dar aos simples, prudência e aos jovens, conhecimento e bom siso. Ouça o sábio e cresça em prudência; e o instruído adquira habilidade para entender provérbios e parábolas, as palavras e enigmas dos sábios. O temor do SENHOR é o princípio do saber, mas os loucos desprezam a sabedoria e o ensino”.
Sim, o ensino de seu pai trouxe a Salomão fundamentos eternos!
Resumidamente, todos os recursos para se edificar, firmar e equipar uma casa (por figura, uma vida), não vem das consultorias contemporâneas de gestão de recursos ou de prosperidade... O sistema do Senhor é o mais seguro.
Seu ensino trata da vida aqui, e conduz para a eterna...
A questão é que, como sempre, tudo em Deus será matéria de fé... E fé pressupõe que precisamos crer e praticar antes de receber... ou PARA receber.
E praticar os princípios da Sua Palavra em nossa vida diária são um desafio, uma decisão e uma disciplina... Sim, dia a dia, somos todos confrontados com a busca por segurança para o futuro a partir de planejamentos humanos...
Muitos se sentem mais seguros seguindo os conselhos dos consultores famosos e “best sellers” contemporâneos...
Mas... “Uns confiam em carros, outros em cavalos... nós faremos menção do Nome do Senhor”... Salmo 20:7
Sim, para a guerra da vida diária de 2016, nosso convite é para buscar a sabedoria da Palavra do Senhor para edificar, firmar e transbordar...
E neste dias de reflexão de final de ano, e de transição para o novo ano, é este conteúdo que deve ocupar nosso coração.
Afinal, de 2015 para 2016 nada vai mudar, senão os algarismos de "5" para "6", a não ser que nós mudemos.
Esta é a principal reflexão para hoje, que influenciará os 365 dias de 2016... e, principalmente, nossa eternidade!
Deus abençoe... Bom dia!


“Não tenhas inveja dos homens malignos, nem queiras estar com eles, pois o seu coração maquina violência e os seus lábios falam para o mal”. Provérbios 24:1-2

No cinema muitas vezes somos expostos a personagens dúbios, que fazem justiça com as próprias mãos, ou que prosperam financeiramente praticando crimes, ou mesmo em situações semelhantes em que, segundo a narrativa, há um “bom motivo” para agirem assim...
E muitos perfis distorcidos são apresentados nas novelas, peças de... teatro e no cinema. Estes perfis muitas vezes geram no coração das pessoas um desejo de ser como estes personagens... ou a exposição a estes perfis desperta justamente algo que já estava no coração.
Originalmente Deus nos criou para nos desenvolvermos por inspiração, segundo quem Ele é. Andar com Ele nos faria cada dia mais parecidos com Ele.
A queda pelo pecado nos afastou deste caminho, e satanás tem plantado ao longo da história modelos humanos malignos para conduzir muitos neste caminho de perdição.
A vinda de Jesus Cristo além de nos oferecer a salvação pela graça, por meio da fé, vem para nos oferecer outro modelo para inspiração...
Se transformados por Deus, temos recursos espirituais para “olhar firmemente para O Autor e Consumador da nossa fé”, e a “ter em nós o mesmo sentimento o que houve também em Cristo”...
O desafio atual é que as fronteiras estão sendo distorcidas, e o que era maligno já não é mais tão claro assim para muitos, e seguir Cristo enquanto modelo já parece que “também não precisa mais ser tão radical assim”...
Que O Espírito Santo de Deus nos conduza a toda a Verdade da Palavra, nos abra os olhos ao Real Modelo que nos deve inspirar, e que rejeitemos as sutilezas do dia a dia que procuram nos confundir e levar ao engano.
Que Deus nos abençoe com revelação quanto aos nossos pecados, e engano quanto a modelos que nos inspiram, para que sejamos conduzidos em segurança ao Seu encontro dia a dia até aquele Dia.
Que nos arrependamos com mais profundidade de nossos envolvimentos errados, nossos projetos equivocados, nossa desobediência à Palavra.
Que haja lugar de arrependimento para transformação.
Que nestes últimos dias de 2015 possamos fazer nossas auto avaliações para sermos transformados, aproveitando este momento de reflexão que o fim do ano nos trás.
Deus abençoe. Bom dia!


26 "Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos se agradem dos meus caminhos".
29 "Para quem são os ais? Para quem, os pesares? Para quem, as rixas? Para quem, as queixas? Para quem, as feridas sem causa? E para quem, os olhos vermelhos? Para os que se demoram em beber vinho, para os que andam buscando bebida misturada. Não olhes para o vinho, quando se mostra vermelho, quando resplandece no copo e se escoa suavemente. Pois ao cabo morderá como a cobra e picará como o basilisco. Os teus olhos verão coisas esquisitas, e o teu coração falará perversidades. Serás como o que se deita no meio do mar e como o que se deita no alto do mastro e dirás: Espancaram-me, e não me doeu; bateram-me, e não o senti; quando despertarei? Então, tornarei a beber. Provérbios 23:26-35
Na mesma sequência dos últimos dias, e agora finalizando toda esta sequência, somos convidados a estar imersos nos conselhos do Pai para que nos agrademos dos Seus caminhos…
E agora após a questão da mulher adúltera, mais uma vez encontramos em Provérbios uma advertência contra o vinho, e a bebida misturada…
A conclusão do texto acima, em que Salomão descreve como se sente quem é preso na bebida, parece fazer parte de cenas de nossos dias, quando a conclusão a que chega aquele que é preso ao vício, é, apesar de todo este mal estar e consequências, “tornarei a beber”…!
Bem, hoje em dia muitos cristãos, como já compartilhei aqui outras vezes, estão mais interessados em saber o quanto podem beber "sem pecar", do que pensar em como ficar longe da bebida para ser completamente livre…
Sei que muitos dizem que bebem apenas “socialmente”, e que bebem "apenas o quanto querem", e para estes fica aqui minha “provocação”, que já fiz certa vez a um grupo de amigos queridos…
Se é assim, se tem controle, então fique seis meses sem beber nada…
Demonstre para você mesmo que você tem esta liberdade… ou não...
E disse mais. Quem não consegue ficar nem seis meses sem beber, tem problema com alcoolismo e não sabe… ou sabe… e não quer enfrentar.
Bem, este texto de hoje chega com uma luva para tudo o que acontece, ano após ano, nas de "festas de final de ano"…
Meu convite, para você é: não estrague a festa de sua família ou de seus amigos bebendo demais… não passe vergonha nem estrague sua carreira nas festas de fim de ano de sua empresa… não acorde de manhã, descobrindo que daqui nove meses terá um bebê com alguém que não faz parte de sua vida para mais que uma noite… não constranja seus filhos, ao lhes apresentar um pai ou mãe que passa ridículo diante de amigos e parentes… não entristeça seus pais, fazendo com que tenham que ir buscar você em um lugar em meio a uma situação lamentável…
Abrace o outro Caminho, os caminhos que o Senhor propõe, que, Ele sabe, são os agradáveis! Muito mais agradáveis que o prazer passageiro da bebida.
Se você é mesmo de Jesus, você tem o poder pelo Espírito Santo de Deus, em Cristo, para vencer todas as coisas.
Antes de querer provar qualquer coisa para quem quer que seja, prove para você mesmo que as coisas podem ser diferentes, até por que o Senhor Deus conhece nosso coração. Ele sabe o que queremos, ou não, fazer…
Deus abençoe. Bom dia!


"Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos se agradem dos meus caminhos. Pois cova profunda é a prostituta, poço estreito, a alheia. Ela, como salteador, se põe a espreitar e multiplica entre os homens os infiéis. Provérbios 23:26-28

Ainda em meio aos pensamentos da meditação de ontem, vemos que não apenas o Senhor nos pede o coração, como ainda demonstra caminhos opostos aos seus…
Caminhos que para muitos até parecem “direitos, mas ao fim são caminhos de morte”…
Um dos caminhos distantes dos do Senhor são os caminhos da prostituta e da adúltera (aqui traduzida como “alheia”, ou seja, de outra pessoa)…
No mundo pessoas acreditam que sexo não causa nada demais, a não ser prazer momentâneo… E que afinal, porque a vida é curta, que mal há em viver aventuras sexuais? 
Bem, o Senhor Deus é O Criador do sexo, entre todas as coisas que Ele criou…
E Ele o criou para abençoar o casal que se une em aliança… além de gerar vida, filhos. Sim, o sexo torna ambos uma só carne e isso é mais profundo do que possamos entender.
Este conceito aparece em Gênesis 2:24, e é reforçado por Jesus em Mateus 19:5 e 6 e Marcos 10:8.
Paulo compara esta intimidade e unidade com a vida de Cristo e da Igreja em Efésios 5:31-33. Figura bela, profunda, revelando e comparando nossa intimidade e unidade com Ele, ao casal no sexo. Profetizando a nossa unidade com Cristo, pois somos chamados a sermos um só com Ele!
Mas Paulo, em I Coríntios 6:16-19, lança mais luz no princípio, ao nos revelar que quem se deita com uma prostituta se torna com ela uma só carne da mesma maneira que o marido e a mulher…
E pense comigo… Se esta prostituta ou mesmo esta adúltera já deitou com outros homens, se fez uma só com todos, que se fizeram uma só carne com tantas outras mulheres, e toda esta contaminação é maior do que parece, quando alguém vive um “simples caso”, ou apenas uma noite de prazer com outra mulher.
Todos os conselhos do Senhor em Sua Palavra são para nossa proteção, e não uma conversa religiosa careta, que precisa ser revista e adaptada à maneira que a sociedade hoje vive hoje…
Não, Seus princípios são eternos, abençoadores e criados para transformar a vida do que nEle crê.
Assim, que dar o coração ao Senhor, e ter prazer em Seus caminhos, em muitos aspectos, ou na maioria, será ir na direção oposta ao que o mundo vai ou diz que devemos ir…
E esta caminhada só pode vir a ser trilhada pela obediência e fé.
Que possamos nos fortalecer nEle pela Palavra, sabendo que Ele nos corrige por que nos ama, nos ensina, pois acredita nos tesouros que escondeu em nós e deseja manifestar… Ele quer que nossas vidas O glorifiquem.
Que cada dia possamos nos arrepender de nossos pecados, desobediências, incredulidades. Que ao começarmos o dia, possamos já decidir as mudanças que poremos em prática hoje.
Deus abençoe… Bom dia!


"Grandemente se regozijará o pai do justo, e quem gerar a um sábio nele se alegrará. Alegrem-se teu pai e tua mãe, e regozije-se a que te deu à luz. Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos se agradem dos meus caminhos. Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos se agradem dos meus caminhos.” Provérbios 23:23-26

Os textos bíblicos trazem sempre verdades naturais e espirituais “misturadas”.
As verdades espirituais influenciam a nossa vida diária, e natural, saibamos disso, ou não.
Tudo o que nos diz respeito ao Pai, enquanto eterno, afeta nossa vida diária aqui na terra. Por este motivo, somos chamados a focar no que é eterno e não no que é passageiro. A não amar o que há no mundo, senão o que vem de Deus.
A termos sim, as coisas, mas não sermos presos a elas...
Sim, vivemos no mundo, óbvio, e vamos desenvolver nossas vidas aqui e Deus sabe disso. Não precisamos explicar isso para Ele… 
Mas precisamos entender os Seus princípios eternos para que nossa vida aqui Lhe agrade.
Por ser segunda feira, lembro, por exemplo, que preciso ser o melhor profissional para quem me contratou e paga por meu trabalho. Pois isso é agradável a Deus.
Assim como preciso ser o melhor colega de trabalho para quem trabalha comigo. Isso Lhe agrada.
Se você é um patrão ou empregador, a maneira como trata quem trabalha para você precisa ir na mesma direção… pois agrada a Deus!
E assim, segundo o contexto de hoje, se Jesus, O Filho, agradou o Seu Pai em tudo o que viveu, também nós, focando na família, precisamos alegrar pai e mãe, quem os tem vivos! 
Pois isso agrada a Deus Pai! Que os pais se alegrem e tenham prazer também em seus filhos! Afinal, se somos transformados pela Sua vida, tudo o que somos deve refletir a Sua vida em nós.
Assim, focando na família, há uma bênção para filhos que, não apenas obedecem, mas honram pai e mãe… e este é o primeiro mandamento com uma promessa, promessa esta de vida longa e plena…
Mas seguindo na mesma direção, a terceira frase desta porção é a que me constrange o coração…
Vejo uma declaração amorosa e humilde do Senhor pedindo a mim, a você, o coração… Nos convidando a que observemos os Seus caminhos, e que nos agrademos deles! Sim, O Pai Se revela em amor aos que recebem o Seu amor…
Todos são amados por Ele, mas a maioria rejeita este amor, por não quererem andar nos Seus caminhos… que coisa impressionante! Nesta manhã, eu quero propor que possamos sim, entregar nosso coração e vida a Ele. 
Que recebamos seus caminhos e propósitos nesta vida, que nos conduzem a Ele na eternidade…
Que O Espírito Santo nos capacite a Lhe agradarmos ao caminharmos em Seus caminhos… Como um filho ao Pai. 
Deus abençoe. Bom dia…


"Grandemente se regozijará o pai do justo, e quem gerar a um sábio nele se alegrará. Alegrem-se teu pai e tua mãe, e regozije- se a que te deu à luz. Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos se agradem dos meus caminhos”. Provérbios 23:24-26

Bem, se você já passa por aqui há algum tempo, sabe que o que veio ao meu coração em julho de 2014 foi compartilhar verso a verso, neste espaço, meditações para nossa vida diária baseado no livro de Provérbios. Compartilhar o que faz parte de meu devocional diário…
E algumas vezes, dia a dia, alguns dos conteúdos está em mais de um verso, e, neste caso, procuro tratar todos juntos para facilitar nossa compreensão e ampliar o entendimento. É o que acontece nos próximos três versos. 
Neles encontramos conceitos que revelam a Cristo, Deus enquanto Filho de Deus, e a nós, enquanto originalmente criaturas, mas agora, muitos de nós, feitos filhos de Deus, em Cristo. Aqui o que me chama a atenção é perceber a alegria do Senhor em Seu Filho. Profeticamente.
Em Mateus 4:17, vemos a primeira manifestação pública de Deus em sua alegria com Seu Filho, que saía das águas do batismo: "E eis uma voz dos céus, que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo”.
E em Marcos 9:7, mais uma vez, no monte da transfiguração, e agora reforçando as Palavras ditas por Jesus: "A seguir, veio uma nuvem que os envolveu; e dela uma voz dizia: Este é o meu Filho amado; a ele ouvi".
E ainda Paulo nos revela a conclusão da relação do Pai com O Filho em Filipenses 2:5-11, após O Filho ter completado TODA a obra a que foi enviado a fazer, lemos: "Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando- se obediente até à morte e morte de cruz. Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai”.
Sim… por tudo o que O Filho, Jesus Cristo, O Justo (I João 2:1) fez, O Pai se regozijou, e, por ter Cristo Se humilhado e vencido, O Pai O exaltou! Acima de tudo e de todos…
E Paulo nos convida a termos em nós “o mesmo sentimento que houve em Cristo”!
Somos chamados a ser justificados em Cristo, e a crescer em Sua Sabedoria…
Bem, eu sei que alguns aspectos do evangelho de Cristo não são mais pregados, e, ao longo dos próximos tempos, serão menos ainda…
Mas eu quero crer, e compartilhar, enquanto posso, que precisamos ser transformados, e muito, para agradarmos aO Pai, se é que nascemos de novo…
Que O Espírito Santo de Deus nos confronte, conforte, fortaleça, corrija, inspire, e conduza ao Pai, para que naquele Dia não fiquemos envergonhados (I João 2:28)… mas sejamos aceitos! Deus abençoe… Bom dia!


“Compra a verdade e não a vendas; compra a sabedoria, a instrução e o entendimento.” Provérbios 23:23

Embora possa chocar a muitos “puristas”, é bíblico o conceito de que há um “comércio espiritual” abençoado! Mas este está relacionado a transações espirituais, que não envolvem, claro, dinheiro da terra...
Não há nada do céu que se possa comprar com dinheiro daqui... Até porque neste caso, o céu precisaria estar em “liquidação”...
Mas o texto de hoje nos convida não apenas a comprar a verdade, como comprar a sabedoria, a instrução e o entendimento, considerados aqui como “bens” ofertados por Deus no “mercado espiritual”...
Creio ser esta a mesma figura da parábola de Jesus em que somos chamados a “vender” tudo para “comprar” a pérola de grande valor! (Mateus 13:45-46)
Sim, embora sejamos nós aqueles que fomos comprados por preço, somos também desafiados e encorajados a abrir mão de qualquer coisa para comprar, dar valor e pagar, tudo o que diz respeito ao Seu Reino... E é um comercio literal, embora não seja necessariamente financeiro.
Sim, nós fomos comprados por um alto preço, O sangue de Jesus Cristo...
Mas me parece, que de repente, em algum lugar da história, o homem é que se tornou o “centro do universo”, e todas as coisas agora convergem nele!
Nada mais longe da verdade, pois sim, o Senhor Deus “fez convergir em Cristo, todas as coisas, tanto as do céu, como as da terra”! (Efésios 1:10).
Sim, o centro de todas as coisas é Cristo... 
Mas somos chamados a valorizar o seu reino, pois Ele é a própria Verdade (João 14:6), e dEle provém toda a sabedoria, instrução e conhecimento para nossas vidas.
Precisamos vender tudo o que temos para herdar a Cristo... a pérola de grande valor. Seu Reino e Seu Sistema...
Paulo, imerso em tanta revelação, considerou tudo como perda (na verdade, usou a palavra “esterco”) por conta da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus (Filipenses 3:8), Senhor nosso... Aliás, inacreditável alguém que diz conhecer a Cristo não ser constrangido a fazer o mesmo.
Sim, uma coisa é lutar com todas as forças para conseguir, arrepender quando falhar, mas persistir, considerando que nada mais há de valor que não Seu Reino...
Mas outra coisa é ignorar o convite, e viver de qualquer maneira, supostamente pela “graça” (equivocada), ignorando os valores atribuídos pela Palavra a tudo aquilo que Lhe diz respeito...
E diante disso, pergunto: onde foi que o Evangelho se tornou o “evangelho das coisas” e não de Cristo?
Porque a ênfase do Evangelho para muitos, se tornou vencer “NO” mundo e não mais “O” mundo? (I João 5:1, 5:4, 5:5)
Creio que foi porque alguns “venderam a verdade”, buscando benefício próprio... E pior... muitos “compraram” esta falsificação...
Que quanto a nós, jamais venhamos a vender a verdade, senão que a compremos.
Que possamos dar todo o valor para a vida que nos está proposta.
Que O Seu Reino tenha tanto valor para nós, que possamos vencer nossa carne dia a dia, e caminhar em vitória, até aquele Dia!
Que Deus nos abençoe, em Nome de Jesus...


"Ouve a teu pai, que te gerou, e não desprezes a tua mãe, quando vier a envelhecer”. Provérbios 23:22

O sistema familiar que O Senhor criou é perfeito!
Pais recebem filhos indefesos ao nascerem que, cuidados e amados, vão se desenvolvendo, aprendendo, sendo cuidados e ensinados por seus pais até poderem desenvolver vida própria.
E aqui há um sistema de bênção da parte de Deus para os pais ensinarem e corrigirem seus filhos, para que estes possam honrar e obedecer aos seus pais, para irem bem em suas vidas, e viverem uma vida longa e abençoada.
Afinal, “honra teu pai e tua mãe é o primeiro mandamento com uma promessa”!
Ao longo das vidas, vão andar mais ou menos próximos, conforme o curso da vida.
Eventualmente haverá problemas de relacionamento, erros, desencontros, mas a semente de um pai e uma mãe na vida de seus filhos permanecerá. O Senhor preparou para ser assim…
Mas, com certeza, quando filhos se tornam pais e mães, percebem melhor e mais profundamente a vida de seus pais em sua própria vida. Há uma revelação profunda...
Mesmo que tenha havido distanciamento, conflitos, será um tempo especial para haver perdão e reconciliação…
Se todos da família temem A Palavra do Senhor revela e a vida nos mostra que haverá o momento em que, em uma sequência reversa os pais vão se tornando cada vez mais limitados, incapazes de cuidar de sua própria vida, até que finalmente absolutamente indefesos, até o dia de sua morte.
E O Senhor preparou princípios de bênção para que, pais que semearam, colham o que precisam em seus últimos dias.
Assim, que mesmo nestes dias, O Senhor terá conselho e bênção na boca dos pais idosos, que serão úteis para os filhos que entendem que Deus vai falar, através deles, palavras de vida e conselho, necessários para que os filhos que cresceram e agora são pais, sejam pais abençoadores na vida de seus filhos…
Para que quando envelhecerem, sejam também cuidados e ouvidos por seus filhos…
E assim, a bênção da Palavra de Deus se perpetue nas gerações.
Que maravilha é a vida criada pelo Senhor…
Que belo o sistema de vida que Ele mesmo criou…
Que pena que nossos pecados atrapalham tanto as relações familiares, quando as mágoas e os erros de parte a parte envenenam muitas vidas, e afastam relacionamentos… e muitos nem sempre usufruem da plena bênção do sistema que Deus criou…
Mas, se isso acontece também acerca da proposta de salvação pela graça, por meio da fé, ofertada por Deus a todos, que dirá de outros princípios que precisam ser recebidos pela fé?
Bem, sempre há nos textos bíblicos um convite para a obediência e prática das verdades…
Sempre O Senhor nos oferece oportunidade de arrependimento e busca de um retorno à Sua Palavra…
Que hoje haja arrependimento, perdão e cura nos relacionamentos de pais e filhos.
Que hoje haja oportunidade de transformação.
Que pais que envelhecem sejam cuidados, amados e ouvidos por seus filhos.
Que tenham em suas bocas os conselhos e bênção que eles tanto precisam nos dias que vivemos. Deus abençoe.
Ore por seus pais. Ore por seus filhos. Bom dia!


“Ouve filho meu e sê sábio; guia retamente no caminho o teu coração. Não estejas entre os bebedores de vinho nem entre os comilões de carne. Porque o beberão e o comilão caem em pobreza, e a sonolência vestira de trapos o homem” Provérbios 23:19-21

Na última publicação, separei o verso 19 dos demais pois havia ali conteúdo suficiente para uma meditação diária, mas agora é importante agora é importante recompor o contexto para o conceito de hoje ficar mais claro.
Os versos postos juntos deixam claro que o conselho do pai para o filho guiar seu coração, contem também um exemplo prático para a vida diária.
Como já compartilhei aqui há algum tempo, nossa cultura “gospel” contemporânea tem procurado sempre saber qual a “linha limite” para um crente poder beber...
Não é uma pregação bem aceita falar sobre procurar caminhar para o lado oposto, na “linha limite” de ser livre para nem beber...
Sim, o crente quer ser livre para beber, mas não quer ser livre para não beber.
Mas também sei que pouco se fala dos comilões que estão listados junto com os beberrões.
Os que comem demais tem uma certa “licença” para comer, por ser um pecado socialmente aceito, enquanto os que bebem não...
Mas veja que os dois estão tratados juntos no texto da Sabedoria de Deus. Porque?
Porque o pecado não é, necessariamente o que se faz, mas a escravidão por fazer.
Os compulsivos em qualquer área (e aqui poderíamos incluir os viciados em Coca Cola ou chocolates...) vão acabar por destruir a vida como o texto adverte...
Perderão o que tem, caminharão para a pobreza pois são governados por seus hábitos e não governam suas vidas por não conseguirem governar nem seu próprio corpo ou vontades!
Assim que o domínio próprio é um dos nove “gomos” do Fruto do Espírito que é um só, e que nos é apresentado por Paulo em Gálatas 5:22.
Sim, somos chamados a ter nossas vidas transformadas em diversas áreas, manifestando O Fruto do Espírito que nos ajuda a vencer a nossa carne...
E sim, o pai sábio ensina seu filho a ficar longe destes que vivem de maneira descontrolada.
Mas aqui, a questão que fica para hoje, em meu coração é: Eu preciso tomar cuidado com os que estão à minha volta, ou sou eu o problema para quem anda comigo?
Antes de olhar para os outros, vamos olhar para nós mesmos...
Sou livre para beber e para não beber? Sou livre para comer e para não comer?
Que Deus nos fortaleça para governarmos nosso corpo, nossa mente, nosso coração... como o texto nos convida a fazer. Tempo de fazer uma avaliação pessoal, diante da Palavra, pelo Espírito Santo de Deus... Deus abençoe... Bom dia!


"Ouve, filho meu, e sê sábio; guia retamente no caminho o teu coração". Provérbios 23:19

Salomão aprendeu com Davi seu pai, a "falar consigo mesmo"… Em muitos dos Salmos vemos Davi falando com a sua própria alma como se fosse uma outra pessoa e não ele mesmo. Já reparou?
E Salomão registra aqui o conselho de seu pai, dizendo para andar em sabedoria, e guiar o seu próprio coração no caminho reto.
Profeticamente, o caminho reto diz respeito à Palavra do Senhor, e aos Seus caminhos, e nos revela O Senhor Jesus Cristo.
A sabedoria para a vida, é a Sabedoria de Deus… E aqui aprendemos que nosso coração, que é o centro de controle de tudo o que somos, precisa ser controlado por nós. E, especialmente, este controle precisa ser entregue a Deus todos os dias… Todos os problemas que enfrentamos em nossas vidas tem sua origem no fato de que não conseguimos controlar nossos corações. E sermos levados a caminhos errados. Doloridos.
Ainda assim, desde quando finalmente O conhecemos em Cristo, O Senhor nos trata com graça e misericórdia quando nos arrependemos destes (des)caminhos, e renovamos a entrega deste controle a Ele. Pela ministração do Espírito Santo em nós.
Sim, O Senhor Deus é um Deus perdoador, que não nos trata segundo merecíamos.
Se Ele por nós entregou o Seu próprio Filho, como não nos dará, graciosamente com Ele, todas as coisas que Ele sabe que precisamos?
Se falamos de coisas que precisamos nesta vida, aqui podemos incluir, claro, o perdão! Se nossos corações saíram do trilho do caminho reto, é tempo de nos arrependermos… É tempo de buscar ao Senhor e a Sua Sabedoria, e ao nos humilharmos diante dEle, ter a expectativa que, da mesma maneira que nos perdoou todo o nosso pecado e iniquidade que nos condenava ao inferno na Cruz do Calvário, perdoará também nossos pecados da vida diária, enquanto estamos no processo de santificação pela Palavra e pelo Espírito Santo.
Que neste Caminho possamos dia a dia ser transformados pelo Seu amor, graça e misericórdia, mas que não usemos tudo isso como uma “licença para pecar”… Romanos 6:1-2 "Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que seja a graça mais abundante? De modo nenhum! Como viveremos ainda no pecado, nós os que para ele morremos? ”
Que possamos tomar ou retomar o controle de nossos corações, para entregar totalmente, e sem reservas, ao Senhor que nos comprou por alto preço.
Deus nos abençoe. Bom dia!


"Não tenha o teu coração inveja dos pecadores; antes, no temor do SENHOR perseverarás todo dia. Porque deveras haverá bom futuro; não será frustrada a tua esperança”. Provérbios 23:17-18

Ao tomar algum tempo para observar a criação, em especial os limites desconhecidos do universo, somos levados a buscar O Criador… Ao encontrá-lO, a eternidade passa a fazer mais sentido em nossos corações, pela revelação que nos é dada pelo Espírito Santo de Deus.
Assim que a vida passa a ter uma nova perspectiva, a eternidade, que por óbvio, é muito maior do que a vida que vivemos aqui, neste sistema “debaixo do sol”.
E passamos a entender que tudo que há aqui, é passageiro, pois tudo será restaurado pelo Senhor, conforme a Sua Palavra. Para que então haja uma vida segundo a Sua Vontade.
Assim que a nossa esperança tem que ser maior que a vida atual que vivemos aqui...
I Coríntios 15:19 "Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens”.
Na verdade, nossa esperança não é mais apenas um dia as "coisas darem certo” para alguém que quer casar, trabalhar, adquirir uma casa própria, quitar dívidas, enfim, cumprir projetos justos e necessários para a vida aqui, mas sim, apesar deles, a nossa esperança deve ser tudo o que envolve as promessas e A Palavra do Senhor!
Jeremias 17:7 "Bendito o homem que confia no SENHOR e cuja esperança é o SENHOR”.
Mas enquanto passamos por aqui, pela nossa realidade enquanto seres humanos, nosso maior desafio é de nos desprender do que vemos aqui, para focar no que é eterno… Embora focados na eternidade, precisemos também viver e cuidar de nossa vida diária, pois esta é a vida que O Senhor nos deu, e A Palavra também tem diversos princípios e ensinos para que possamos viver bem em nossa vida diária e nela prosperar… Entretanto, avaliar a forma que vivem as pessoas a nossa volta não nos vai levar ao alvo, mas sim, observar a vida segundo o temor do Senhor, pois, apenas neste caso, teremos a certeza de sermos cuidados para o futuro segundo A Palavra.
A esperança da vida eterna é pela fé na Palavra, e não por vista.
Romanos 8:24-25 Porque, na esperança, fomos salvos. Ora, esperança que se vê não é esperança; pois o que alguém vê, como o espera? Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o aguardamos.
A nossa esperança em Cristo se fundamenta na fé! A fé vem pela Palavra.
A Palavra nos dá a “lente” adequada para nossos olhos observarem a vida diária de maneira correta, ou seja, perceber o quanto é passageira, e que sim, se "esvai como um vapor”… I Pedro 1:24-25 "Pois toda carne é como a erva, e toda a sua glória, como a flor da erva; seca-se a erva, e cai a sua flor; a palavra do Senhor, porém, permanece eternamente. Ora, esta é a palavra que vos foi evangelizada”.
Deixe as pessoas a sua volta viverem o que “aparentemente" vivem. Não se preocupe com elas neste aspecto.
Preocupe-se sim, em pregar para que elas entendam que o que vivem é passageiro, mas que a Vida que há em Cristo é eterna. E real.
Confirme que a sua esperança está no Senhor. Abrace a Sua Palavra!
Deus abençoe… Bom dia!


"Filho meu, se o teu coração for sábio, alegrar-se-á também o meu; exultará o meu íntimo, quando os teus lábios falarem coisas retas". Provérbios 23:15-16

Todo o pai se alegra com o progresso, o bem-estar, enfim, com o sucesso de seus filhos. Muitos querem poder até mesmo "se ver" nos filhos.
Alguns passam do ponto, e querem determinar tudo na vida de um filho, o que é ir além do que é o adequado e saudável na vida de um pai quanto ao seu filho.
Mas esta figura, este desejo, distorcido porque deformado pelo pecado e pelas mazelas da humanidade caída, refletem algo que é verdadeiro e bom enquanto eterno.
Digo isso com relação ao que é perfeito na origem, mas se perdeu.
O Senhor, Deus e Pai verdadeiro, deseja que os Seus filhos sejam sábios segundo a Sua Sabedoria, e falem coisas Retas, segundo a Sua Retidão… e manifestem a Sua Vida! E sim, tudo isso se perdeu em Adão, no início da criação, por conta do pecado.
Assim, que, agora, em Cristo, quando podemos ser feitos filhos de Deus, pela fé e pela graça, O Senhor continua esperando que possamos nos reconciliar com este Seu propósito… E Ele nos dá provisão em Cristo, para uma nova vida. Ele nos dá provisão pelo Seu Santo Espírito para esta nova realidade ser manifesta, e nos dá a Sua Palavra escrita, como a referência de qual é a Sua Sabedoria e qual a Sua retidão para nossas vidas e palavras serem alinhadas com as Seu propósito eterno.
E Ele espera, sim, como um Pai, Se projetar em nós, como projeto original… Quer manifestar a Sua vida na nossa… E Ele sim, em Sabedoria, em graça e desejo real original, é O Pai que quer influenciar a vida dos que são Seus, para que sejam sim, segundo a Sua imagem e semelhança como era a Sua proposta original no Éden.
Queridos, tudo o que vemos na vida diária da humanidade manifesta realidades espirituais em sua origem, como uma profecia, como uma revelação de tudo o que deveria ter sido, e se perdeu… Mas que oferece um convite para participar do que está sendo novamente refeito e restabelecido, segundo a Sabedoria do Senhor, através de Cristo… Que possamos aprender com o que vemos, que Ele nos mostra… Que possamos dar ouvidos ao Senhor, que fala conosco hoje… Que possamos nos reconciliar com Deus, para que possamos fazer parte do que virá.
Que possamos alegrar ao nosso Pai, manifestando a Sua Sabedoria e falando a Sua Palavra. Manifestando a Sua vida!
Deus nos abençoe. Bom dia!


"Não retires da criança a disciplina, pois, se a fustigares com a vara, não morrerá. Tu a fustigarás com a vara e livrarás a sua alma do inferno”. Provérbios 23:13-14

Claro está que em nossos dias lidamos com extremos que corrompem e prejudicam uma melhor compreensão deste texto, e abrem margem para todo o tipo de pensamentos.
Em momento algum a Bíblia aprova violência contra filhos. Nem abusos. Nada disso… A Palavra ensina algo que é conhecido universalmente, e necessário.
Pais que que não conhecem A Palavra, e amam seus filhos, os corrigem, para que se tornem boas pessoas. Um conceituado psicólogo de família escreveu um livro em que estabeleceu a máxima que “quem ama, educa”, e isso não foi dito em uma igreja...
Pais que conhecem A Palavra, e amam seus filhos, os corrigem, para que amem a Deus, e Ele os abençoará para que estas crianças se transformem em pessoas segundo o Seu coração.
Satanás, que sempre quis destruir a família, começando pelas pessoas, tem iniciado seu processo de trabalho cada dia mais cedo na vida das pessoas que vivem hoje.
Crianças de 1, 2 ou 3 anos já fazem seus pais passarem vergonha em público, gritando, dando ordens, exigindo a compra de coisas, e causando constrangimentos diversos… E ainda assim há quem defenda que “deixem que façam o que querem” pois estão se "desenvolvendo psicologicamente", e se forem tolhidos perderão seu melhor potencial.
Bem, aqui, como em tudo que há na Palavra, será sempre uma questão de fé.
Se observarmos nossa sociedade pela ótica bíblica, veremos que nas últimas décadas, desde que começou a ser difundido o conceito de não se corrigir tanto, ou nem mesmo mais corrigir os filhos, tudo vem piorando em uma espiral crescente.
Geração após geração.
A estratégia da justa discussão contra a violência contra crianças, abre a porta para pessoas imporem a não correção, e o “politicamente correto” completa o serviço…
E vemos que tudo vai se deteriorando, mesmo com pessoas bem-intencionadas no meio.
Por outro lado, quem crer que se corrigir seus filhos terá a bênção do Senhor e encontrará Sabedoria na Palavra para ensinar, corrigir e educar seus filhos, será bem abençoado… Mas claro está que em breve, não mais será possível algum pai ou mãe corrigir seus próprios filhos pois haverá uma lei geral, para proteger os filhos vítimas de violência, que proibirá… E este desenho, entre tantos outros levará ao cenário profético dos últimos dias… que já chegou, em que vemos, cada vez mais, pais que se levantam contra filhos, e filhos contra pais… e a família se deteriora, dia a dia.
Que você que tem filhos pequenos encontre sabedoria, paciência, amor, unção e direção do Espírito Santo para ensinar seus filhos para O Senhor e para a vida. Enquanto é possível.
Com sabedoria, sem violência. Com amor, em oração.
Que Deus os abençoe a cuidar de seus filhos… Bom dia!


"Aplica o coração ao ensino e os ouvidos às palavras do conhecimento”. Provérbios 23:12

Inegável que vivemos um tempo de incertezas, como poucas vezes vi.
Preocupações que já afetam e ainda afetarão um pouco mais (ou não) a nossa vida, aparecem no horizonte próximo.
As crises política e econômica do nosso país. A questão da seca aqui no Sudeste. As ameaças nas asas dos mosquitos. O desemprego.
As questões mundiais que também nos afetam e podem afetar (ou não)…
A questão econômica global, a violência do terrorismo, a crise humanitária (ou não) dos refugiados, bem como o que os cientistas nos alertam como o pior “El Niño” dos últimos tempos… Até mesmo a crise da igreja institucionalmente em nossos dias, sem contar ainda outros fatores contemporâneos diante de nossos olhos.
Neste momento, todos procuram alguém para ouvir, buscam a opinião de especialistas mais bem informados nas suas áreas de competência, que possam ajudar a acalmar o coração, a tomar decisões futuras, a avaliar os cenários, a encaminhar a própria vida e a dos amados mais próximos.
Entretanto, nem todos realmente creem que o melhor ensino e conhecimento para estes momentos estão contidos na Palavra de Deus.
Sim, a Bíblia é mais atual do que a próxima edição do jornal online… O Senhor sempre tem recursos para os que O buscam, porque conhece, como Ele mesmo diz, o “fim desde o princípio”.
Assim que tudo o que vemos em nossos dias não surpreende o nosso Deus, Soberano e Todo Poderoso, que reina em meio a todas as circunstancias.
Ele influencia e usa até mesmo as atitudes e decisões daqueles que investidos de autoridade para influenciar o planeta, que O rejeitam e até zombam de Sua existência, para que cumpram os propósitos eternos dAquele que reina!
O desafio é decidir aplicar o coração e os ouvidos a ouvir esta Palavra.
Colocar as vozes que ouvimos diariamente na TV, web, e todas formas de mídias, especialistas, escritos, e-mails, em um segundo plano… Sim, porque por mais especialistas que que os conselheiros que aparecem possam ser, não sabem tudo.
Podem até saber mais que a maioria de nós em sua área de especialidade, mas não conhecem os propósitos eternos do Senhor.
Sim, você e eu, que cremos na verdade da Palavra do Senhor é que precisamos nos tornar especialistas no mundo ao nosso redor, para que possamos revelar a Sabedoria dAquele que reina a todos que precisam.
Sim, precisamos dominar nossa área de competência profissional, e ser os melhores que pudermos ser aos que nos empregam.
Mas acima disso, precisamos ter o Conselho do Senhor. Para todos aqueles à nossa volta que precisam de esperança.
Que neste dia possamos decidir aprofundar nosso tempo investido no verdadeiro ensino e conhecimento.
Que o Espírito Santo de Deus nos ajude e revele a Sua Palavra aos nossos ouvidos e coração… Que possamos revelar Quem é O real Porto Seguro, para que pessoas possam ancorar seus barcos no meio da tempestade que aparentemente está logo mais, adiante de nós.
Deus abençoe sua vida neste dia, em Nome de Jesus.


"Não fales aos ouvidos do insensato, porque desprezará a sabedoria das tuas palavras”. Provérbios 23:9

Todas verdades do mundo natural, de nossa vida diária, refletem verdades espirituais maiores e anteriores.
Tudo começa em Deus, a partir de Deus, e volta para Ele.
Tudo é dEle, menos aqueles que não querem ser, senão que decidem por “permanecer mortos em seus delitos e pecados”.
Assim que, embora o insensato esteja por toda a parte em nossa vida, e encontramos sempre pessoas que são incapazes de receber conselhos embora estejam acabando com suas vidas, esta verdade é também, ou antes, espiritual.
No Salmo 14:1, lemos: "Diz o insensato no seu coração: Não há Deus. Corrompem-se e praticam abominação; já não há quem faça o bem”.
Assim que a insensatez maior é negar a existência de Deus, ou viver como se Ele não existisse, não fosse real, e, principalmente, como se não tivéssemos que Lhe prestar contas algum dia.
Temos que falar acerca desta verdade, e da vida de Cristo, Único Caminho ao Pai, todos os dias… mas… Aparentemente, chega um momento em que não mais adianta, pois estes insensatos que se acham sábios, não mais terão ouvidos para ouvir, e desprezarão a sabedoria da verdade do evangelho de Cristo… Mas por analogia, posso considerar que também insensatos somos nós, que, embora creiamos, em determinados momentos da vida vivamos como se Deus não estivesse perto… não sondasse mais nossos corações… não mais estivesse atento ao que pensamos, falamos, decidimos, praticamos.
Insensatez é viver alheio à vida de Deus… mesmo já O conhecendo… Veja as palavras de Paulo aos crentes de Éfeso:
"Isto, portanto, digo e no Senhor testifico que não mais andeis como também andam os gentios, na vaidade dos seus próprios pensamentos, obscurecidos de entendimento, alheios à vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, pela dureza do seu coração, os quais, tendo-se tornado insensíveis, se entregaram à dissolução para, com avidez, cometerem toda sorte de impureza. Mas não foi assim que aprendestes a Cristo, se é que, de fato, o tendes ouvido e nele fostes instruídos, segundo é a verdade em Jesus, no sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, e vos renoveis no espírito do vosso entendimento, e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade”. Efésios 5:17-23 Sejamos revestidos do novo homem a cada dia.
Não permitamos ao nosso coração tornar-se insensível à voz do Espírito Santo.
Que caminhemos dia a dia na Sabedoria que há nas Palavras do Senhor… em Nome de Jesus. Deus abençoe. Bom dia...


"Não comas o pão do invejoso, nem cobices os seus delicados manjares. Porque, como imagina em sua alma, assim ele é; ele te diz: Come e bebe; mas o seu coração não está contigo. Vomitarás o bocado que comeste e perderás as tuas suaves palavras”. Provérbios 23:6-8

Na meditação de ontem, percebemos o quanto é nociva a companhia dos que cobiçam. Além de sermos exortados a não aprender seus caminhos, podemos perceber neste terceiro verso que é a parte final do tema, que a conclusão do processo como um todo não é boa.
Nem mesmo o que alguém come da parte do invejoso acrescentará algo.
Não há ganho, pois até o que se come se vomita, e estas palavras se perdem.
Portanto, não há vida, não há ganho, não há fruto… Quando perguntei no texto de ontem, qual é o jogo que alguém joga quando se relaciona com alguém assim, o fiz porque percebi, ao longo dos anos lidando com pessoas, que alguns até pensam que ganham alguma coisa em relacionamentos assim.
Muitos têm tanta baixa auto estima que, se encontram alguém que pelo menos os invejam em alguma coisa, querem se alimentar disso para se sentirem valorizados… Acreditam que isso lhes faz bem…Triste engano!
O nosso valor não está associado ao valor que alguém nos dá, mas sim, ao valor que Cristo nos dá! Ele entregou Sua vida em nosso favor na cruz do Calvário, para que decidíssemos, então, receber Seu amor, e dar a Ele a nossa vida.
Ele nos deu este valor, e pagou este valor. A vida do Filho Único e Santo de Deus!
E ainda assim, alguns embora até entendam ou acreditem que este sacrifício é real, não decidem entregar a Ele a vida. Não recebem assim este valor dado e pago!
Preferem viver segundo seus próprios sensos de valor (baixos), e preferem continuar na busca do valor que as pessoas dão… Mesmo que sejam até mesmo os invejosos!
E as palavras das pessoas se perdem, e os bocados que recebem se vão.
Mas o Alimento de Cristo produz vida eterna, e a Sua Palavra dura para sempre.
Qual é a sua escolha?
Qual é o seu alimento?
Qual é a palavra que você acolhe para a sua vida?
Que O Espírito Santo, que nos revela da Sua Vida, nos faça entender "qual a a altura, a largura, a profundidade e o comprimento deste amor", para que todos sejam libertos de companhias nocivas para andarem lado a lado com O Senhor.
Jesus, O Cristo! Senhor e Salvador. Eterno...
Deus abençoe. Bom dia!


"Não te fatigues para seres rico; não apliques nisso a tua inteligência. Porventura, fitarás os olhos naquilo que não é nada? Pois, certamente, a riqueza fará para si asas, como a águia que voa pelos céus”. Provérbios 23:4-5

Alguns ministérios cristãos dedicam muito tempo para conduzir seus membros a se empenharem em ser ricos, supostamente segundo A Palavra de Deus. Imagino o quanto deva ser difícil lidar com este texto de Salomão… Inegável é que A Palavra de Deus tem diversos princípios acerca de prosperidade. Já tratamos disso por aqui antes… E também é inegável que muitos dos conceitos publicados nos livros de "autoajuda”, que até mesmo levaram muitos escritores a publicarem best sellers e enriquecerem, são absolutamente bíblicos. Embora nem sempre fosse citada A Fonte.
Recentemente tenho percebido que alguns livros até já explicitam, ao declarar em seus títulos que se trata de “princípios bíblicos para enriquecer”… basta dar uma olhada nas livrarias… não reparou?
Bem, estes princípios funcionam, porque sim, é uma verdade bíblica que O Senhor tem prazer em que prosperemos.
Veja o Salmo 35:27: "Cantem de júbilo e se alegrem os que têm prazer na minha retidão; e digam sempre: Glorificado seja o SENHOR, que se compraz na prosperidade do seu servo!"
A questão é que a prosperidade bíblica não está ligada apenas a questões financeiras, mas, sim, em saúde, vida familiar, bom nome, projetos, e, principalmente, nossa vida espiritual.
Segundo A Palavra, em tudo somos chamados a lutar, prosperar e vencer nesta vida. Isso é bíblico e isso é abençoado.
Mas a questão de que a riqueza é transitória e passageira, é pouco lembrada nos sermões mais emocionados… E onde este tipo de evangelho é pregado, a ênfase bíblica de convidar os cristãos a armazenar tesouros nos céus, é pouco ou quase nada lembrada. Veja o ensino de Jesus em Mateus 6:19-21: "Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam; porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração”.
Paulo também nos ensina em II Coríntios 4:18 “… não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas”. Segundo Salomão as riquezas aqui são transitórias… E se tem alguém na Bíblia que entendeu de riquezas foi Salomão… alguma dúvida?
Assim, diante de textos como estes, creio que devemos buscar em Deus a sabedoria e o equilíbrio quanto à prática dos princípios.
Afinal, o próprio Salomão em Provérbios 10:22 também ensina que "A bênção do SENHOR enriquece, e, com ela, ele não traz desgosto”.
Sim, é a bênção do próprio Deus é quem nos enriquece! Assim, o foco do ensino bíblico, creio, está na pergunta de Jesus: "onde está o nosso coração?”
Quem busca enriquecer usando princípios bíblicos, está com o coração na riqueza e não no princípio. Não em Deus…
Quem foca no que é eterno, recebe de Deus até mesmo uma provisão transbordante para esta vida… se crer!
Como muito do que temos visto aqui, a principal questão que Deus nos confronta é quanto a qual é o nosso foco.
Onde está o nosso coração… Afinal, o próprio Deus disse que a prata e o ouro são dEle! Pense nisso… ajuste seu foco…
Deus abençoe. Bom dia!


"Não cobices os seus delicados manjares, porque são comidas enganadoras”. Provérbios 23:3

Bem, este verso 3 está no contexto dos versos 1 e 2.
Muito do sistema de uma cultura, ou de um sistema, está associado ao que se come.
Interessante Salomão admoestar que os manjares delicados dos governadores são comidas enganadoras...
Satanás enganou Eva e tentou Adão, e o venceu, através de uma proposta associada a alimento, o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal como lemos em Gênesis 3.
Tentou a Jesus em Mateus 4, quanto a comer os pães transformados de pedras, mas foi derrotado.
Muito do que traz prazer aos olhos ou ao paladar, se considerarmos espiritualmente, pode trazer engano.
Isaías nos adverte que “há caminhos que ao homem parecem direitos, mas ao fim, são caminhos de morte”…
A sabedoria popular entendeu isso, e traduziu no ditado (bíblico, mas nem todos percebem…) que “nem tudo o que reluz é ouro”.
Sim, precisamos de discernimento para perceber as ciladas que se apresentam por trás do que é aparentemente bom e agradável.
Nem sempre o que nos traz prazer ou paz vem de Deus.
Muitas vezes Deus nos chama a caminhos mais pedregosos e angustiosos, mas é Ele mesmo quem nos está conduzindo.
Nem tudo que os “governadores” deste mundo nos oferecem é bênção, embora até possa parecer que sim, por ser algo agradável.
Sempre que me achego a uma situação assim, lembro do testemunho de Daniel, que me grita aos ouvidos, pois ele “decidiu firmemente não se contaminar com os manjares do rei de Babilônia”, e conseguiu.
E porque agiu assim, O Senhor o abençoou e prosperou na Babilônia.
Lembre-se sempre que não vivemos ainda no Reino de Deus, mas fisicamente moramos na Babilônia espiritual. O Reino de Deus ainda está em nós, naqueles que o recebem em Cristo, e se manifesta através de nós, até que, em breve, seja plenamente estabelecido aqui...
Que enquanto isso, possamos, sim, aqui prosperar, e vencer, sem nos contaminar, mas segundo o Sistema do Reino, não o daqui.
Que tenhamos discernimento quanto aos “manjares enganadores” que fazem parte do “cardápio” que é oferecido nestes dias.
Que possamos focar sempre no que é eterno, e não no que é passageiro, porque "Aquele que há de vir, virá, e não tardará"!
Deus abençoe. Bom dia!


"Quando te assentares a comer com um governador, atenta bem para aquele que está diante de ti; mete uma faca à tua garganta, se és homem glutão.” Provérbios 23:1-2

Nesta manhã quero compartilhar um pensamento que tenho já há algum tempo acerca da glutonaria, que é pouco falado...
Parece que veio a ser um pecado "aceito" na igreja em relação aos demais.
Muitos nem mesmo sabem que é pecado, nem tratam como tal!
Em Gálatas 2:18-19, por exemplo, lemos: "Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam".
Para meditar em dois aspectos.
O primeiro, segundo o texto de hoje, que a glutonaria pode envergonhar alguém que, em eventos mais elaborados, honrosos, e públicos, pelo seu descontrole com a comida não tenha nem mesmo mais a noção de quanto comer! Vai passar até mesmo vergonha sem saber.
O outro, mais grave, é que a glutonaria é im pecado tão grave quanto a embriaguez ou a prostituição. Mas não tem sido tratado nem ensinado da mesma maneira nas igrejas… Quase que é aceita. E isso como podemos ver, não é bíblico.
Somos chamados a lutar contra tudo o que nos prende ou escraviza que é pecado.
Vencer a glutonaria é uma exortação constante da Palavra, e precisamos então avaliar como comemos.
Que Deus nos abençoe a comer sempre com ação de graças a Deus, e liberdade para comer menos.
Que nem a comida nem a bebida escravizem nossas vidas, em Nome de Jesus.
Deus abençoe. Bom dia!


"Vês a um homem perito na sua obra? Perante reis será posto; não entre a plebe" Provérbios 22:29

Há um evangelho estranho sendo pregado, que não tem a ver com A Palavra.
Neste suposto evangelho, o pastor impõe as mãos e abençoa o que oferta, e este prospera! Mesmo que não trabalhe… ou que nem seja tão dedicado no assim no que faz em seu trabalho... Bem, nada mais longe da verdade...
Sim, é bíblico que há uma bênção da parte de Deus para que os que nEle confiam, prosperem…
Sim, é bíblico que há uma bênção de prosperidade associada a nossas ofertas a Deus.
Mas sim é "mais bíblico ainda" que o que é perito no que faz, será exaltado.
Profissionalmente, será levado à presença dos "reis de hoje", que são os presidentes, diretores, e os melhores empresários de nossos dias…
Isso aconteceu com Daniel! Quando vivia cativo na Babilônia!
E veja que ele se tornou perito na cultura e nos conhecimentos da Babilônia…
E porque, além disso e principalmente, creio, decidiu firmemente em seu coração não se contaminar com a Babilônia, se tornou perito no “conteúdo” necessário para servir ao rei! Foi levado e permaneceu diante do rei! Na verdade diante dos reis! Reis caíram ao longo de sua vida, mas Daniel permaneceu!
Até mesmo quando foi perseguido por sua fé....
E por este motivo, porque era perito e confiava em Deus, e orava três vezes por dia, O Senhor o prosperou, e ele foi considerado dez vezes mais sábio que os demais "profissionais" à sua volta…
Leia e medite no livro de Daniel, em sua parte biográfica...
Voltando ao texto de hoje, sim, nós como cristãos precisamos ser os melhores profissionais em nossa área de trabalho. Qualquer que seja a atividade.
Sim, precisamos dominar o conteúdo de nossa profissão e de nossa função profissional.
Sim, precisamos nos relacionar bem com todos à nossa volta. Daniel fez isso...
Sim, precisamos honrar os "reis contemporâneos, como Daniel fez.
E mais que isso, precisamos dar um bom testemunho de nossa fé!
E assim, O Senhor vai poder nos prosperar mais a nossa mão que a dos demais… mas precisamos crer nessa verdade e perseverar nesta posição!
Se fazemos o que Ele diz que precisamos fazer, podemos contar que Ele fará o que apenas Ele pode fazer. É a bênção do Senhor que enriquece e não acrescenta dores.
Ele é O Senhor da bênção, e Ele abençoa o que está sendo feito segundo a Sua Palavra.
Que sejamos peritos em nosso conteúdo de trabalho.
Que possamos alcançar um bom testemunho em meio a nossos colegas de atividade profissional
Que O Senhor seja glorificado em nossas vidas.
Que possamos crer que devemos trabalhar e muito, para aí sim, contar com Sua bênção sobre nossas vidas, segundo a Sua Palavra.
Que possamos também sim, semear nossos recursos nas mãos do Senhor, para que Ele multiplique nossas sementes, segundo a Sua Palavra.
Que Deus nos abençoe. Bom dia!


"Não removas os marcos antigos que puseram teus pais”. Provérbios 22:28

Em uma sociedade agrícola como a dos tempos de Salomão, a questão de fronteiras de terras era algo muito sério.
Os marcos referenciais dos limites de separação entre o que era de uma família e o que era da outra, quando ensinado por pais de caráter, deveriam ser preservados pelos seus filhos. E os filhos não poderiam remover os limites que seus pais puseram.
Hoje este princípio não tem mais a mesma “apresentação", mas permanece o mesmo.
Continuamos não podendo remover "os marcos” para tomar o que não é nosso, mas do vizinho. E isso deveria ser ensinado ainda pelos pais aos filhos. Isso está ligado a caráter, e, infelizmente, nem sempre em nossos dias, os pais ensinam isso aos filhos.
Em uma sociedade centrada em satisfazer os próprios prazeres, há pais que até incentivam seus filhos ainda pequenos a tomar o que não é seu, fazendo “vistas grossas”, e sem tomar qualquer iniciativa em corrigir e ensinar valores.
Que os pais que temem ao Senhor ensinem as fronteiras da vida a seus filhos.
Que os filhos não removam as fronteiras ensinadas por seus pais.
Que acima de tudo, possamos aprender "os marcos" da Palavra, mesmo que nossos pais não os tenham ensinado, acerca de quem somos, o que é nosso, quem devemos ser, o que não é nosso e o que é do próximo.
E o que devemos fazer ao próximo… para se nos seja feito.
Os marcos hoje são muito mais espirituais que físicos, e O Senhor observa a intenção de nossos corações!
A mulher do próximo, as coisas do próximo, os bens do próximo, tem nos ensinos de Jesus, O Cristo, ao contrário do que muitos pensam, um conceito muito mais forte do que o que encontramos na Lei.
Na Lei o marco era não fazer. Em Cristo o marco é nem desejar no coração!
Não, Jesus não “aliviou a Lei”, mas aprofundou a denúncia do que vai em nossos corações. Porque fazemos ou não fazemos… 
Se não sabia, convido que você leia Mateus capítulos 5 a 7 e medite...
Quem pode cumprir senão pelo Espírito? Quem pode se justificar diante dEle?
Que Deus nos abençoe a sermos transformados. Dia a dia.
Deus abençoe. Bom dia!


"Não estejas entre os que se comprometem e ficam por fiadores de dívidas, pois, se não tens com que pagar, por que arriscas perder a cama de debaixo de ti” Provérbios 22:26-27

A questão da fiança, como podemos ver, é um problema milenar…
“Você não confia em mim? Não acha que vou consegui pagar? Não é meu amigo?”
Provavelmente estas frases ainda ecoam nos ares…
E este tema é tão importante desde então, que Salomão trata disso várias vezes.
Se você procurar na sua Bíblia os textos sobre fiança, e procurar no Blog nas meditações anteriores verá que desde que comecei a postar sobre Provérbios aqui, em julho de 2014, perceberá que já passamos por este princípio algumas vezes.
A tese está firmada claramente aqui: “se você não tem como pagar”… não faça!
Ninguém deve ser fiador se não tiver como pagar a fiança assumida.
Mas se tem como pagar, e pode assumir o risco, claro, seja o fiador e abençoe. 
Se ao fim do contrato não foi necessário pagar nada em favor de quem se prestou a fiança, melhor. Muito melhor...
Em nossos dias, eu recomendo sempre que, se quer ajudar alguém, pague as parcelas do seguro fiança, ou ainda ajude na composição do depósito para aluguel…
Este é um caminho melhor e mais seguro para abençoar alguém.
Mas quanto ao texto de hoje, resumindo, a questão é muito simples…
O que recebe a fiança poderá não ter como pagar, por que problemas acontecem.
E se acontecerem, quem será cobrado será o fiador…
Já vi acontecer várias vezes que aquele que recebeu a fiança, quando não pode pagar, desapareceu… e quem foi o fiador, além de arcar com tudo, perdeu o amigo!
Assim, o conselho de Salomão é: se alguém não tem como pagar a dívida de seu parente/amigo, não seja o fiador…
Melhor perder a amizade e manter o seu nome ou o seu bem, do que perder o seu nome, o seu bem e a amizade… difícil, mas é o conselho da parte de Deus, através de Salomão.
Importante lembrar que O Espírito Santo de Deus é o ˜fiador” ou o “penhor" da nossa salvação… 
Sim! Ele pode assumir esta conta em nosso favor, pois a dívida foi paga por Jesus na cruz do calvário.
E em breve, Jesus voltará para “liquidar” esta fatura, e nos recolherá para Ele… para sempre! Esta fiança sim, é segura!
Deus abençoe… bom dia!


"Não te associes com o iracundo, nem andes com o homem colérico, para que não aprenda as suas veredas e, assim, enlaces a tua alma". Provérbios 22:24-25 
A "sabedoria popular" declara que se alguém disser com quem anda, fará notório quem a pessoa é...
Nem todo sabem que esta nada mais é do que uma verdade biblica...
Paulo nos ensina em I Coríntios 15:33 que "as más conversações corrompem os bons costumes"...
Davi no Salmo 1 declara abençoado o que não anda nos caminhos dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores e nem se assenta à roda dos escarnecedores.
Sim, as más companhias influenciam, porque sim, fomos criados por Deus para sermos influenciados por Ele! Pela Sua companhia. Pelo Seu sistema. Pelas Suas leis. Deveríamos prosseguir nossa vida em Seu Reino, sendo conduzidos ao Seu eterno propósito, se o pecado não tivesse entrado na história da humanidade. E somos chamados por Ele, ao longo de nossas vidas a aceitar Seu convite, para retornar para aquele lugar...
Enquanto isso, satanás tem usado estes sistema de influência para corromper aos que não sabem, não percebem, não entendem, não tem revelação...
Sim, devemos evitar as pessoas do texto de hoje para que não sejamos influenciados por esta maneira odiosa de ser, que contamina todos que permanecerem com elas associados...
Sim, veredas são "caminhos de vida"...
E sim, precisamos mudar de sistema.
Cada dia mais, a ira e a irritação estão presentes nas cidades... E muitos aprendem estes "caminhos" e os perpetuam. Alguns ainda os mpliam...
Não somos chamados para viver assim.
Não podemos enlaçar nossa alma nesta armadilha pois também lemos em Provérbios 19:19 que o iracundo sofrerá as consequências de seus caminhos...
Portanto, se formos sábios, evitaremos este final...
O final do iracundo é solitário. Poucos o aguentam...
"Mas aquele que faz a vontade do Senhor permanece para sempre..."
Que Deus nos abençoe hoje a mudar até mesmo de amigos e sócios se necessário for... para que andemos longe dos caminhos da ira.... Concorda?
Deus abençoe. Bom dia...


“Não roubes ao pobre, porque é pobre, nem oprimas em juízo ao aflito, porque o SENHOR defenderá a causa deles e tirará a vida aos que os despojam”. Provérbios 22:22-23

Esta é uma promessa que, na verdade, é até mesmo uma ameaça da parte do Senhor Deus! Sim, a causa do pobre não ficará sem consequências da parte do Senhor, Reto e Justo Juiz... Entendo que muitos ao ler este texto, vão vibrar em seus corações...
Vão fazer até mesmo uma “HOLA Gospel”, como aquelas ondas das torcidas nos estádios de futebol! Dirão: Glória a Deus! Aleluia!
Ou ainda: “Queima Jeová”...
Mas eu perguntaria... como nós tratamos os pobres que nos pedem ajuda?
Que Deus tenha misericórdia de nós... Em Nome de Jesus...
E que sejamos definitivamente transformados...
Que não haja acepção de pessoas em nossos corações.
Deus abençoe. Bom dia.


“Porventura, não te escrevi excelentes coisas acerca de conselhos e conhecimentos, para mostrar-te a certeza das palavras da verdade, a fim de que possas responder claramente aos que te enviarem?” Provérbios 22:20-21

Todas as pessoas que se achegam a Jesus, O Cristo, são em primeiro lugar, como que bebês espirituais.
Paulo usa esta figura várias vezes.
Ele chega inclusive a comparar os ensinos iniciais do Evangelho de Cristo a “leite espiritual para recém nascidos”!
Sim, é uma figura profética.
Porém a expectativa de um pai é que seu filho cresça.
Assim, O Senhor em relação a cada um de nós.
João descreve esta etapa em sua primeira carta!
No capítulo 2:12-14, de I João encontramos instruções suas para “filinhos”, “meninos”, “jovens” e “pais”. Aqui, portanto, incluiria os bebês, e, claro, os pais mais “idosos”.
O convite do Espírito Santo através de Salomão no texto de hoje, é que possamos receber conselhos e conhecimentos para que possamos ter certeza das palavras da verdade.
E isso, não deve ser apenas um “conhecimento de um conteúdo programático gospel”, mas sim, deve fazer parte de nossa experiência de vida, “para que possamos responder claramente aos que se achegarem a nós”! Esta é a exortação de Pedro para cada um de nós!
I Pedro 3:15b: “Estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a todo aquele que vos pedir a razão da esperança que há em vós”.
Sim, alguns de nós após décadas de “convertidos” não conhecem nada, não cresceram nada, não sabem nada... será que são mesmo convertidos?
Será que realmente creem na Palavra da Verdade? Será que podem responder claramente aos que forem enviados para responder com clareza o que creem?
Será que Deus pode enviar alguém para ouvir algo?
Que haja em nosso coração um desejo sincero de crescer no conhecimento do Senhor, saber com poder como responder a todos que nos perguntam acerca de nossa esperança em Cristo! Que possamos hoje receber A Palavra da Verdade em nossos corações. Deus abençoe... Bom dia!


“Para que a tua confiança esteja no SENHOR, quero dar-te hoje a instrução, a ti mesmo.” Provérbios 22:19

Sim, é claro que esta frase precisa estar conectada com as seguintes do texto e faremos... Mas em se tratando da Palavra do Senhor, da instrução que vem dEle, creio que esta frase se aplica a toda a Escritura!
E este também é o entendimento de Paulo, que nos ensina que “Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça; a fim de que o homem (e a mulher) de Deus seja perfeito e perfeitamente preparado para toda boa obra.” II Timóteo 3:16-17
Sim, Toda a Palavra do Senhor merece nossa confiança e fé, pois o próprio Senhor diz que Ele mesmo “vela pela Sua Palavra, para a cumprir”.
Que possamos MESMO por toda a nossa confiança e dependência na Sua instrução, todos os dias... Na verdade, devemos por a nossa própria vida na Sua Palavra. Pela fé! Em especial, no tempo que se chama “hoje”!
Deus abençoe... bom dia!


“Inclina o ouvido, e ouve as palavras dos sábios, e aplica o coração ao meu conhecimento.  Porque é coisa agradável os guardares no teu coração e os aplicares todos aos teus lábios.”
Provérbios 22:17-18

Bem o texto de hoje está absolutamente vinculado ao de ontem, e por este motivo, o incluo aqui. Se quiser, leia a meditação de ontem para aprofundar o conceito.
E estes versos estão conectados com outros na Bíblia que tratam do mesmo princípio.
Creio que um dos textos mais próximos do livro Provérbios, é a carta de Tiago que, ao longo destes meses meditando verso a verso, já pudemos observar e comparar.
E hoje, proponho esta comparação novamente, pois em Tiago 1:22 lemos a exortação: “Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural; pois a si mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência. Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar.”
E, creio, estes conceitos estão conectados também com o que publiquei no domingo...
Se quiser, veja a meditação de dois dias atrás: Não adianta ir à uma igreja domingo após domingo sem discernir o que está fazendo. Assim, não adianta ouvir a Palavra e não praticar...
Aliás A Palavra é comparada por Tiago a um espelho que nos revela como estamos de verdade.
Algumas pessoas, quando perguntamos se estamos bem, podem dizer que “estamos ótimos”, apenas para serem “politicamente corretos”, quando estamos horríveis...
Mas A Palavra não. Ela nos revelará a verdade, mesmo que nos confronte.
Vai fazer isso segundo o padrão de Deus, para nos compararmos com o que estamos vivendo!
Com certeza acharemos ridículo alguém que se veja no espelho, por exemplo, com uma sujeira na ponta do nariz, decida quebrar o espelho para “resolver o problema”...
Bem, é exatamente a mesma coisa que faz aquele que despreza a Palavra ao ser confrontado, tentando assim “resolver o problema”...
A aplicação da Palavra começa em nosso interior, no coração, e deve a partir disso, ser aplicada no nosso dia a dia. O que lemos, devemos guardar no coração e o que estiver no coração, definirá o que falamos o que falamos transformará nossa vida...
E tudo isso definirá a nossa relação com Deus!
E Salomão, com certeza, aprendeu mais essa com seu pai, Davi.
Digo isso porque no Salmo 19:14 lemos: “Que as palavras dos meus lábios e o meditar do meu coração sejam agradáveis na tua presença, Senhor, rocha minha e redentor meu!”
Sim, o valor que damos à Palavra de Deus define nossa relação com Ele.
Veja Davi, por exemplo, que queria que suas palavras e seu coração fossem agradáveis não a Deus "genericamente", mas a Deus como seu Senhor!
Sim, “Deus” embora ele o seja, é um posicionamento “genérico” para quem assim O busca...
Mas Davi reconheceu a Deus como O Senhor sobre sua vida. Isso muda tudo!
Aliás, reconheceu também que Ele era o seu refúgio pois o chama de Rocha.
E seu libertador, salvador e remidor, pois Redentor!
Sim, saber quem Deus é para nós é uma decisão de prática da Palavra.
Quem é Ele para mim e para você hoje?
Ele é de fato, ou é apenas uma pregação perdida ao longe?
É uma palavra real, ou apenas um engano de coração?
Você vai quebrar o espelho?
Deus abençoe... bom dia!


"Inclina o ouvido, e ouve as palavras dos sábios, e aplica o coração ao meu conhecimento”. Provérbios 22:17

Impressionante como mesmo dentre os que creem no Senhor, muitos ouvem mais os “sábios” do mundo, e os valorizam, mais do que a própria Palavra Eterna do Senhor…
Destacam mais o último livro de autoajuda, o último de gestão, o último de ciência, e mesmo o de “espiritualidade", e pouco ou quase nada da Real Sabedoria…
Aliás, se conhecessem mesmo mais das Escrituras, perceberiam que o que “funciona” mesmo, em qualquer área de sabedoria humana, vem da Palavra de Deus. 
São na verdade, “plágios” editoriais, pois se apropriam da Sabedoria de Deus registrada na Palavra enquanto conceito, sem, porém, citar a Fonte… até porque nem conhecem.
Mas não há nada de novo nisso, e todos nós temos que nos policiar quanto ao que abraçamos como norte de vida…
Quando Jesus pregou uma de suas palavras mais sábias e contundentes, conforme registrado no capítulo 6 do evangelho de João, Ele ensinou sobre o Pão do Céu… recomendo que você leia o capítulo inteiro...
E quando no disse que as pessoas precisavam comer da Sua carne e beber do Seu sangue, elas se escandalizaram, e mesmo muitos dentre os Seus discípulos O abandonaram (vs 66). Qualquer outro pastor contemporâneo que estivesse pregando A Palavra, talvez, ao perceber sua congregação esvaziar por que pregou A Palavra, tentaria, eventualmente, chamar as pessoas de volta para que não o abandonassem… 
Diria que se expressou mal, que não era bem assim… que foi infeliz!
Eventualmente tentaria “flexibilizar a verdade” como muitos fazem em nossos dias.
Já Jesus muito pelo contrário, reforçando a Verdade que pregava, foi ainda mais fundo, e perguntou aos discípulos se eles também queriam ir embora (vs67)!
Que tremendo! Que ousadia e poder… 
Ele não estava preocupado em flexibilizar a Verdade que pregava, pois era a própria Sabedoria do Pai!
Então Pedro respondeu: “Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras da vida eterna e nós temos crido e conhecido que tu és o Santo de Deus!" (68-69).
Que tremenda resposta! Não há para quem ir, se deixarmos a Jesus, O Cristo!
Sim, o Evangelho de Cristo tem palavras e conceitos que nos confrontam…
Mas precisamos inclinar os nossos ouvidos e coração para ouvir, e aplicar A Sua Palavra, que é o verdadeiro Conhecimento e Sabedoria.
Sim, para muitos é mais “confortável” ouvir palavras de “sábios" humanos e contemporâneos, porque seus ensinos nos trarão mais bem-estar ao Adão que ainda habita dentro de nós… terá sim, um efeito passageiro e circunstancial. Até a “próxima onda” editorial e de conhecimento humano efêmero... 
Que possamos dia a dia, como Pedro, reconhecer que não há lugar para ir, não há outra sabedoria para abraçar que não seja A Palavra do Senhor. Inclinemos ouvidos e coração. Mesmo quando ela nos confronta… por amor. 
Deus abençoe… Bom dia!

Bem, aqui concluo esta série.
Deus abençoe sua vida através destas meditações.
Que sejam benção em sua vida... e se forem, compartilhe com alguém.
Abençoe alguém com A Palavra de Deus.
Abraço,


Haroldo Maranhão